Relatório de gestão: Conselho Nacional dos Direitos do Idoso (gestão 2010-2012)

Tempo de Leitura: 2 minutos

O Brasil experimenta um envelhecimento populacional crescente, rápido e intenso, que, atualmente, já coloca o nosso país entre os países considerados envelhecidos, com uma população idosa de mais de 21 milhões de pessoas; e que, em 15 anos, será a sexta população idosa do mundo.

relatorio-de-gestao-conselho-nacional-dos-direitos-do-idosoEnvelhecer em um país com alto índice de desigualdade social e de gênero e com grandes dificuldades para assumir o envelhecimento como uma prioridade política representa o maior desafio ao qual o Conselho Nacional dos Direitos do Idoso (CNDI) é instado a responder, juntamente com todos os atores nacionais. Este e outros desafios serviram de cenário para a gestão (2010-2012) do CNDI – Plenário, Presidência, Comissões Permanentes e Secretaria e para o Planejamento Estratégico do CNDI (2011-2015).

Desde a sua implantação em 2002, o CNDI vivencia um processo contínuo de amadurecimento e fortalecimento. A definição dos marcos referenciais deste Conselho representa a primeira tentativa de estabelecer os princípios direcionadores e os planos de ações esquematizados, para que sejam úteis à próxima gestão e a outros Conselhos de Idosos, em todo o país. Também é urgente e basilar fortalecer a estrutura organizacional do Conselho, assegurando-lhe autonomia, visibilidade e efetividade tão necessárias aos órgãos de controle democrático. O presente Relatório é fruto de elaboração conjunta com as Comissões Permanentes do Conselho e pretende contribuir para a construção da memoria do Conselho e para o seu fortalecimento.

De tudo o que foi vivenciado nestes dois anos, fica a certeza de termos sido coerentes aos princípios e valores do CNDI.

Nosso profundo agradecimento a todos os conselheiros que compuseram essa gestão, aos servidores da Secretaria do CNDI, aos gestores das políticas e a todas as pessoas que atuam de forma responsável e contribuem para que o envelhecimento seja reconhecido como conquista e a velhice como um direito da pessoa.

Nosso maior agradecimento a todos os idosos brasileiros que nos confiaram a missão de defender os seus direitos, que, afinal, também interessam a todos os cidadãos brasileiros.

Nota da Redação: O Relatório do CNDI – Gestão 2010-2012 – poderá ser lido na íntegra: Aqui. Leia e divulgue!

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3432 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento