Viver é demais!

Tempo de Leitura: 3 minutos

Para José Caubi, 86 anos, estar sempre de bem com a vida é o que lhe permite viver com entusiasmo e dizer que viver é demais!

Tatiana Maria Menezes (*)


José Caubi, cearense, nascido em 1935, autor de uma história de vida fascinante e intensa. Adora viver, não se entrega aos momentos difíceis e nem às situações desagradáveis da vida.

– Viver é demais! É só viver!

Diz ele, sempre entusiasmado.

– Acho que vou viver os anos de uma tartaruga perto ou mais de 200.

Simples assim. É o que ele acredita, por isso a saúde em dia, sem nenhuma doença e a mentalidade de um jovem menino, sim, pois ele ainda faz planos para o futuro como um menino e claro que pretende realizar todos eles.

Muito trabalhador, e trabalha até hoje, se for preciso capina e rastela um terreno todo, faz questão de ir ao mercado e à padaria a pé para se exercitar, agora está pedalando todos os dias para fortalecer os músculos e também quando pode dá um mergulho no mar. Sim, mar, pois acaba de concretizar um dos seus sonhos: comprou uma casinha próximo à praia no litoral cearense e vive lá e em Brasília.

Com uma sabedoria sem igual. Os conselhos dele são maravilhosos, tipo: vá dançar, vá se divertir, tome uma cervejinha, namore bastante, aprenda a viver legal, e assim por diante.

Está investindo em qualidade de vida, porque a vida é prazerosa, diz ele.

Aos 86 anos de idade, ele leva uma vida tranquila, viúvo há dois anos, com filhas e netos, ele é o mais bem humorado entre todos, é o mais alegre e o mais saudável, pois trabalha a sua mente e corpo para continuar vivendo com boa qualidade de vida.

Caubi adora música, toca teclado, sanfona e violão, canta e até se arrisca na dança em dois pra lá e dois pra cá. Ele é uma pessoa à frente do seu tempo.

Diz que trabalha o psicológico substituindo os pensamentos ruins por bons e relaxa. Evita pensar em problemas, mas se tiver soluciona o mais rápido possível. Ele é, sem dúvida, um exemplo.

Está sempre bem informado e conversa sobre todos os assuntos, não se enrola em nada. Acredito que tem super dotação.

Não tem tempo ruim para ele, tudo é vida, faz parte da vida, tem pensamentos sempre positivos, negativismo passa bem longe, pessoas que o levam para baixo também, pois ele adora conversar com gente alegre, animada, inteligente e, claro, pessoas educadas.

A receita de tudo isso é estar sempre de bem com a vida diz ele, ter coragem para trabalhar e Deus no coração, o resto é fácil, é só viver porque viver é demais!

(*) Tatiana Maria V. de Menezes, serviço social, caçula de três, cuidadora principal. E-mail: [email protected] Fotos: arquivo pessoal.


Narrativas
https://edicoes.portaldoenvelhecimento.com.br/produto/narrativas-autobiograficas/

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3762 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento