Qual é a relação entre depressão, envelhecimento e perdão?

Livro relaciona depressão, envelhecimento e perdão ao cairmos numa reflexão profunda sobre a vida, a existência e seus valores. Recomenda repensar e olhar para trás e ter a capacidade de se perdoar e de perdoar o outro.

Vicente Paulo Alves (*)

 

A depressão é uma doença moderna, que atinge todas as pessoas, de todas as idades, de todas as classes sociais e situações econômicas. Não há profissão que escape a ela. E por quê? Certamente essa resposta não é simples e exige uma série de contribuições de diferentes áreas do saber.

Ultimamente já surgiram diversas publicações a respeito do tema, várias pesquisas já foram realizadas e muitos estudiosos se aventuraram em buscar soluções para algo que angustia a humanidade: encontrar a fórmula mágica que ajude as pessoas a vencerem a depressão. Parece até aquela busca insana pelo eterno cálice sagrado ou pela eterna fonte da juventude. Por falar nisso, a depressão tem muito a ver com o processo de aceitação do envelhecimento: muitos de nós não consideramos a possibilidade de envelhecer e criamos a fantasia de que quem envelhece são os outros, “eu não”.

Ao perceber que estamos perdendo nossa capacidade de criação, de trabalho, de encantamento do outro, de seduzir o companheiro, de propor novas ideias… enfim, de nos renovar, caímos numa reflexão profunda sobre a vida, a existência e seus valores. Mas é preciso renovar cotidianamente e dizer: “Não ao baixo astral! Eu ainda tenho capacidade física e mental para superar as minhas dificuldades e limitações!”. Só dessa forma é que podemos retomar o caminho e dar a volta por cima.

Autografando livro para o amigo xará, Vicente Faleiros, no lançamento em Brasília no último dia 16/08.

Infelizmente, algumas pessoas não conseguem dar essa volta por cima, porque o passado, suas histórias de vida as prendem aos fatos e às tristezas vividas na infância, adolescência ou na vida adulta. E aí é difícil, perdoar pessoas, perdoar-se a si mesmo… Nesses momentos é que se percebe a necessidade da ajuda de um profissional, porque a tristeza é tão grande, a dificuldade de superação está tão difícil que é impossível sair dela sozinho.

É nessa esteira que o livro “Depressão e Perdão: a pastoral do itinerário pessoal e coletivo, rumo a um bom envelhecer” (2018, Editora Portal Edições) pretende trilhar: ajudar as pessoas a repensar momentos que marcaram de forma negativa das suas vidas. Olhar para trás e ter a capacidade de se perdoar e de perdoar ao agressor, não é algo fácil e nem simples de ser feito. É necessária toda uma dinâmica que exige o apoio de profissionais, a confiança em Deus e a abertura à dimensão espiritual.

Nesse sentido, o livro propõe a cada 10 capítulos um exercício de reflexão e de introspecção, para que no silêncio do coração, cada pessoa possa dar o passo para perdoar o outro, nascendo de novo, para enfrentar os grandes obstáculos que a vida propõe dia-a-dia. Não é fácil, mas é desafiante.

Ao longo do livro vai se desenrolando um romance, a história de uma família, como tantas outras em nosso Brasil, marcada por suas dores e sofrimentos, passado que vem assombrar o presente. A história prende a atenção em cada capítulo, em cada surpresa, em cada episódio que se abre para um novo segredo a ser revelado.

Enfim, a proposta do livro é não ficar apenas em sua leitura, mas de pensar que haja profissionais dispostos a ouvir e a auxiliar pessoas em processo de depressão: psicólogos, psiquiatras, sacerdotes, pastores, ministros leigos ligados às diferentes religiões. Propõe-se a existência de uma pastoral do itinerário pessoal e coletivo que acompanhe essas pessoas, nesse momento tão difícil. Seria alvissareiro que essa proposta se tornasse realidade um dia nas diferentes igrejas pelo Brasil e muitas vidas pudessem ser preservadas e o envelhecimento fosse visto de uma forma nova, como um excelente momento a ser vivido!

Serviço

Livro: Depressão e Perdão: a pastoral do itinerário pessoal e coletivo, rumo a um bom envelhecer

Formato: 16cm x 23cm

Tamanho: 306p (298 P/B e 8 coloridas)

Papel: pólen (mais adequado para a leitura)

Atenção: vendas exclusivas no site https://www.portaledicoes.com

 

(*) Vicente Paulo Alves – Graduado em Filosofia pela Universidade Católica de Brasília (UCB), mestre em Teologia Dogmática pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma – Itália e doutor em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo. Atualmente é coordenador e professor do Programa de Pós-Graduação em Gerontologia (Mestrado e Doutorado) da UCB. Leciona no curso de graduação Filosofia em Ambiente Virtual. Tem experiência na área de Qualidade de Vida e Envelhecimento, Ética, Bioética, Ciência da Religião. É Membro titular do Conselho de Defesa dos Idosos do Distrito Federal. E-mail: vicerap@gmail.com 

 

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 2404 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento