A prevenção de queda da pessoa idosa

A Coordenadoria do Idoso e o Grande Conselho Municipal do Idoso ministraram palestras em cinco instituições em diferentes regiões de São Paulo a fim de falarem sobre prevenção de quedas para a população idosa. Eventos para comemorar o Dia Mundial de Prevenção a Quedas da Pessoa Idosa, dia 23 de junho, no Memorial da América Latina.

 

O evento reuniu cerca de 600 pessoas, e foi direcionado aos coordenadores, supervisores e técnicos de instituições da terceira idade.

A Fundação Mapfre, parceira da Coordenadoria do Idoso em outras ações, participou da Semana lançando a campanha “Maior Cuidado”, que teve como finalidade conscientizar familiares e profissionais que lidam com pessoas acima de 60 anos e os próprios idosos sobre como prevenir e reagir com eficácia e rapidez em situações de acidentes domésticos.

O lançamento da campanha contou com a presença do secretário de Participação e Parceria; de Paulo Peregrino, presidente do Conselho Estadual do Idoso, e de Antonio Guzmán, diretor-geral do Instituto de Saúde e Meio Ambiente da Fundação Mapfre na Espanha.

A campanha lançou ainda um guia com distribuição de folhetos, nas estações do metrô, contendo informações sobre como evitar acidentes domésticos. Um grupo de idosos treinado para fornecer mais detalhes sobre como evitar comportamentos de risco fez a distribuição

Perigo em casa

O guia revela, dentre outras informações, que o lar é um dos lugares onde ocorre maior número de acidentes, principalmente quedas, intoxicações e queimaduras, além de incêndios. O leitor conhecerá medidas oportunas, tanto para prevenir como para agir nessas emergências.

“Trata-se de um manual preparado com o propósito de estimular e propiciar a prevenção de acidentes nos lares dos idosos que desejam manter a sua independência e autonomia pessoal”, explica Fátima Mendes, superintendente da Fundação Mapfre no Brasil. A Secretaria de Participação e Parceria lançou também um folder com explicações semelhantes distribuídos em organizações sociais que cuidam de idosos.

O programa de Prevenção de Quedas é uma iniciativa da Futuridade Plano Estadual Para a Pessoa Idosa, da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, da Secretaria de Participação e Parceria e da Fundação Mapfre. O projeto também conta com diversos parceiros nas esferas estadual e municipal, além da iniciativa privada.

A campanha, gerida pela Coordenadoria do Idoso, será o primeiro passo na parceria entre o Município de São Paulo e o programa estadual da Futuridade. “Será uma forma de mostrarmos aos governantes a necessidade de uma infra-estrutura mais adequada, que vise à prevenção de quedas da pessoa idosa, bem como a vital preocupação quanto à acessibilidade”, afirma Elizabete Silva, coordenadora da Coordenadoria do Idoso.

Fatores de risco

A coordenadora enfatiza a debilidade óssea da terceira idade como um dos fatores que, somados aos buracos em ruas e calçadas, além da ausência de corrimãos, se tornam decisivos para o aumento do número de fraturas. De acordo com a coordenadora, 30% das pessoas com 65 anos ou mais caem a cada ano. Para os idosos com 80 anos ou mais, a taxa aumenta para 40%.

Além de chamar a atenção para medidas governamentais, o programa visa a alertar o idoso sobre certos cuidados que devem ser tomados ao andar nas ruas e até dentro de casa. O folder da secretaria explicita os fatores de queda nos idosos e dá dicas de como evitá-las. “É como se fosse uma cartilha de como proceder. Todos esses cuidados podem começar em casa. Agora, vamos clamar pelo que está fora do nosso alcance”, convoca Elizabete.

Fonte: Extraído do site da Prefeitura de S.Paulo e reproduzido pelo Jusbrasil – 22/06/2009: Acesse Aqui

 

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 2584 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento