Morar em um navio de cruzeiro?

Parece bom demais para ser verdade: não ter que pagar aluguel e IPVA, nem ir no mercado, cozinhar, limpar, tirar o lixo ou fazer qualquer outra tarefa rotineira de casa. Ter todas as refeições preparadas, entretenimento, piscina, spa e atendimento médico a qualquer momento… tudo isso viajando de navio e ainda conhecendo novas pessoas o tempo todo. Como não querer morar assim?

Sharon Mcdonnell (*)


Viver a bordo de um navio ou estar frequentemente em um cruzeiro pode custar muito mais do que morar em uma casa de repouso, dependendo de onde você mora e da sua preferência e situação econômica ou pelo luxo e sua saúde. O custo médio anual para uma Residência Assistida, nos EUA era de US$48.000 (ou US$132 por dia) em 2018, de acordo com a Pesquisa de Custo de Cuidados da Genworth; um quarto individual de uma casa de repouso  custava mais de US$100.000 (R$ 400 mil) se você não tivesse um seguro de assistência a longo prazo. Mas variava bastante de acordo com a região: na área da cidade de Nova York, a média de uma Residência Assistida era de US$70.989, em comparação com US$155.125 para um quarto individual em uma casa de repouso. Na área de São Francisco, a Residência Assistida era de US$66.000, contra US$139.795.

As Residências Assistidas são casas administradas por profissionais especializados, cuja estadia pode ser temporária ou permanente, com atividades diversas direcionadas ao bem-estar e envelhecimento saudável -, conceito difundido na Europa e que acaba de chegar ao sul do país, muito comum nos Estados Unidos e na Europa.

Mas alguns navios de cruzeiro começam com menos de US$100 por dia. Algumas pessoas adoram cruzeiros como estilo de vida, como Mario Salcedo, de 69 anos, que vive a bordo de navios de cruzeiro há 20 anos, quase inteiramente em mega-navios da Royal Caribbean Cruises, repleto de milhares de passageiros e atividades de escalada até pistas de patinação. Ele nem se aposentou: ele administra seus negócios de gerenciamento de investimentos em seu laptop no deck da piscina e trabalha diariamente. O ex-diretor financeiro internacional de uma empresa multinacional já passou a maior parte do seu tempo em aviões, mas em 2019 teve sua 8.000ª noite em um cruzeiro. Em um vídeo, Salcedo, que nunca casou e gasta cerca de US$70.000 por ano em cruzeiros consecutivos, disse que reserva até dois anos antes. Ele já viajou por toda a Ásia, Europa e América Latina. Atualmente, ele cruza o Caribe e Bahamas, mas voa para a Espanha anualmente para um cruzeiro pela Europa. Ele fica em seu condomínio em Miami menos de duas semanas por ano.

Lee Wachtstetter, agora com 90 anos, escreveu uma autobiografia sobre sua vida na linha de luxo Crystal Cruises por nove anos após a morte de seu marido. A tripulação construiu prateleiras extras de armazenamento e lhe deu um cabide de parede para suas joias. Recentemente, um casal morou a bordo do Crystal por mais de cinco meses, combinando um cruzeiro pelo mundo com outras duas viagens marítimas e um cruzeiro pelos rios europeus.

Um navio residencial de luxo, The World, vende apartamentos de até três quartos, que custam US$1,5 milhão até kitnets. Os proprietários passam em média de três a seis meses a bordo e têm poder de voto em seu itinerário de um ano, que inclui explorações mais aprofundadas em locais remotos, chefs convidados com estrelas Michelin e uma lista de vinhos com 1100 rótulos. Em 2019, seu cruzeiro de 91 portos começou na África do Sul, com visitas a Madagascar, Sri Lanka, Seychelles, Índia, Mediterrâneo, Groenlândia, Japão e sudeste da Ásia e terminará na véspera de Ano Novo em Hong Kong. Em 2020, a viagem incluirá a Austrália (dois meses), Chile, Antártica e norte da Europa, incluindo São Petersburgo, Rússia.

Dicas para futuros viajantes em tempo integral

Se você tem um problema de saúde crônico que requer atenção médica, um cruzeiro não é uma opção para você.

Você consegue ser minimalista? Basicamente, você está alugando um quarto mobiliado em uma casa muito grande com centenas ou milhares de colegas de quarto e várias salas de estar. Se você gosta da variedade dos hotéis, vai sentir falta disso. Seu novo estilo de vida simplificado significa que você mantém seus móveis e a maioria dos seus pertences na sua casa, se ainda tiver uma, ou paga pelo armazenamento mensal, ou vende ou doa ou aluga sua casa.

Você é bom com detalhes? Você precisa de um planejamento preciso de tempo e logística (ou pergunte a um agente de viagens especialista em cruzeiros). Você reservará muitos cruzeiros curtos consecutivos (ou dois, se fizer duas viagens de seis meses ao redor do mundo por ano), portanto, precisará descobrir onde ficará nos dias entre chegadas e partidas de cruzeiros e custos de hotel, Airbnb e/ou voos envolvidos (a menos que você fique com família ou amigos). É improvável que todas as suas viagens partam/cheguem no mesmo dia no mesmo porto. No Crystal, há um desconto de 5% para cruzeiros no mesmo dia ou no dia seguinte.

Descubra os custos ocultos dos cruzeiros. As taxas mais baixas são frequentemente anunciadas, mas bebidas (de álcool, refrigerantes, cafés especiais a garrafas de água), refeições (restaurantes especializados têm sobretaxas), passeios pelo porto (de US$50 a centenas) e Internet (US$10 por dia ou mais) custam extra, as gorjetas são adicionadas automaticamente e a tarifa de ocupação individual é alta. Você pode economizar comprando bebidas ou pacotes de refeições especiais com antecedência; comer apenas nos restaurantes gratuitos; reservar suas próprias excursões no porto (geralmente com as mesmas operadoras locais que as linhas de cruzeiro usam, menos a margem de lucro) – ou fazer poucas ou nenhuma; ir a cibercafés/pontos com acesso a WiFi nos portos; hospedar-se em cabines internas (sem vista é sempre mais barato) e ajustar sua gorjeta. Linhas de cruzeiro de luxo incluem muito mais no preço. Sempre leia as letras pequenas.

Entender suas necessidades sociais. Você sentirá falta de ver familiares e amigos por longos períodos? Eles vão acompanhá-lo em viagens ou em portos? Você se sentirá sozinho constantemente entre estranhos (a maioria deles em casais) ou vai abraçar a ideia de conhecer outros passageiros e tripulantes?

Animais de Estimação: Para muitos, o adorado animal de estimação faz parte da família, o peso de não levar o Thor ou a Mel é algo a ser considerado.

(*) Sharon Mcdonnell é redatora do Senior Planet. Tradução livre de Sofia Lucena. Fotos: Crystal Cruises.


Inscrições: https://edicoes.portaldoenvelhecimento.com.br/produto/curso-interdicao/

Sofia Lucena

Sofia Lucena

Estudante de Engenharia de Produção da Universidade Federal de São Carlos (SP). Colabora com o Portal do Envelhecimento fazendo traduções de temas relacionados à longevidade humana. E-mail: sofiacortel@hotmail.com

sofialucena escreveu 27 postsVeja todos os posts de sofialucena