Ressignificando a alimentação fora do lar: Quando os homens idosos moram sozinhos

Tempo de Leitura: 3 minutos

Depoimentos me levaram a repensar a prática profissional e a perceber que as questões em torno da ‘alimentação saudável’ vão muito além do alimento em si, comenta a autora.

Redação Nectar Boletim (*)


A abordagem da ressignificação da alimentação fora do lar por homens idosos foi o propósito da pesquisa de mestrado da Professora Doutora Claudiane Monsores de Sá Cavalcante intitulada “Sentidos e significados da alimentação para homens idosos em um programa de saúde”. O estudo foi elaborado no Núcleo de Estudos sobre Cultura e Alimentação (NECTAR) sob orientação de Maria Cláudia da Veiga Soares Carvalho e Francisco Romão Ferreira. A dissertação foi defendida em 2013 no Programa de Pós-graduação em Alimentação, Nutrição e Saúde da UERJ.

A partir de então, Claudiane buscou novos caminhos ampliando seu olhar na construção da tese de doutorado voltada para o envelhecimento e a comensalidade quando presentes na linguagem cinematográfica. Essa trajetória inovadora motivou o NECTAR a investir na publicação da obra “Envelhecimentos e Comensalidades no Cinema”, uma das muitas apresentadas na Festa NECTAR do Livro 2021. Confira a conversa com Claudiane sobre a coletânea no canal Nectar Uerj no YouTube.

 “Durante minha prática profissional como nutricionista, junto aos idosos do Programa Renascer, alguns questionamentos surgiram e me conduziram ao caminho do presente estudo”, diz Claudiane.  O Renascer é um Programa Interdisciplinar de Promoção à Saúde e Qualidade de Vida do Idoso, realizado há mais de 20 anos no Hospital Universitário Gaffrée e Guinle-UNIRIO.

Claudiane diz ter experimentado, por meio do convício com o grupo, reflexões importantes sobre diferentes modos através dos quais cada idoso lança mão para dar conta de sua alimentação durante o processo de envelhecimento. “O grupo do Programa Renascer que eu acompanhei, participava, semanalmente, de atividades de educação em saúde, conhecia as normas e os passos propostos nos documentos oficiais para ‘alimentação saudável’. Contudo, muitos não colocavam esses conhecimentos em prática. Isto nos levou a investigar e refletir sobre quais questões estariam relacionadas às concepções em torno da alimentação que influenciaram as práticas alimentares desses idosos”.

A partir da perspectiva de mosaico cultural, a autora a analisou a alimentação fora do lar como um fenômeno social, sugerindo diversos sentidos e significados construídos por esses idosos, agentes na arena social. “Presenciei depoimentos que me levaram a repensar a prática profissional e a perceber que as questões em torno da ‘alimentação saudável’ vão muito além do alimento em si. Neste grupo estiveram presentes sentidos do comer associados à coesão social, masculinidade, virilidade e jovialidade”, reflete Claudiane.

Serviço

A obra completa pode ser lida gratuitamente. Saiba como acessá-la na plataforma digital do NECTAR: www.nectar.rio.br

(*) Nectar Boletim, Edição 08/ Boletim 11/ dezembro 2021.

Foto destaque de Alena Darmel/Pexels


https://edicoes.portaldoenvelhecimento.com.br/produto/narrativas-autobiograficas/

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3935 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento

WhatsApp
LinkedIn
Share
Instagram