Sesc RJ apresenta o documentário “Orgulho de envelhecer”

Tempo de Leitura: 4 minutos

O documentário “Orgulho de envelhecer” fala de como o envelhecer está para a sociedade, a família e a própria pessoa idosa.

Sesc RJ (*)


O Sesc RJ apresenta o Documentário – Orgulho de Envelhecer, com falas que reafirmam a visão do idoso sobre ele, sua relação com o outro e com a sociedade, trazendo uma reflexão sobre o envelhecer contemporâneo, em que o idoso é o protagonista da sua própria história. Parte do Trabalho Social com Idosos (TSI), o projeto teve como premissa a reflexão sobre conceitos e atividades que promovam o envelhecimento ativo em todas as suas dimensões, com foco na inovação, estímulo a novas tecnologias e relações sociais. Por definição linguística, velhice é substantivo feminino e significa: estado ou condição de velho; idade avançada, que se segue à idade madura; ancianidade, etc. E ao pé da letra algo que está perto do fim, encerrando seu ciclo.

Partindo dessa definição, temos a corroboração do senso comum: amparados em imposições arraigadas, em falas, atitudes ultrapassadas e estigmas que pendem a um pré-conceito onde se definem amarras e limitações que pouco se aproximam da verdadeira base física, psíquica, social e comportamental que permeia o envelhecer. A falta da aceitação social diante de um idoso que sofre discriminação ou que adota comportamentos classificados juvenis corrobora com imposições, tabus e julgamentos que afetam a vida de quem já passou dos 60 anos. E não é esse o perfil dos idosos do Sesc RJ.

O documentário surge a partir de várias reflexões e reconhecimentos de como o envelhecer está para a sociedade, a família e para com a própria pessoa idosa.

Sabendo-se que envelhecer faz parte do processo natural da vida, estamos velhos, com 20 anos comparado com 10 anos ou estamos velhos com 100 anos comparado com 70 anos… A vida de cada indivíduo é repleta de singularidades que o tornam único, por consequência o processo de envelhecimento se dá de forma diferente para cada pessoa. Sua dimensão existencial, as mudanças no mundo e na sua história pessoal farão com que cada pessoa idosa seja única.

Assim, o tema orgulho de envelhecer chegou complementando o desejo de falar e mostrar a visão do idoso neste novo envelhecer, valorizando toda a sua trajetória de vida: Quem sou eu e como estou para a sociedade! O mundo mudou, evoluiu!

As pessoas mudaram, as crianças, os jovens, os adultos, de ontem não são iguais as de hoje, os idosos também não!

Assim, foi proposto o documentário, em que os idosos do grupo do município de Três Rios, no estado do Rio de Janeiro, foram convidados a trazerem seus relatos de seu envelhecer, suas habilidades e reflexões, para o sucesso do nosso projeto.

Participaram do projeto: Maria de Fátima Lourenço, 67 anos; José Anselmo Brito, 76 anos; Isolina Geralda da Costa Santos, 75 anos; Marisa da Silva Vieiea, 73 anos; Maria Aparecida de Medeiros, 61 anos; Madalena da Cnceição da Silva, 72 anos; Lina Maria Ferreira Vinagre de Carvalho, 71 anos; Maria de Fátima da Silva Fernandes, 65 anos; Neide Maria de Carvalho Cerqueira, 70 anos; Ivonete Miranda Reis, 78 anos; e Maria Elena Marcelo, 66 anos.

Imagem extraída do documentário

Serviço
Documentário “Orgulho de Envelhecer”
Direção: Igor Vinagre
Direção de fotografia: Leo Costa
Projeto Sesc+ Vida 2021
Unidade responsável: Sesc Três Rios (RJ)
Analista responsável: Maria Emilia Santana Corrêa
Gerente: Geisilaine de Souza Ribeiro Viana
Link: https://www.youtube.com/watch?v=H4bGVAoxmvE

(*) Sesc RJ – Colaboração de Thais Castro, Gerência de Assistência| Trabalho Social com Grupos. Projeto Sesc+Vida 2021, unidade responsável Três Rios.

Foto de destaque: extraída do documentário


Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3958 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento

WhatsApp
LinkedIn
Share
Instagram