Manaus: Disque Idoso “165” escuta denúncias de violências contra idosos

Tempo de Leitura: 3 minutos

O número 165, determinado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), recebe denúncias de maus-tratos contra idosos, solicitações de informações sobre questões do envelhecimento e é o canal de agendamento para visitas domiciliares. O serviço é executado pela equipe multidisciplinar do Programa de Atendimento Domiciliar ao Idoso (Padi), da Fundação Doutor Thomas.

manaus-disque-idoso-165-escuta-denuncias-de-violencias-contra-idososCom o objetivo de ampliar e acompanhar de perto as políticas públicas voltadas para a terceira idade, como também melhor orientar a população idosa sobre os seus direitos e o processo de envelhecimento, a Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Doutor Thomas (FDT), passou a oferecer o serviço telefônico do Disque Idoso, pelo número 165.

O número, determinado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), recebe denúncias de maus-tratos contra idosos, solicitações de informações sobre questões do envelhecimento e é o canal de agendamento para visitas domiciliares.

manaus-disque-idoso-165-escuta-denuncias-de-violencias-contra-idososVale lembrar que segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE, 2010), em dez anos houve um crescimento de 155 mil idosos no Amazonas. O Estado tem mais de 255 mil pessoas com 60 anos ou mais, mais do que 7% da população.

Em Manaus, o serviço é executado pela equipe multidisciplinar do Programa de Atendimento Domiciliar ao Idoso (Padi), da Fundação Doutor Thomas (FDT), formada por assistentes sociais, psicólogos, fisioterapeutas, médicos e advogados.

Por telefone, os profissionais prestam orientações e encaminhamentos e quando é verificada a necessidade de visita, eles se deslocam ao domicílio para avaliar a situação do idoso em questão.

Segundo a Prefeitura de Manaus, a visita visa oferecer esclarecimentos e desenvolver um trabalho conjunto com o idoso e a família, melhorando o ambiente de convivência e a qualidade de vida de ambas as partes envolvidas no processo.

Segundo a coordenadora do Padi da Fundação, Ledina Lima, um dos benefícios do serviço é o seu imediatismo. “O Disque Idoso se destina à escuta de denúncias de todos os casos de violência cometidas contra idosos”, disse Lima.

“Quando recebemos uma ligação, logo abrimos um prontuário com a solicitação e o tipo de denúncia. Em seguida, é feito o agendamento com a equipe multiprofissional para realizar a visita”, afirmou Ledina Lima.

A diretora-presidente da Fundação Doutor Thomas, Martha Cruz, destacou a necessidade do serviço, em meio ao crescimento do número de idoso no País. “É um meio que usamos para repassar orientações aos idosos e seus familiares sobre o processo de envelhecimento, seus direitos e o tratamento exato das doenças mais comuns na terceira idade”.

“Em 2014, realizamos 680 visitas por mês, com quatro rotas diárias, superando as 400 visitas realizadas mensalmente em 2013, sendo distribuídas cinco mil cestas básicas para famílias com idosos e carentes de recursos financeiros”, destacou Cruz.

Fundação Doutor Thomas

Fundação de Apoio ao Idoso Doutor Thomas (FDT) é vinculada, nos termos da Lei n° 1.509, de 21 de outubro de 2010, à Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SEMASDH). A instituição integra a Administração Indireta do Poder Executivo e tem, entre suas responsabilidades, a coordenação e execução das políticas públicas voltadas ao idoso, em especial, comprovadamente carente.

Além disso, é responsável pela coordenação, acompanhamento e avaliação da Política Municipal do Idoso, promovendo articulação nos níveis federal e estadual para integração da rede de proteção e garantia dos direitos da pessoa idosa: acolhimento e prestação de assistência domiciliar aos idosos: planejamento e execução de ações para inclusão social dos idosos, podendo, para tanto, celebrar parcerias em nível federal, estadual e municipal, para construir a rede articulada de proteção e garantia aos direitos da pessoa idosa.

O Programa Longa Permanência, desenvolvido pela FDT, é uma ação permanente, que presta assistência em caráter asilar à pessoa idosa em risco social, sem vínculo familiar, sem casa/lar, cuja família seja carente de recursos financeiros ou que tenha sido vítima de violência. A FDT é a única instituição de longa permanência para idosos nos três graus de dependência em Manaus e a única pública da Região Norte.

Até dezembro de 2014, o número de idosos dentro deste programa era de 107, sendo 36 mulheres e 71 homens, divididos em grau de dependência. Dentro do programa, eles recebem alimentação (seis refeições por dia), atendimento e acompanhamento médico, psicológico, fisioterapeuta e nutricional, acompanhamento social, atividades ocupacionais de recreação e cultura.

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3826 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento