Você sabe o que é meditação, e que ela está incluída no SUS?

Tempo de Leitura: 4 minutos

Pesquisas sugerem que a meditação pode ser um método eficaz para o envelhecimento saudável. A prática foi incluída no SUS.

Natalia Guerreiro (*)


A meditação é uma prática que permite conduzir a mente a um estado de calma e relaxamento. No nosso dia a dia, estamos sempre ocupados, pensando na próxima tarefa, muitas vezes antes mesmo de terminarmos o que estamos fazendo no momento. Ou então estamos resgatando o passado, remoendo situações, pensando no que poderíamos ter feito diferente. A meditação é uma prática que te coloca direto em contato com o momento presente.

Dada a sua grande importância para a saúde, em 2017 a meditação foi incluída no SUS, através da Portaria n°849, entre as práticas da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (MINISTÉRIO DA SAÚDE, 2017). 

A meditação permite uma maior clareza mental e é importante na tomada de decisão. Quando a meditação é praticada com regularidade ela ajuda a manter e melhorar a saúde. Recentemente, algumas pesquisas sugerem que a meditação pode ser um método eficaz para o envelhecimento saudável. A prática pode diminuir ou até mesmo reverter a degeneração do cérebro relacionada com a idade. 

Quando meditar? 

Podemos aproveitar pequenos intervalos ao longo do dia. Onde você estiver, na sala, no quarto, no jardim, até mesmo em meio ao caos.  

Para treinarmos nossa consciência a ficar no momento presente, existem várias técnicas, uma delas é ficar atento à sua respiração. No Yoga os respiratórios são chamados de pranayamas. A palavra pranayama deriva de dois termos sânscritos: prana, que significa alento, força vital, respiração, energia e vitalidade; e ayama, expressão que significa extensão, intensidade, propagação, dimensão.  

Pranayama é a ciência do controle da respiração, praticada há milhares de anos na Índia. As antigas técnicas de pranayama ensinam a assumir o controle consciente da respiração e absorver mais oxigênio vitalizador. Com exercícios simples, porém precisos, é possível conseguir uma completa revitalização, no momento e no lugar que sentirmos necessidade (Scott Shaw, 2007).

 “Tomar consciência da respiração faz com que a atenção se afaste do pensamento e produz espaço. É uma maneira de gerar consciência” (Eckhart Tolle, 2007).

Os exercícios tradicionais ensinam a assumir o controle consciente da respiração a fim de absorver mais oxigênio (também chamado de prana), trazendo um estado de paz e tranquilidade. Na meditação, a respiração é muito importante porque também serve como âncora para o momento presente. Ao observarmos como estamos respirando, podemos perceber como estamos nos sentindo. Se estamos agitados, respiramos rápido. Se estamos ansiosos, podemos estar segurando a respiração. Se estamos calmos, a respiração é mais lenta e profunda.  

Vamos meditar? 

Neste exato momento, onde quer que você esteja, sente-se, postura ereta, ombros e braços relaxados, pés apoiados no solo, feche os olhos. Vai trazendo o silêncio. Respire profundamente. Inspire o ar pelas narinas, de forma lenta e uniforme, dirigindo o ar para o abdômen. Vá inspirando e expirando. Pode colocar as mãos sobre o abdome para sentir o movimento. Continue inspirando e expirando, se distanciando dos barulhos ao seu redor e se concentrando no barulho da sua respiração. Deixe os pensamentos irem.

Este singelo exercício de pranayama proporcionará intensa revitalização quando você sentir cansaço, apatia ou estresse. Pratique o exercício todos os dias, um pouquinho todos os dias. Você vai ganhando momentos de calma e apaziguamento e depois você pode prosseguir sua vida de forma muito mais centrada e revigorada. 

Escolha colocar a meditação na sua rotina, medite e depois compartilhe sua experiência. 

Referências
SHAW, Scott. Pranayama: A respiração para revitalização energética. Rio de Janeiro: Nova Era, 2007. 
TOLLE, Eckhart. O despertar de uma nova consciência. Rio de Janeiro: Sextante, 2007.  
PORTARIA Nº 849de 27 de março de 2017. Inclui novas práticas à Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares, entre elas o Yoga. Diário Oficial da União. Brasília, DF: Ministério da Saúde.  

Viva a Saúde! Viva o SUS!
Namaste 

(*) Natalia de Freitas Guerreiro Ferreira – Fisioterapeuta com pós-graduação em envelhecimento e saúde da pessoa idosa. E-mail: [email protected]

Em tempo

Acabou de sair o resultado do Edital do Ministério da Saúde em parceria com ICICT/Fiocruz, 8ª Edição do mapeamento de experiências exitosas de gestão pública no campo do envelhecimento e saúde da pessoa idosa – 2020/2021– e o trabalho de Atenção a Pessoa Idosa, com Yoga e meditação, realizado ao longo da pandemia, foi selecionado como experiência exitosa. Esse trabalho foi publicado no Portal do Envelhecimento, sob o título “Yoga, forma de adquirir saúde, para todos!”.

Esse Edital foi dirigido à prefeituras, estados e gestores de saúde que atuam no SUS a inscreverem iniciativas que façam parte da agenda anual da Coordenação de Saúde da Pessoa Idosa, do Departamento de Ações Programáticas Estratégicas, da Secretaria de Atenção Primária à Saúde (COSAPI/DAPES/SAPS), do Ministério da Saúde, realizada em parceria com o Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde da FIOCRUZ (ICICT/Fiocruz).

O objetivo era reunir experiências e ações exitosas no cuidado à pessoa idosa dentro do SUS realizadas nos últimos dois anos. 

Parabenizamos a Natalia Guerreiro pela bela iniciativa! E que outras iniciativas sejam aqui divulgadas! O Portal do Envelhecimento disponibiliza seu espaço para divulgação de iniciativas como estas!

Fotos de Vlada Karpovich/Pexels


Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3936 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento

WhatsApp
LinkedIn
Share
Instagram