Xô sedentarismo: como se livrar da preguiça

Tempo de Leitura: 2 minutos

Afirmo sempre que sedentarismo não tem faixa etária, no entanto quanto mais idade se tem, mais se sente as consequências de não praticar atividades físicas regularmente. Para vocês terem uma ideia, esse problema é responsável por 13,2% das mortes no Brasil, segundo uma pesquisa publicada pela revista médica Lancet. A inatividade é a causa de 8,2% dos casos de doenças cardíacas, 10,1% dos casos de diabetes tipo 2, 13,4% dos casos de câncer de mama e 14,6% dos casos de câncer de cólon. O número é um dos maiores da América Latina, onde 11,4% das mortes são causadas pelo sedentarismo. Alarmantes esses dados!

Daniela Stein * Foto: Daniele Sallaberry

 

xo-sedentarismo-como-se-livrar-da-preguicaAcredito que as comodidades da vida moderna, por conta da evolução tecnológica da sociedade, contribuem consideravelmente para agravar essa situação. Temos uma série de equipamentos que facilitam o nosso dia a dia à disposição, mas que de alguma maneira diminuem a quantidade de movimentos que temos que realizar, nos mexemos menos fisicamente. Para se livrar de vez do sedentarismo, principalmente para quem já passou dos 60 anos, aconselho a encarar este desafio de frente e com atenção.

Consultar um médico, estar com exames de rotina em dia e ter orientação de um profissional de educação física são essenciais para dar início a uma atividade física que proporcione saúde. O adulto maior que insere em sua rotina uma caminhada leve, por exemplo, já ganha em saúde, adquirindo mais flexibilidade, força, resistência, coordenação motora, equilíbrio e, consequentemente, bem estar e qualidade de vida. Atividade física é saúde para o bem estar. Cuide-se!

Você sabe o que é inatividade física?

Não utilizar pelo menos 150 minutos por semana fazendo atividade física moderada (caminhada, por exemplo, em passo apressado, durante 30 minutos, cinco dias por semana), ou exercícios mais vigorosos por 20 minutos, três vezes por semana.

Dicas para se livrar do sedentarismo

1) Procure um profissional da saúde e converse sobre o momento atual.

2) Faça um pequeno teste: experimente fazer alguns movimentos que fazia há 20 anos e perceba como se sente. Tem dificuldade?

3) Respeite seus limites, se está parado há muito tempo não comece com uma atividade de muita intensidade. Cada pessoa é diferente, por isso, você deve iniciar gradualmente e com orientação profissional.

5) Você tem todo direito de não gostar, a maioria das pessoas inicialmente não gosta e o maior desafio sempre é começar, quebrar essa rotina de inatividade que mascara e diminui sua qualidade e expectativa de vida. Por tanto, comece já!

6) Estabeleça metas possíveis para se manter motivado: a realização de uma viagem com mais energia e resistência, voltar a usar um tipo de roupa que gosta.

* Daniela Stein é Educadora Física (CREF 2467-G/RS). Acesse Aqui 

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3826 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento