Edital Acadêmico 2021, últimos dias! Tire suas dúvidas

Tempo de Leitura: 6 minutos

Sexta-feira, dia 19/11, encerram-se as inscrições para o Edital Acadêmico 2021: envelhecer com futuro. Neste artigo colocamos as principais dúvidas enviadas. Confira.


Nesta semana se encerram as inscrições do Edital Acadêmico de Pesquisa 2021: envelhecer com futuro, lançado pelo Itaú Viver Mais em conjunto com o Portal do Envelhecimento no final de outubro, com o objetivo de fomentar a pesquisa na área do envelhecimento. A iniciativa, além de impactar a sociedade, dá chance a muitos pesquisadores autônomos do país mostrarem o que estão pesquisando em relação a esta etapa da existência humana. Desde o lançamento até o momento temos respondido algumas questões de pesquisadores interessados em inscrever seus projetos. Uma live tirando dúvidas também foi produzida.

A fim de aprofundar os esclarecimentos, colocamos a seguir as principais questões que nos chegaram até o momento com as respectivas respostas dadas, quem sabe uma delas não será a sua? Confira:

Perguntas mais frequentes

  1. Quem pode se inscrever no Edital Acadêmico de Pesquisa 2021?

Podem se inscrever apenas pessoas físicas que possuam título superior em qualquer área.

  1. O pesquisador proponente precisa estar vinculado a alguma instituição?

Não, o pesquisador pode ou não estar vinculado a alguma instituição.

  1. A pesquisa deve ser individual ou coletiva?

A pesquisa pode ser feita das duas formas. Quando for individual, o pesquisador proponente colocará apenas as suas informações na plataforma. Quando for coletiva, o grupo de pesquisa deve eleger o pesquisador proponente, ou seja, o responsável por fazer a inscrição na plataforma, e este  colocará suas informações e também adicionará as informações dos demais membros da pesquisa. Em suma, o projeto deve ter um(a) único(a) proponente responsável pela submissão do mesmo, pela sua gestão e entrega dos produtos científicos.

  1. Se a pesquisa for coletiva, todos os membros precisam estar definidos no momento da inscrição?

Sim, os membros da equipe de pesquisa devem estar definidos no momento da inscrição uma vez que é necessário identificá-los na plataforma, inclusive com o upload dos CPFs deles.

  1. Quando a pesquisa é coletiva, todos os membros precisam possuir título superior?

Não, apenas o pesquisador proponente precisa apresentar o título superior.

  1. O mesmo pesquisador pode estar vinculado a mais de uma pesquisa inscrita neste edital?

Não, tanto o pesquisador proponente quanto os pesquisadores participantes só poderão estar vinculados a um projeto de pesquisa. Constatando-se que o nome do pesquisador aparece em mais de um projeto, será somente considerada válida a sua participação no último projeto inscrito.

  1. Possuir outro fomento/bolsa é impeditivo para a participação neste edital?

Não, este edital não possui essa restrição. Pesquisadores proponentes podem se inscrever sim no Edital Acadêmico de Pesquisa mesmo já tendo outro apoio financeiro para suas pesquisas. No entanto, devem observar as regras dos outros fomentos obtidos, pois esses sim podem ser impeditivos.

  1. A pesquisa necessariamente deve se encaixar nas linhas colocadas pelo Edital Acadêmico de Pesquisa 2021?

Sim, a pesquisa deve se enquadrar em uma destas linhas:
a) Educação digital e segurança das informações na rede: Alfabetização digital. Letramento digital. Fluência digital.  Potenciais da internet. Habilidades digitais. Estratégias de identificação de desinformação e de avaliação de conteúdos disponíveis. Segurança das informações disponíveis. 

b) Saúde financeira e segurança de internet: Cuidados com a perda econômica na velhice, gestão do dinheiro, gastos, empréstimos, poupanças e investimentos.  Controle de endividamento, prevenção à violência patrimonial e à golpes financeiros. 

c) Segurança de acesso a bens e serviços: Deslocamentos. Transportes. Acesso a moradias, trabalho, negócios e serviços. Soluções de mobilidades. Ambiências. Impacto dessas condições na interação social e no bom envelhecer.

  1. O orçamento a ser enviado deve corresponder ao valor exato colocado no edital?

Sim, o orçamento enviado deve necessariamente corresponder a algum destes três valores:

  • Categoria A: Projetos com orçamento de R$ 8.000,00
  • Categoria B: Projetos com orçamento de R$ 16.000,00
  • Categoria C: Projetos com orçamento de R$ 24.000,00 
  1. O orçamento pode conter quais tipos de itens?

O pesquisador poderá colocar o valor do seu trabalho no orçamento assim como destinar parte do apoio recebido para gastos diretamente ligados à realização da pesquisa proposta, como por exemplo: material permanente, material de consumo, serviços de terceiros, despesas de transporte, entre outros. O pesquisador deve descrever detalhadamente todos os itens de acordo com os objetivos da pesquisa.

  1. Minha pesquisa precisa de aprovação do comitê de ética, este documento deve ser enviado no ato de inscrição?

No ato da inscrição o proponente deve enviar o parecer de aprovação do Comitê de Ética se assim o projeto demandar e o proponente já ter posse do documento. Caso não tenha ainda o parecer de aprovação, o proponente deve encaminhar o comprovante de submissão do projeto ao Comitê de Ética. Aqueles que enviarem o comprovante de submissão devem voltar à plataforma até a data limite de 07/01/2022 e subir o parecer com aprovação, sob pena de desclassificação.

A questão do Comitê de Ética tem sido objeto de muitas perguntas, por isso nos detemos um pouco mais nesta questão. A Resolução CNS 196/96 dá as diretrizes e normas reguladoras para pesquisas que envolvem seres humanos. Quem atua no campo das ciências biológicas está mais familiarizado com as implicações éticas de seus projetos, mas não pesquisadores das ciências humanas/sociais e exatas, que consideram uma ingerência da saúde nas demais áreas do conhecimento. E se perguntam: será mesmo que toda pesquisa envolvendo seres humanos precisa ser submetida à avaliação de um Comitê de Ética em Pesquisa (CEP)? Bem, o Comitê analisa os aspectos éticos da pesquisa, no sentido de garantir que os participantes do estudo sejam respeitados e tenham seus direitos assegurados. É para isso que os Comitês existem. Ou seja, o Comitê de Ética em Pesquisa trabalha para defender os interesses dos sujeitos das pesquisas em sua integridade e dignidade e para contribuir no desenvolvimento da pesquisa dentro de padrões éticos. Vale lembrar que os comitês, apesar de normalmente estarem sediados em uma universidade, não são destinados a avaliar somente os projetos dos pesquisadores daquela instituição.

A fim de esclarecer mais ainda, reproduzimos a seguir a fala da professora Ana Paula Magalhães Tacconi, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP: “A regra é clara: toda pesquisa envolvendo seres humanos deve ser submetida à avaliação de um CEP. Mas, como toda a regra, há exceções. Por exemplo, se o cientista vai fazer um estudo apenas para monitorar um serviço, com o objetivo de gerar um conhecimento que será utilizado naquele serviço ao qual se destina, então, não é necessária a aprovação do CEP. Encaixam-se nessa definição pesquisas de opinião sobre um serviço, monitoramentos de satisfação e pesquisas censitárias realizadas pelo IBGE. Também não é preciso submeter ao CEP projetos envolvendo apenas dados de domínio público que não identifiquem os participantes, ou pesquisas que demandem somente revisão bibliográfica, sem envolvimento de seres humanos. Outra dúvida comum entre os cientistas: como fazer no caso de coleta de dados de pessoas via redes sociais? Note que não importa por qual meio será feita a pesquisa (internet, telefone ou pessoalmente), o que deve ser considerado é o mérito da pesquisa, seus objetivos e características. Mas se houver dúvida sobre a necessidade de submeter seu projeto à aprovação, vale a pena entrar em contato com um dos 847 comitês existentes no Brasil”.

Outro dado a ser levado em conta quanto ao Comitê de Ética em Pesquisa, é que cada vez mais periódicos têm se negado a publicar artigos científicos de estudos sem a aprovação de um comitê. Portanto, dependendo de qual categoria o projeto seja inscrito, e de qual área, essa questão também está envolvida na entrega de alguns produtos. Mas lembre-se: o importante é que o projeto deixe claro o cuidado ético com a pesquisa.

Repetimos mais uma vez que os comitês, apesar de normalmente estarem sediados em uma universidade, não são destinados a avaliar somente os projetos dos pesquisadores daquela instituição.

12 – No caso de aprovação do projeto, como será o monitoramento da pesquisa?

O Monitoramento será mensal, a partir da entrega de relato escrito com os avanços do projeto e da participação de workshop online para compartilhar os avanços e desafios a serem enfrentados pelo projeto junto aos demais pesquisadores. Os pesquisadores devem seguir o cronograma de execução aprovado e desenvolverem os produtos especificados para suas categorias que podem ser verificados no item 5 do edital.

  1. No caso de aprovação do projeto, como será o pagamento?

Os apoios concedidos serão pagos mensalmente pelo Portal do Envelhecimento, em nove prestações de igual valor, ao proponente.

  1. Qual o período de inscrição?

As inscrições podem ser realizados até 19/11/2021 através do site: https://plataforma.longeviver.com/conecta/edital-itau-pesquisa-2021

15 – Quais são as etapas de avaliação?

Os projetos de pesquisa enviados passarão por três etapas: Documental, Comitê Técnico de Avaliação e Comitê Especialista .

16 – Quais serão os critérios de avaliação?

Uma vez que a parte documental esteja correto, os projetos serão avaliados com base nos seguintes critério, Formas de análises bem desenvolvidas e Consistência interna); Adequação da proposta às linhas de pesquisa estabelecidas no edital; Inovação na abordagem e nos procedimentos de investigação; Potencial de impacto acadêmico e social; Orçamento com justificativa clara e detalhada para todos os gastos previstos. 

17 – Quando será divulgado o resultado?

A divulgação dos projetos selecionados ocorrerá no dia 26/01/2022.

18 – Qual o período da pesquisa?

O início da pesquisa será no dia 07/02/2022. Término da pesquisa: 12/10/2022. Data final de entrega dos produtos: 13/10/2022. Apresentação do Seminário final: 20/10/2022.

Agora que você já tirou todas as suas dúvidas, que tal inscrever seu projeto?

Serviço
Edital Acadêmico 2021: envelhecer com futuro
Inscrição até 19/11: https://longeviver.com/conecta/edital-itau-pesquisa-2021.php


Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3828 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento