Quando um ente querido está morrendo

Ajudar alguém ao longo dos seus últimos anos de vida é uma das jornadas mais difíceis que se pode fazer. À medida
 que a doença avança, você talvez precise tomar decisões importantes em nome de alguém de quem você gosta muito. Você pode ser responsável por garantir que as necessidades básicas do seu ente querido em relação a respeito, dignidade e conforto físico sejam mantidas até o fim de sua vida.

Os editores

 

quando-um-ente-querido-esta-morrendoO texto “Quando um ente querido está morrendo. O que você pode esperar e como você pode ajudar” nasceu no Canadá e nós o traduzimos e adaptamos para a realidade brasileira. São palavras simples, diretas, que provocam uma conversa franca sobre a terminalidade da vida de quem está próximo de nós e demanda um acompanhamento, uma companhia, um cuidado especial.

Queremos focar, particularmente, as pessoas idosas. A idade avançada causa uma predisposição a doenças incuráveis que degeneram a sua saúde, o que torna essas pessoas mais vulneráveis em relação à morte.

Ninguém nasce sozinho e ninguém deveria morrer sozinho. No nascimento, fazemos a festa da entrada na vida e, na morte, devemos fazer a solenidade do derradeiro adeus.

Se há próximo a você uma pessoa idosa que está chegando à morte, o nosso convite é para que você faça dos seus dias um tempo de cuidado, acolhimento e solidariedade a essa pessoa e que você não perca a oportunidade de derramar uma ternura imensa no aprendizado que essa experiência dará a você como uma oferenda de amor à vida … até o fim.

Entre os temas trabalhados, estão: Coisas que alguém que está morrendo pode precisar de você; O que acontece nos momentos finais?; Controle da dor e uso de opióides; Diretivas antecipadas de vontade e tomada de decisões sobre assistência à saúde por representante; Outras coisas que você pode fazer para ajudar.

Outras coisas que você pode fazer para ajudar

Se uma pessoa próxima à sua morte estiver em condições, ofereça atividades de musicoterapia, com animais de estimação, de jardinagem, de grupos de artesanato, jogos de cartas ou de tabuleiros, não esquecendo os encontros religiosos. A intervenção da fisioterapia nos cuidados paliativos é voltada para o controle da dor e a otimização da segurança e da mobilidade. Um terapeuta ocupacional pode avaliar as necessidades e fazer recomendações que facilitem as atividades da vida diária, protejam a pele ou melhorem o acesso aos ambientes.

Muitas pessoas se sentem desconfortáveis ao conversar sobre a morte. A falta de uma conversa aberta e sensível à sua cultura pode significar que sejam ignoradas as escolhas da pessoa que está morrendo sobre medidas de suporte à vida, assim como os cuidados desejados ao fim da vida. Apesar de os profissionais de saúde poderem reconhecer a aproximação do final da vida, eles podem hesitar em informar isso para evitar interferir nas esperanças.

Se você ainda não tomou as providências para o funeral, talvez seja adequado começar a se preparar. Faça uma relação de todas as pessoas que devem ser comunicadas e designe pessoas diferentes para fazer as ligações. Converse sobre as providências com outros membros da família.

Nota do editor: Deve ser garantido o respeito por toda e qualquer crença manifestada pela pessoa que está morrendo e sua família.

Lembre-se de que o preparo para a morte pode ser difícil. Esperamos que a informação contida neste folheto sobre o que você talvez vivencie contribua para reduzir o seu estresse. Embora com frequência não seja possível saber quando alguém irá morrer, há alguns sinais, sintomas

e indicadores que costumam se apresentar nas últimas horas, dias e mesmo semanas de vida. Saber o que esperar pode ser muito útil.

Lei a cartilha na íntegra Aqui

 

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 2597 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento