“Paris em Companhia”, um serviço gratuito de acompanhamento de idosos

“Paris em Companhia” permitirá que os parisienses com mais de 65 anos de idade sejam acompanhados gratuitamente em suas caminhadas, em suas tarefas, em seus compromissos ou em qualquer outra situação relacionada ao seu dia-a-dia, até uma vez por semana por até 4 horas.

 

A prefeitura de Paris lançou em dezembro o serviço “Paris em Companhia” (Paris en Compagnie), um serviço de acompanhamento e de luta contra o isolamento, dirigido aos idosos parisienses. O serviço é financiado pela cidade de Paris e apoiado pelas associações Autonomie Paris Saint Jacques, les Petits frères des Pauvres e Lulu dans ma rue. O serviço contará com uma rede de voluntários parisienses.

A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, desde o início de seu mandato tem se comprometido com o fortalecimento dos serviços públicos municipais e ações associativas, particularmente para parisienses mais velhos.

“Paris em Companhia” permitirá que os parisienses com mais de 65 anos de idade sejam acompanhados gratuitamente em suas caminhadas, em suas tarefas, em seus compromissos ou em qualquer outra situação relacionada ao seu dia-a-dia, até uma vez por semana por até 4 horas. Estes passeios podem ser feitos a pé ou de transporte público, em Paris. Os acompanhantes serão parisienses voluntários, previamente treinados.

“Com a minha equipe, estamos empenhados para que Paris seja uma cidade benevolente e solidária para todos os cidadãos, independentemente da sua idade. “Paris en Compagnie” é mais do que apenas um serviço de apoio e uma luta contra o isolamento: apresentando os idosos aos voluntários parisienses, encorajamos novos encontros, momentos de compartilhamento e convívio. É através de abordagens como esta que vivemos melhor em conjunto”, afirma Anne Hidalgo.

Após uma chamada para os projetos lançados em junho de 2018, três associações foram selecionadas para dar vida ao serviço “Paris em Companhia” financiado pela cidade de Paris: Autonomie Paris Saint Jacques, les Petits frères des Pauvres e Lulu dans ma rue. “Este projeto não teria sido possível sem o forte compromisso das associações. Nós agradecemos sinceramente a Autonomie Paris Saint Jacques, les Petits frères des Pauvres e Lulu dans ma rue, que têm uma grande experiência de ação social e solidariedade para com os mais velhos”, agradece Galla Bridier, junto com a prefeita de Paris, encarregada da pasta de idosos e da autonomia.

Paris tem mais de 470.000 idosos, um quinto da população local. Em 2040, eles representarão um quarto dos parisienses. Diante desses desafios demográficos e para permitir que todos envelheçam bem na capital, a prefeita de Paris montou um “Schéma Seniors 2017-2021”, uma verdadeira estratégia municipal para os idosos, colocando em cena diversas ações concretas.

Desde junho de 2018, a prefeitura de Paris estabeleceu o passe livre para os parisienses com mais de 65 anos de idade. Uma medida complementar a “Paris em Companhia”, na medida em que facilita a circulação de idosos, evitando situações de isolamento.

 

 

Sofia Lucena

Sofia Lucena

Estudante de Engenharia de Produção da Universidade Federal de São Carlos (SP). Colabora com o Portal do Envelhecimento fazendo traduções de temas relacionados à longevidade humana. E-mail: sofiacortel@hotmail.com

sofialucena escreveu 27 postsVeja todos os posts de sofialucena