Três filhos abandonam pai idoso dentro de casa em São Gonçalo

Tempo de Leitura: 5 minutos

Policiais de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, procuram os três filhos de um senhor de 76 anos, que foi abandonado dentro de uma casa, sem comida, no Bairro Almerindo.

 

 

Hamilton Vasconcelos Nascimento, aparentava estar sem se alimentar há vários dias e foi levado para o Hospital Geral do município, onde está sendo medicado.

Segundo a polícia, os filhos conseguiram uma procuração para receber duas pensões do idoso no valor de R$ 5 mil. Eles podem responder processo por maus-tratos e abandono.

Estado de idoso abandonado por filhos chocou policiais

Filhos podem ser indiciados por abandono de incapaz.  Ambulância da rede pública foi aplaudida por vizinhos.
O delegado-titular da 75ª DP (Rio D´Ouro, em São Gonçalo), Anestor da Silva Magalhães, abriu inquérito para investigar o estado de abandono a que foi submetido Hamilton Vasconcelos Nascimento, de 71 anos. Ele foi encontrado em casa na segunda-feira (5), no bairro de Almerinda, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio.

O delegado Magalhães considerou que a residência estava sem condições mínimas de higiene. O estado do idoso chocou o policial. “Ele estava em pele e osso. O local era fétido e não tinha passagem de ar”, acrescentou. Ele informou ainda que, quando a ambulância chegou para resgatar o idoso, foi aplaudida pela comunidade. A polícia foi acionada por intermédio do Disque-denúncia.

De acordo com as investigações, os dois filhos recebem até R$ 5 mil com a soma das três pensões a que o pai tem direito. Uma delas seria o pecúlio da esposa já falecida. A polícia vai tentar anular as procurações dos filhos para que eles não tenham mais direito a retirar o dinheiro do pai.

Um filho do idoso foi ouvido, na manhã desta terça-feira (6), na delegacia. Hamilton Cardoso Nascimento, 41 anos, que é motorista particular, disse que uma das netas do idoso está cuidando dele. O delegado ficou perplexo com a declaração. “O cachorro do neto é que estava bem tratado. Estava cheio de ração.”, criticou Magalhães.

A filha do idoso, a dona de casa Marlene Cardoso Nascimento, 37 anos, deve ser ouvida na tarde desta terça-feira. O delegado espera ainda que dois vizinhos também prestem depoimento.

Ainda nesta terça, um perito do Instituto Médico Legal (IML) vai ao Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, realizar o exame de corpo de delito. O delegado Magalhães vai solicitar o boletim de atendimento médico para ver o histórico de saúde do paciente.

Amostras grátis e vazias de três medicamentos, encontradas na casa, foram encaminhadas ao IML para checar as doenças contraídas pelo idoso. A polícia investiga se a suspensão dos remédios pode ter agravado a situação da saúde do idoso.

Dependendo dos resultados da perícia e da análise do hospital, os filhos podem ser autuados por abandono de incapaz, que tem pena prevista de 6 meses a 12 anos de reclusão, segundo o delegado Magalhães.

Idoso abandonado está com desnutrição crônica

Aposentado está internado no Hospital estadual Alberto Torres, em São Gonçalo. Ambulância da rede pública foi aplaudida por vizinhos no resgate.

A Secretaria estadual de Saúde do Rio de Janeiro informou que o idoso Hamilton Vasconcelos Nascimento, 71 anos, está com desnutrição crônica. Ele foi encontrado abandonado em casa na segunda-feira (5), no bairro de Almerinda, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio. “Ele ficará internado na clínica médica até a direção conseguir uma vaga em uma clínica de repouso”, acrescentou a nota divulgada pela secretaria, com base em informações do Hospital estadual Alberto Torres, no mesmo muncípio.

O delegado-titular da 75ª DP (Rio D´Ouro, em São Gonçalo), Anestor da Silva Magalhães, abriu inquérito para investigar o estado de abandono a que foi submetido Hamilton Vasconcelos Nascimento. O registro da polícia informou que a vítima tinha 76 anos, o que não foi confirmado no hospital.

Ambulância foi aplaudida

Magalhães considerou que a residência estava sem condições mínimas de higiene e se declarou chocado com o estado do aposentado. “Ele estava em pele e osso. O local era fétido e não tinha passagem de ar”, acrescentou. O delegado contou que, quando a ambulância da rede pública chegou para resgatar o idoso, foi aplaudida pela comunidade. A polícia foi acionada por intermédio do Disque-denúncia.

De acordo com as investigações, os dois filhos recebem até R$ 5 mil com a soma das três pensões a que o pai tem direito. Uma delas seria o pecúlio da esposa já falecida. A polícia vai tentar, através do Ministério Público, anular as procurações dos filhos, para impedir que saquem o dinheiro do pai.

Um filho do viúvo prestou depoimento na manhã desta terça-feira (6) na delegacia. Hamilton Cardoso Nascimento, 41 anos, que é motorista particular, disse que uma das netas do aposentado estaria cuidando dele. O delegado afirma que constatou situação bem diferente na casa onde o aposentado vive: “O cachorro do neto é que estava bem tratado. Estava cheio de ração”, criticou Magalhães.

A filha do idoso, a dona de casa Marlene Cardoso Nascimento, 37 anos, será a próxima a ser ouvida. O delegado espera ainda que dois vizinhos também prestem depoimento.
Ainda nesta terça, um perito do Instituto Médico Legal (IML) vai ao Hospital estadual Alberto Torres fazer o exame de corpo de delito. O delegado Magalhães vai solicitar o boletim de atendimento médico para ver o histórico de saúde do paciente.

Amostras grátis e vazias de três medicamentos, encontradas na casa, foram encaminhadas ao IML para checar as doenças contraídas pelo idoso. A polícia investiga se a suspensão dos remédios pode ter agravado a situação da saúde do idoso.

Abandono de incapaz

Dependendo dos resultados da perícia e da análise do hospital, os filhos podem ser autuados por abandono de incapaz, que tem pena prevista de 6 meses a 12 anos de reclusão, segundo o delegado Magalhães.

Idoso abandonado tem plano de saúde, diz secretaria

Secretaria de Saúde também informou que ele poderia ir para clínica particular. Filha do aposentado pode se tornar foragida.

A Secretaria estadual de Saúde informou que Hamilton Vasconcelos Nascimento, 71 anos, é funcionário público federal aposentado e teria direito a uma clínica particular pelo plano de saúde. Contudo, por descaso da família, ele continua no Hospital estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio.

De acordo com a secretaria, o estado de saúde do aposentado, na manhã de quinta-feira (8), é estável e evolui bem.

Na terça-feira, Hamilton foi resgatado em sua casa por uma ambulância da rede pública depois de informações do Disque-Denúncia de que ele estaria sendo mal-tratado pela família. O delegado-titular da 75ª DP (Rio D’Ouro, em São Gonçalo), Anestor da Silva Magalhães, que abriu inquérito para investigar o caso, se declarou chocado com o estado do aposentado. “Ele estava em pele e osso. O local era fétido e não tinha passagem de ar”, acrescentou. Ele contou também que a ambulância foi aplaudida assim que chegou à casa de Hamilton.

A secretaria de Saúde informou ainda que a enfermeira do hospital disse que Hamilton passa bem e está aceitando a comida normalmente. O idoso só estaria tomando remédios para dor de cabeça e enjôo.

Filha pode ser considerada foragida

Magalhães contou que a filha de Hamilton não compareceu nesta terça-feira para depor. Foi a segunda falta de Marlene Cardoso Nascimento. Ele marcou um terceiro depoimento para sexta (9). Se Marlene não comparecer, o delegado, que considerá-la foragida.

O delegado contou que o problema é que ninguém sabe onde Marlene mora, nem mesmo os familiares. O delegado chegou até a dizer que iria prendê-la, mas depois se corrigiu e explicou que quem pratica este tipo de crime não pode ser preso.

Um perito do Instituto Médico Legal foi fazer o exame de Corpo de Delito em Hamilton quarta-feira (7) e o laudo deve sair no meio da tarde de quinta-feira (8), informou Magalhães.

R$ 5 mil para os filhos

De acordo com as investigações, os filhos do aposentado recebem por volta de R$ 5 mil com a soma das três pensões a que o pai tem direito. Uma delas seria o pecúlio da esposa já falecida. A polícia vai tentar, através do Ministério Público, anular as procurações dos filhos, para impedir que saquem o dinheiro do pai.
______________________________

Fonte: G1.com.br (Globo.com). Disponível Aqui em 06/03/2007.

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3808 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento