Oficina de Tecnologia Assistiva: boa prática para a saúde da pessoa idosa

Tempo de Leitura: 2 minutos

Uma das interessantes iniciativas selecionadas pelo Ministério da Saúde em 2015 é a Oficina de Tecnologia Assistiva, desenvolvida na cidade de Natal (RN) pela Secretaria Estadual de Saúde. A tecnologia assistiva consiste na confecção de adaptações e produtos que visam auxiliar a realização de atividades de vida diária por pessoas idosas com disfunções físicas e sensoriais, compensando suas limitações funcionais e promovendo sua independência.

Equipe Prattein *

 

oficina-de-tecnologia-assistiva-boa-pratica-para-a-saude-da-pessoa-idosaDesde 2013 o Ministério da Saúde e a Fundação Oswaldo Cruz vêm selecionando e divulgando via internet boas práticas e experiências bem sucedidas na área do envelhecimento, que acontecem em diferentes localidades do país.

As experiências são selecionadas por um comitê de especialistas, com base nos seguintes critérios:

1) Alinhamento com princípios e diretrizes do SUS, com a Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa e as diretrizes para organização da Rede de Atenção à Saúde.

2) Caráter inovador.

3) Reprodutibilidade em outras realidades.

4) Relevância dos resultados.

A cada ano são selecionadas doze novas experiências.

Oficina de Tecnologia Assistiva

Uma das interessantes iniciativas selecionadas em 2015 é a Oficina de Tecnologia Assistiva, desenvolvida na cidade de Natal (RN) pela Secretaria Estadual de Saúde. A tecnologia assistiva consiste na confecção de adaptações e produtos que visam auxiliar a realização de atividades de vida diária por pessoas idosas com disfunções físicas e sensoriais, compensando suas limitações funcionais e promovendo sua independência.

Como os dispositivos disponíveis no mercado são em geral de alto custo, um grupo de Terapeutas Ocupacionais criou a Oficina de Tecnologia Assistiva, na qual cuidadores de idosos são orientados para confeccionar adaptações a partir de materiais de baixo custo e recicláveis, como EVA, papelão, canos de PVC, almofadas de alpiste (anti-escaras), etc. Com isto, os materiais se tornam baratos e acessíveis aos idosos de baixa renda e os cuidadores se tornam mais capazes para lidar com as limitações de pacientes dependentes ou com mobilidade reduzida.

Além da divulgação para o público em geral, o objetivo da iniciativa de mapeamento de experiências exitosas é estimular a multiplicação de ações que contribuam para qualificar o cuidado à pessoa idosa.

Veja no link a seguir quais são as boas práticas: Disponível Aqui

(*)Equipe Prattein – A Prattein é uma organização especializada em políticas, programas e estudos na área do desenvolvimento social. Email [email protected] – telefone (11) 2127- 4400. Site Acesse Aqui 

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3808 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento