Moradia intergeracional: em 2023, Getxo inaugurará espaço reunindo jovens e idosos dependentes

Tempo de Leitura: 3 minutos

O centro intergeracional terá 40 apartamentos e 100 espaços para residência a idosos em situação de dependência e será inaugurado em 2023, em Getxo. Ou seja, um espaço no qual 140 jovens e idosos viverão juntos, com lugares comuns para compartilhar atividades, experiências e valores.


Guecho (em castelhano) ou Getxo (em basco) é uma cidade linda, que poucos brasileiros a conhecem, mas que recebe muitos turistas de dentro da própria Espanha, muitos deles já idosos. A conheci há alguns anos quando fui a um congresso em Oñati, uma vila de origem medieval. Ao final do congresso eu e meu marido percorremos algumas cidadezinhas na região. Já na época era grande o número de pessoas idosas circulando na rua. E fiquei feliz ao ler que em 2023, a cidade terá o primeiro centro intergeracional com um investimento de 13 milhões de euros.

Getxo fica na província de Bizkaia, comunidade autónoma do País Basco, que faz parte da Grande Bilbao e conta com 11,9 km² de área. O centro intergeracional contará com 140 jovens e idosos convivendo juntos, com lugares comuns para compartilhar atividades, experiências e valores. O centro, promovido pelo governo local, tem como objetivo responder à necessidade de emancipação dos jovens e aos novos modelos assistenciais solicitados pelos idosos.

Foto de Jose Mari Martínez

É o que diz a matéria de Aitziber Atxutegi, publicada no jornal Deia. Nela consta alguns comentários do deputado da Ação Social, Sergio Murillo, a respeito. No primeiro deles ele comenta que “Não queremos que jovens e idosos coabitem; queremos que eles convivam, construam pontes entre gerações e melhorem a coesão intergeracional”. De acordo com o deputado, o centro intergeracional será um espaço que responderá a duas áreas: a) necessidade de locais residenciais para idosos dependentes até porque os estes exigem outros modelos de atendimento, diferentes das residências convencionais que também costumam estar longe dos centros urbanos; e b) necessidade de reduzir a idade de emancipação dos jovens, que no País Basco iniciam um projeto de vida independente nove anos depois do que nos países nórdicos, e apenas 17% deles se emancipam antes dos 30 anos.

O centro intergeracional abrigará 40 apartamentos para jovens e 100 lugares para idosos em situação de dependência de graus 2 e 3, o que o torna uma iniciativa pioneira em Bizkaia, no País Basco. Contará com espaços de uso comum que permitirão desenvolver uma proposta de coesão e convivência intergeracional, aberta ao bairro e a todo o município. Esse é precisamente um dos aspectos que as instituições cuidarão mais e em que o trabalho já está em andamento: “Não é uma soma de serviços, mas uma nova resposta integral”, disse Murillo na matéria. Segundo o deputado, “Queremos construir pontes entre gerações e melhorar a coesão social e intergeracional”. Trata-se, segundo Murillo, de residentes no centro trocarem “formas de entendimento e valores”, promovendo assim a compreensão mútua e superação de  possíveis estereótipos entre as duas gerações.

O projeto foi inspirado na cidade holandesa de Deventer. Lá, os jovens vivem com 150 pessoas em situação de dependência, em um centro no qual participam 200 voluntários e no qual foram lançadas cerca de 30 experiências de convivência. “O centro está aberto, existem associações que participam e realizam atividades nele. É isso que estamos desenhando em Getxo”, comentou o deputado, e finaliza: “É uma oportunidade de contribuir para uma sociedade mais inclusiva e coesa, que responda às necessidades e expectativas das pessoas, reduzindo a distância entre as gerações”.


Adquira o livro neste link: https://edicoes.portaldoenvelhecimento.com.br/produto/habitacao-e-cidade-para-o-envelhecimento-digno/

Beltrina Côrte

Beltrina Côrte

Jornalista, Especialização e Mestrado em Planejamento e Administração do Desenvolvimento Regional, Doutorado e Pós.doc em Ciências da Comunicação pela USP. É docente da PUC-SP. Coordena o grupo de pesquisa Longevidade, Envelhecimento e Comunicação. CEO do Portal do Envelhecimento, Portal Edições e Espaço Longeviver. Integrou o banco de avaliadores do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – Basis/Inep/MEC até 2018. Integra a Rede Iberoamericana de Psicogerontologia (Redip) e a Red Iberoamericana Interdisciplinar de Investigación en Envejecimiento y Sociedad (RIIIES). E-mail: beltrinac@gmail.com

beltrinacorte escreveu 59 postsVeja todos os posts de beltrinacorte