“Tempos extraordinários exigem ações extraordinárias”

Tempo de Leitura: 4 minutos

Em poucos dias, muita coisa mudou e mudou drasticamente em vários países. Grandes líderes de grandes países agiram rápido. E de forma firme, forte, resolutiva. Afinal, deduzo que eles saibam que o povo espera do Governo resultados práticos que lhe tragam bem-estar social. Então, em momentos difíceis, não trema, aja, pois “Tempos extraordinários exigem ações extraordinárias”.


Saio um pouco do foco conceitual editorial do blog. Momentos excepcionais requerem medidas excepcionais. Deixarei de tratar sobre o orçamento em um nível mais técnico. Envolto pela pandemia do Covid-19, o governo do Brasil precisa ir além de medidas ultra-ortodoxas no campo econômico e atuar rapidamente no aspecto social. No Twitter do Financial Times[1], leio sobre os pensamentos e ações tratadas por Christine Lagarde, advogada, economista e política francesa filiada ao partido Os Republicanos, atualmente Presidente do Banco Central Europeu. A chamada da manchete diz algo mais ou menos assim: “A Europa precisa de uma nova escala de estímulo – e dinheiro e não crédito”.

Naquela rede social, em sua conta pessoal, Christine falou[2] mais ou menos assim: Tempos extraordinários exigem ações extraordinárias. Não há limites para o nosso compromisso com o euro. Estamos determinados a usar todo o potencial de nossas ferramentas, dentro de nosso mandato”.

Também no Twitter, Wolfgang Munchau, editor do Financial Times disse[3] algo mais ou menos assim: “A Europa precisa de uma nova escala de estímulo – e dinheiro e não crédito. Pagamentos diretos devem ser feitos a cidadãos e empresas”.

Sobre o Reino Unido, a Revista IstoÉ disse[4]: “Reino Unido anuncia pacote de 330 bilhões de libras em empréstimos”.

Já O Globo, em matéria assinada por Vivian Oswald, diz[5]: “Em medida ‘sem precedentes’, Reino Unido vai pagar salários de trabalhadores para evitar demissões: Pacote de 38 bilhões de libras prevê ainda suspensão de imposto para comércio e de taxas para hotéis”. Mais do que isto, a própria Vivian explica[6] que “Europa injeta € 100 bilhões para proteger economia da nova pandemia: Reino Unido reduz juros e anuncia € 34 bi para blindar país dos efeitos do coronavírus. UE vai flexibilizar regras de déficit”.

Por sua vez, o El País, em matéria[7] assinada por Amanda Mars, destaca: “Casa Branca e Senado acertam o maior plano de resgate econômico da história dos EUA: republicanos e democratas chegam a acordo para liberar ajudas de dois trilhões de dólares a empresas e cidadãos, a fim de conter os estragos causados pela pandemia do coronavírus”.

Aqui no Brasil, em um período bastante próximo, encontro o seguinte: “Ministério da Economia compra esterilizador de xícaras para Guedes: medida visa inibir possíveis proliferações do coronavírus”, conta[8] Guilherme Amado. Ele mesmo também contava, um dia antes[9], que “Guedes voa de FAB para se proteger do coronavírus: ministro alegou ‘emergência médica’ para usar aviões”.

O próprio Guedes, meses atrás[10], também aparecia envolvido com outra decisão que diretamente lhe afetava, novamente custeada com recursos orçamentários da União: “Paulo Guedes turbina o possante”. Era uma referência de Lauro Jardim ao fato de o Ministro da Economia ter mandado “blindar a BMW X-5, ano 2008, do ministério, que ele usa quando está no Rio de Janeiro”.

É interessante ver tais posicionamentos do Ministro da Economia do Brasil, pois dias antes[11], leio esta: “Guedes diz que vai contestar ampliação de benefício a idoso e pessoa com deficiência na Justiça”. Penso que Pessoas Idosas e Pessoas com Deficiência apresentam características que requerem cuidados redobrados, especialmente em um momento de pandemia.

Disso tudo que vejo e ouço em relação ao Brasil, encontro gente falando sobre as restrições legais quanto ao cenário financeiro das contas governamentais. E aí eu lembro de uma fala ao Globo[12] de um dos responsáveis pela criação da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), o economista José Roberto Afonso, professor do Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP) que “afirma que a expansão do gasto público para combater os efeitos da pandemia do novo coronavírus na economia é a única alternativa para reativá-la, ou corremos o risco de uma depressão, um quadro que se caracteriza pela piora do cenário, com queda no PIB, aumento do desemprego, entre outras variáveis”.

Em poucos dias, muita coisa mudou e mudou drasticamente em vários países, reflexo da ampliação das mortes e infeções do coronavírus. Grandes líderes de grandes países agiram rápido. E de forma firme, forte, resolutiva. Afinal, deduzo que eles saibam que o povo espera do Governo resultados práticos que lhe tragam bem-estar social ainda mais quando suas vidas estão em jogo…

Então, em momentos difíceis, não trema, aja, pois “Tempos extraordinários exigem ações extraordinárias”.

Notas
[1] Disponível em: https://twitter.com/FinancialTimes/status/1241705457372233728.
[2] Disponível em: https://twitter.com/Lagarde/status/1240414918966480896?s=03.
[3] Disponível em: https://twitter.com/FinancialTimes/status/1241846126740938759
[4] Disponível em: https://exame.abril.com.br/economia/reino-unido-anuncia-pacote-de-330-bilhoes-de-libras-em-emprestimos/
[5] Disponível em: https://oglobo.globo.com/economia/em-medida-sem-precedentes-reino-unido-vai-pagar-salarios-de-trabalhadores-para-evitar-demissoes-24318385.
[6] Disponível em: https://oglobo.globo.com/economia/europa-injeta-100-bilhoes-para-proteger-economia-da-nova-pandemia-24300198
[7] Disponível em: https://brasil.elpais.com/economia/2020-03-25/casa-branca-e-senado-acertam-o-maior-plano-de-resgate-economico-da-historia-dos-eua.html.
[8] Disponível em: https://epoca.globo.com/guilherme-amado/ministerio-da-economia-compra-esterilizador-de-xicaras-para-guedes-1-24329137?%3Futm_source=twitter&utm_medium=social&utm_campaign=post.
[9] Disponível em: https://epoca.globo.com/guilherme-amado/guedes-voa-de-fab-para-se-proteger-do-coronavirus-24326842?%3Futm_source=twitter&utm_medium=social&utm_campaign=post
[10] Disponível em: https://blogs.oglobo.globo.com/lauro-jardim/post/paulo-guedes-turbina-o-possante.html
[11] Disponível em: https://extra.globo.com/noticias/economia/guedes-diz-que-vai-contestar-ampliacao-de-beneficio-idoso-pessoa-com-deficiencia-na-justica-24300533.html
[12] Disponível em: https://www.joserobertoafonso.com.br/o-que-foi-anunciado-ate-aqui-e-pifio-afonso/

Foto destaque: Miguel Á. Padriñán


Adquira a coleção de ebooks de nossa editora aqui.

Luiz Carlos Betenheuser Júnior

Luiz Carlos Betenheuser Júnior

Graduação em Administração (UFPR); pós-graduação/especialização em Gestão Administrativa e Tributária (PUC-PR) e em Administração Pública pela Escola de Administração Pública (EAP / IMAP). É funcionário público municipal, 25 anos de experiência, sendo dois na área administrativa e os outros 23 anos na área financeira. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Administração Pública, especialmente na área Financeira, na gestão orçamentária (execução, planejamento e controle social). Foi integrante do Conselho Consultivo do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba - IPPUC (2003); do Conselho Municipal de Assistência Social (2013 e 2014); Vice-presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Curitiba (2015) e por duas vezes presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Curitiba (2014 e 2016); integrante do Conselho Municipal de Direitos da Criança e Adolescente de Curitiba (2017). Atualmente é coordenador financeiro da Secretaria Municipal de Administração e de Gestão de Pessoal e da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude.

luizbetenheuser escreveu 37 postsVeja todos os posts de luizbetenheuser