Mudras para a saúde

Tempo de Leitura: 5 minutos

Os Mudras são gestos feitos com as mãos e que nos auxiliam a mobilizar a energia circulante do nosso corpo e com isso obter benefícios para nossa saúde. 

Natalia Ferreira (*)


À medida que envelhecemos diversas mudanças em nossos corpos vão acontecendo. E embora seja um processo natural, é possível preservar e proteger o corpo, enfim, promover saúde não importando a idade. Uma prática de cuidado bastante simples e que está ao alcance das nossas mãos é a mudraterapia, ou seja, a prática terapêutica de mudras. A palavra Mudra vem do Sanscrito e significa “gesto”, “selo” ou “chave”. Mudras são gestos que nós fazemos com as mãos e também outras partes do corpo. Seu uso é milenar e muito usado no yoga, mas também encontrado em diversas culturas como nos gestos litúrgicos da igreja católica.

Na medicina chinesa, há muito se estuda os meridianos de energia que percorrem nosso corpo. Na atualidade, pesquisas demostram que existe um sistema circulatório de energia. Por esses canais flui os biofótons e é nas mãos que encontramos um grande número destes canais de energia. Assim, os mudras nos auxiliam e, conforme utilizamos, podemos ampliar, reestabelecer ou equilibrar este fluxo de energia pelo corpo e com isso obter vários benefícios para saúde.

Você provavelmente já fez um mudra. Muitas vezes realizamos os mudras de maneira instintiva, quando por exemplo queremos agradecer e rezar e juntamos palmas com palmas, ou quando queremos abençoar e elevamos as mãos, o mesmo quando estamos pensando, deliberando sobre algo e juntamos todas as pontinhas dos dedos e afastamos as palmas. É mais ou menos como se fosse uma linguagem pertencente à nossa essência.

Imagine conhecer essa linguagem e poder usá-la para beneficiar a nossa saúde?

É isso que faz a mudraterapia.

Desta forma, imagine combinar as suas mãos e poder estar acessando essa energia, fazendo ela fluir, e promovendo o alívio de dor, fortalecer tecidos, melhorar o sistema imunológico e até mesmo despertar sentimentos como a compaixão e gratidão.

Pensando em todas essas possiblidades do uso terapêutico dos mudras, comecei a estudar e separei alguns com benefícios importantes para promover a saúde da Terceira Idade.

Que tal exercitar alguns Mudras?

Benefícios: Sua prática relaxa a musculatura.

Como fazer?

Este mudra é realizado trazendo-se o dedo mínimo para frente e separando-se os dedos uns dos outros.


Benefícios: Estimula o poder de autocura do organismo e fortalece o sistema imunológico.

Como fazer?

Cruza os dedos das mãos unindo a ponta dos polegares com seus respectivos dedos indicadores.


Benefícios: Sua prática auxilia no combate inflamações e dores causadas por elas. Revigora os tecidos do corpo. Fortalece ossos, tendões, cartilagem e músculos.

Combate a osteoporose.

Acelera a soldagem de fraturas.

Como fazer?

Este mudra é realizado unindo a ponta do polegar à ponta do dedo anelar.


Benefícios: Este mudra fortalece os ossos do corpo; Melhora a assimilação dos alimentos, a respiração e a circulação; Aumenta a vitalidade força e disposição; Combate artrite reumatóide e articulações instáveis.

Como fazer? Este mudra é realizado unindo as pontas dos dedos polegar com anelar e mínimo.

Precaução: Pessoas acima do peso devem realizar com moderação.


Benefícios: Este mudra foi selecionado por sua característica analgésica.

Como fazer?

Este mudra é realizado unindo todas as pontas dos dedos das mãos, repousando no colo, ou ainda aproximando os dedos unidos sobre partes do corpo com desconfortos.

Precaução: Evitar praticar após as refeições.


Benefícios: Este mudra foi selecionado por beneficiar e fortalecer ossos e tendões do corpo.

Além de sua característica de harmonizar as duas metades do corpo, trazendo equilíbrio das polaridades.

Como fazer? Este mudra é realizado unindo as pontas dos dedos das mãos direita e esquerda e após unir as duas mãos.


Benefícios: Este mudra é usado para dores em geral. Promove o relaxamento do corpo e acalma a mente.

Como fazer?

Apoie a ponta do dedo indicador na palma da mão, sob este dedo cruze os dedos polegar médio e anelar.


Benefícios: Este mudra reduz a ansiedade, acalma o sistema nervoso e favorece o sono.

Combate rigidez muscular, reduz espasmos e câimbras.

Como fazer?

Coloca a ponta do polegar sob o dorso do indicador.


(Mudra da confiança incondicional)

Benefícios: Combate o medo e a ansiedade; Traz força interior e segurança; Contribui no tratamento de depressão; Traz entusiasmo e otimismo; Contribui para desenvolver a confiança incondicional

Como fazer? Cruza os dedos, na altura das segundas falanges, polegares livres e mãos em ângulo de 45°. Repousa esse mudra com as palmas voltadas para o centro cardíaco.


Benefícios: Abre o coração sutil; Diminui a carga de tensão sobre o coração físico e Cria a expansão da caixa torácica. Traz bem estar em momentos de solidão, exaustão e desentendimento. Evoca compaixão.

Como fazer?

Punhos unidos. Polegares e dedos mínimos unidos, restante dos dedos afastados, assemelhando-se a uma flor.


(gesto da saudação ou adoração)

Benefícios: Este mudra é conhecido por despertar o senso de reverência, a união com o Divino. Eu sempre trago no final, para agradecermos a nossa saúde, a possibilidade de cuidarmos dela. Acho importante despertar no idoso esse sentimento.

Como Fazer? União de palmas e dedos.


Estes são alguns mudras selecionados pensando em favorecer a saúde da pessoa idosa. É importante realizar os mudras sentando-se de forma confortável e firme. Pode-se iniciar a prática aquecendo as mãos, ou se quiser até movimentar e alongar os dedos. O tempo de duração de cada mudra, para quem está iniciando é de até 5 minutos, e após se familiarizar com a prática pode-se ir aumentando o tempo de permanência, porém lembrando que não deve ultrapassar 45 minutos por dia por mudra. Outro cuidado é evitar praticar após as refeições, ou seja, enquanto o corpo ainda está no processo da digestão. Não é preciso fazer todos, como uma sequência. Pode-se eleger um e praticar e desta forma promover um envelhecer com mais saúde e qualidade de vida.

Saiba mais

(*) Natalia de Freitas Guerreiro Ferreira – Fisioterapeuta com pós-graduação em envelhecimento e saúde da pessoa idosa. E-mail: [email protected]

Foto destaque: pixabay


https://edicoes.portaldoenvelhecimento.com.br/produto/curso-interdicao/

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3807 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento