Rubem Alves, Caldas e uma velha casa

Depois de várias viagens a Caldas, decidimos nos mudar para essa cidade parada no tempo, como nos dizia um amigo comum. Nem familiares, nem amigos entenderam a nossa decisão.

Tomiko Born *

 

rubem-alves-caldas-e-uma-velha-casaEm novembro, num dia chuvoso, chegava a nossa mudança. Era para valer, estávamos em Caldas, de mala e cuia e iniciava-se uma fase privilegiada de uma convivência entremeada por conversas, comidas, uma dose de bebida, contação de causos.

rubem-alves-caldas-e-uma-velha-casaDezembro de 1995. Hans e eu recebemos um convite inusitado: Vocês não querem passar o fim de ano em Caldas, preparando sukiyaki? Pela primeira vez ouvíamos falar de Caldas (MG). Quanto ao sukiyaki, é um prato japonês, cozido sobre um fogareiro na mesa e é bom para dias frios. Convite estranho… Porém, partindo do Rubem não era para se estranhar. Afinal, eu o conhecia há muitos anos, de encontros ecumênicos e ouvira muitas vezes surpreendentes colocações. Quando o via esfregando os joelhos sabia que nossas ideias cristalizadas seriam postas em cheque.

Reuni todos os ingredientes necessários, fogareiro e panela especial e vim com o Hans para o local indicado pelo Rubem, sítio do Brandão, que estava na Espanha, como bolsista do governo espanhol. Havia chovido e fazia frio, apesar de ser dezembro. Assim foi a nossa entrada em Caldas: passagem de ano saboreando sukiyaki.

Foram poucos dias, mas suficientes para sermos cativados por Caldas.

Não demorou muito para que fosse organizado pela Margarete Paschoal e Bia Tambasco, um encontro sobre o envelhecimento, na Loja Maçônica, no qual Rubem falaria. Em 1997, no feriado de 15 de novembro, outra reunião com a participação de um grupo de São Paulo e de Campinas e aberto para caldenses, na Pousada Tambasco.

Rubem nos presenteou com imagens poéticas do envelhecer: Velhice, condição da pessoa iluminada pela luz crepuscular. Crepúsculo, lindo e triste, leva à consciência da brevidade da vida; tem função sapiencial. Velho que anda de costas para o crepúsculo morre tolo. Coisas e palavras surgem da mesma ferida. É preciso fazer as pazes com o sofrimento. No livro publicado neste ano, Do amor à beleza, Rubem nos fala: É o sofrimento que nos faz pensar. Pensamos ou para encontrar formas de eliminar o sofrimento, quando isso é possível, ou para dar um sentido ao sofrimento, quando ele não pode ser evitado.

rubem-alves-caldas-e-uma-velha-casaDepois de várias viagens a Caldas, decidimos nos mudar para essa cidade parada no tempo, como nos dizia um amigo comum. Nem familiares, nem amigos entenderam a nossa decisão.

Quando encontramos uma velha casa que estava à venda e convidamos o Rubem para opinar, ele nos disse: ah! quando a gente se apaixona, não tem mais jeito! Em novembro, num dia chuvoso, chegava a nossa mudança. Era para valer, estávamos em Caldas, de mala e cuia e iniciava-se uma fase privilegiada de uma convivência entremeada por conversas, comidas, uma dose de bebida, contação de causos.

Como escreveu um psicanalista colega do Rubem…aprendi muito da vida, ouvindo seus “causos”, contados com aquela brejeirice mineira de quem nada quer mas inocula no ouvinte carinhosamente uma profunda sabedoria de vida.

Pouco antes da partida do Rubem, tivemos a ventura de participar da inauguração do Instituto Cultural Rubem Alves, em Campinas. Raquel Alves, sua filha caçula contou que Rubem recebeu neste ano, o Prêmio Educador do Brasil, concedido pela Faculdade Projeção, de Brasília. Ele fora escolhido junto com outros quatro, o melhor educador do Brasil.

* Tomiko Born é Assistente social, Mestre em Ciências pela Columbia University School of Social Work, Nova York, Estados Unidos, 1958. Diploma em Política Social pelo Institute of Social Studies, Haia, Holanda, 1966. Estudos sobre Política Social para Idosos, Japão, 1980. É consultora em temas como Famílias de idosos, Instituições de Longa Permanência para Idosos, cuidados etc. Vive em Caldas, Minas Gerais. É membro da Rede de Colaboradores do Portal do Envelhecimento. Email: tmkborn3@gmail.com

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 2454 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento