O passo a passo de uma vida mais saudável

Tempo de Leitura: 3 minutos

Vista como uma atividade agradável e de fácil assimilação, a caminhada é um exercício físico que, feito com regularidade e com os devidos cuidados, traz benefícios diretos à saúde do praticante, principalmente no aspecto cardiovascular.

Márcia Scapaticio *


A professora do Departamento de Biodinâmica do Movimento do Corpo Humano da Escola de Educação Física e Esporte (EEFE) Claudia Forjaz, diz que as mudanças na saúde fazem parte do cotidiano de quem elegeu a caminhada como uma de suas atividades, pois os benefícios cardiovasculares são evidentes. “Em geral, é uma atividade de baixo risco e baixo custo, diminui a pressão arterial e se for acompanhada de controle na ingestão de calorias, aumenta o gasto energético e ajuda controlar o peso e a gordura corporal. Já para os diabéticos, melhora a sensibilidade à insulina e ajuda no controle da doença, porque reduz a glicemia”, afirma.

A professora Claudia Forjaz destaca os benefícios da caminhada

Todas essas mudanças positivas são colocadas em prática no curso de extensão aberto à comunidade, realizado no Parque da Água Branca e coordenado pela professora. O projeto Exercício e Coração existe desde 2000 e conta com uma equipe multidisciplinar, formada por médicos, professores de educação física e educadores. “Não ministramos aulas, mas oferecemos orientações sobre o exercício e acompanhamos seu desenvolvimento. A pessoa é avaliada e, a partir disso constatamos se há ou não necessidade de consultar um médico antes de começar, caso não, fazemos as indicações”, explica. Nessa conversa com os profissionais, o indivíduo é informado do tempo e a intensidade de sua atividade. “Acompanhamos duas sessões e, depois de um período, a pessoa retorna para uma avaliação”, completa Claudia.

Para motivar os frequentadores do parque, são dadas aulas de alongamento. “O ideal é caminhar três vezes por semana, em dias alternados e, ao longo do tempo, aumentar para cinco vezes”, confirma Claudia. Quanto ao tempo, é recomendado inicialmente, 30 minutos. Mas a professora faz um adendo importante: “Se você está sedentário, não atinja esse tempo. Comece com 15 minutos e vá aumentando até os 30. E se você tem pressão alta ou quer perder peso, o ideal é completar 40 minutos”. Em casos gerais, é importante nunca ultrapassar os 50 minutos, “pois um exercício feito de forma repetida, por mais de uma hora, provoca lesões articulares, além do cansaço psicológico”, alerta.

Com tantos benefícios comprovados, a caminhada ainda tem a vantagem de ser barata, ou seja, para começar, não é preciso muito mais do que um tênis adequado e disposição. Para Claudia, é importante caminhar num local que seja prazeroso: “Exercício é para ser feito pro resto da vida, senão os benefícios serão perdidos. Então tenho que escolher o local adequado, tem gente que adora caminhar na esteira vendo televisão, outras preferem ir até ao parque”. Outro detalhe é que o bate papo não é proibido durante o exercício, pelo contrário, é sempre bom que o praticante consiga conversar sem ficar ofegante: “O bem estar é fundamental e a companhia também, mas você e seu amigo de caminhada devem ter a mesma condição física”, recomenda.

Para quem se animou e pretende incluir a caminhada em sua rotina, o projeto Exercício e Coração é gratuito e aberto a todos os interessados, ocorrendo as segundas, quartas e sextas-feiras, às 7h, 8h e às 9h, no Parque da Água Branca, localizado na Av. Francisco Matarazzo, 445.

Conheça a experiência do funcionário do HRAC, João Paulo Morais com a prática da caminhada.

Fonte: Revista Espaço Aberto, 04/01/2011. Disponível Aqui

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3793 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento