Tribunal condena assessor da Fundação Dr. Francisco Cruz por bater num idoso

Tempo de Leitura: < 1 minutos

Portugal – António João Valente, assessor da direção da Fundação Dr. Francisco Cruz, da Praia do Ribatejo (Vila Nova da Barquinha), foi na sexta-feira condenado pelo Tribunal do Entroncamento a 140 dias de multa à taxa diária de nove euros pelo crime de ofensas à integridade física qualificada a um idoso.

 

 

O argüido, filho do presidente da direção da fundação, vai ter ainda de pagar três mil euros de indenização à família da vítima, entretanto falecida, e será obrigado a deixar os cargos que ocupa na instituição, por ordem da Segurança Social.

O tribunal deu como provados os factos acontecidos a 5 de Abril de 2007, dia em que António Vitorino, um idoso à data com 78 anos e portador de demência vascular mista (com sintomas semelhantes à doença de Alzheimer), entrou no lar da Fundação Dr. Francisco Cruz e como habitualmente fazia descalçou-se. As funcionárias tentaram que o idoso voltasse a calçar os sapatos e terá sido nessa altura que se gerou alguma confusão, tendo sido chamada a assistente social para solucionar a questão. António João Valente, que a acompanhava, acabou por desferir uma violenta bofetada na face do idoso, depois de o ex-utente do lar não ter acatado a sua ordem para sair do local. A violência do ato ficou ilustrada na forma como, ao puxar a mão atrás, António João atingiu uma outra funcionária que estava por perto, partindo-lhe um dente e provocando-lhe um hematoma na testa, fato também provado em tribunal.

Fonte: O Mirante (Portugal), 10/05/2008. Disponível Aqui

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3826 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento