Pelé chega aos 70 anos: lição para a atual geração

Tempo de Leitura: 3 minutos

Ele já parou de jogar futebol profissionalmente há mais de 30 anos. Mas ao contrário do que acontece com a grande maioria dos atletas, principalmente no futebol, quando encerram a carreira, o Rei do Futebol não engordou além da conta, não aparenta a idade que ostenta e sempre que pode joga seu futebolzinho com fôlego que faz morrer de inveja qualquer garotão recém surgido para o futebol.

Guilherme Ayupp

 

Tamanha força física se explica por diversos fatores. Um deles está ligado à genética, como explica o médico geriatra, Norton Sayeg, da Sociedade Brasileira de Geriatria. “Um aspecto importante é a questão genética. Pessoas negras possuem uma espécie de gene da longevidade, que faz com que elas aparentem estarem mais saudáveis”, explica Sayeg. A médica endocrinologista Marília de Brito Gomes concorda com o colega. “Os negros possuem uma textura de pele melhor que a dos brancos. É como se a pele deles fosse mais resistente, mais ‘elástica’. Isso dá uma impressão de rosto mais jovial”, esclarece Marília.

Mas o argumento de que Pelé é aparentemente mais jovem que a idade que tem, não passa apenas pela sua cor. A vida que o Rei do Futebol levou ao longo dos anos pode facilmente contribuir para que ele hoje tenha uma velhice sem maiores problemas de saúde, como explica Marília. “Um estudo comprova que se cada pessoa consumir 25% a menos calorias que sua dieta básica diária exige, ao final da vida esta pessoa estará certamente com uma aparência mais jovem”, afirmou. Sayeg complementa: “A pessoa envelhece do modo que viveu. Se levar uma vida saudável, sem excessos, o cidadão vai ter uma velhice tranquila. Se não for assim vai ter muitos problemas de saúde”, completa.

O aspecto de que a vida saudável é um fator primordial para um envelhecimento seguro é corroborado pelos especialistas. Sayeg acredita que uma velhice sem sustos passa obrigatoriamente por uma espécie de ‘tripé de sustentação’. “É uma mistura de fator genético, estilo de vida da pessoa ao longo dos anos e em que ambiente esta pessoa viveu”, disse. Marília acrescenta que a manutenção do corpo em atividade ajuda consideravelmente a qualidade de vida na velhice. “Praticando exercícios físicos pelo menos cinco vezes por semana ajuda muito na saúde do corpo e da mente”, acredita ela.

Uma lição para a atual geração
Não é raro assistir nos dias de hoje a vida pregressa que nossos jogadores de futebol levam. Boates, bebidas, noitadas são fatos comuns para a maioria dos atletas do futebol. Coisa que jamais se ouviu falar que Pelé tenha feito. “Nunca tive qualquer notícia sobre Pelé se drogando ou badalando em boates e festas. Pelé sempre foi atleta, com postura e atitudes de atleta. Todos estes fatores favorecem para sua excelente aparência atual”, acredita Sayeg.

Marília diz que mesmo após ter encerrado a carreira há mais de 30 anos, Pelé segue ensinando a todos sobre como continuar bem a viver após a atividade profissional se encerrar. “Não beber, comer sempre de acordo com uma dieta balanceada, continuar praticando exercícios para manter o corpo sempre ativo e fortalecer a musculatura. Pelé fez e continua fazendo tudo isso”, complementou.

Desde que surgiu para o futebol e assombrou o mundo com seu talento, Pelé construiu uma imagem de reputação ilibada e a sua vida regrada de esportista o fizeram receber a alcunha de maior atleta do século XX. Com 70 anos e muitas conquistas para se orgulhar, o maior jogador de todos os tempos tem mais um motivo para ser uma referência para os mais jovens: sua aparência eternamente jovial.

Fonte: SRZD. 23/10/2010 09h46. Acesse Aqui 

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3805 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento