Narrar é Longeviver: oficinas de escrita está com inscrições abertas

Tempo de Leitura: 4 minutos

A oficina de escrita com Cremilda Medina é para quem pensa em escrever, quer escrever, gosta de escrever, precisa escrever, ama escrever, quer se apaixonar pela escrita e longeviver.


Para Cremilda Medina, narrar é uma das expressões mais nobres do humano ser, pois transforma o caos do mundo em um cosmo. Seja qual for o código utilizado, a linguagem cria significados perante a realidade; e, ao organizá-los numa narrativa, a autoria produz outra realidade, a simbólica. A oficina de Narrativas da Contemporaneidade ou Narrar é LongeViver propõe, de longa data, a experiência da Autoria, não aquela exclusivamente concentrada no intimismo confessional, mas a que se desloca do Eu para o Outro.

No fundo, trata-se de desenvolver prática e teoricamente a dialogia, um narrar das vozes e circunstâncias sociais. Em qualquer etapa biográfica dos que pretendem a escrita dialógica, fazem-se presentes atitudes que ampliam a fragilidade e limitações individuais: entre elas, a escuta, a percepção de comportamentos, a observação de circunstâncias histórico-culturais dos que estão à nossa volta. Daí a importância da oficina para uma autoria mediadora. Recuperar laços do imaginário coletivo é LongeViver.  Enraizar, no tempo e na cultura, o presente caótico que desafia o Autor, alarga o horizonte das Narrativas na Contemporaneidade.

Desde os anos 1960 este laboratório vem sendo enriquecido na pesquisa e na prática editorial com alunos de ensino médio, estudantes de graduação e de pós-graduação, idosos ou grupos interdisciplinares. O resultado das oficinas na Universidade de São Paulo ou em outros ambientes fora da academia está publicado em 55 coletâneas. Mais de mil autores assinam, junto com a organizadora, narrativas do cotidiano viver, histórias humanas que transcendem os desgostos do Real pelo gosto da Poética.

A presente oficina estende a novos criadores o convite a navegarem nas infovias do momento.

As oficinas se estenderão de agosto a novembro e no final os trabalhos produzidos serão publicados pela USP em formato e-book que ficará disponível gratuitamente nas bibliotecas das principais universidades do mundo e uma tiragem limitada será impressa pela Portal Edições, editora do Portal do Envelhecimento.

Até 2018, o curso era realizado na ECA-USP, em 2019 migrou para o CEUMA-USP, Centro Universitário Maria Antônia, mas devido a pandemia do coronavírus esta edição especial será feita no formato online usando os canais do Espaço Longeviver e qualquer pessoa, de qualquer idade, de todo o Brasil pode participar e se encantar como os colegas abaixo:

Há dois anos Ângela Balbão é aluna do curso de Narrativas da Contemporaneidade: o reencontro com a professora Cremilda Medina, com quem tive aulas na graduação, na década de 1970, nos permite compartilhar momentos incríveis que me devolvem o gosto pela vida e pelo viver. 

Célia Morato Gagliardi, professora de História, aposentada, fez o curso presencial em 2019 e repetirá a experiência este ano no formato online: conheci o curso de Narrativas e redescobri as delícias de escrever, aos 82 anos me considero uma eterna aprendiz.

Cynthia K. Milani, professora de inglês: sinto-me privilegiada por participar deste curso ministrado pela instigadora e brilhante  professora Cremilda Medina, que nos oferece uma experiência enriquecedora e criativa.

Maria Christina L. de Góes, bióloga, aluna da edição passada: a tentativa de experimentar novas artes me levou ao curso de Narrativas e a escrita, ao desafio de revisitar memórias, deparei-me com experiências que ainda não havia experimentado, criar textos que não fossem relatórios objetivos, uma prática memorável. 

Sandra Otranto Tardelli Canedo é estatística, fez o curso em 2019 e repetirá a experiência em 2020: o curso Narrativas da Contemporaneidade me faz (re)viver minhas memórias, transbordar emoções ao colocar no papel sentimentos que reaparecem tão intensos como no passado, num passe de mágica, quando se começa a escrever.

Selma de Freitas Silva, assistente social: chego ao curso de Narrativas da Contemporaneidade junto com a segunda metade da vida no qual, com a aposentadoria, senti despertar o desejo de explorar novas áreas do conhecimento, desejo este que começo a realizar por meio das oficinas ministradas pela professora Cremilda Medina. 

Sueli Zola é jornalista formada pela PUC-SP: com quase quarenta anos de trabalho, fiz muitas reportagens e textos, sem nunca ter escrito uma linha sequer fora dos parâmetros da profissão. Amante da literatura, decidi, após a aposentadoria, arriscar outras escritas matriculando-me no curso de Narrativas da Contemporaneidade.

O curso tem a seguinte dinâmica: durante as oficinas, orientadas pela professora Cremilda Medina, produzimos textos e alguns farão parte de uma coletânea a ser editada no semestre seguinte (2021). Portanto, o grupo continua em contato até o fechamento do livro, produto das oficinas do curso Narrar é LongeViver.

Narrar é longeviver

serviço

Datas: Quartas-feiras (agosto – novembro)
Horário: 15h às 17h
Carga horária: 32 horas ( 16 encontros de 2 horas
Docente: Profa. Dra. Cremilda Medina – (Professora sênior da Universidade de São Paulo)

Inscrições abertas: https://edicoes.portaldoenvelhecimento.com.br/produto/oficina-de-narrativas/

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3083 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento