A luta dos idosos em Pinheiros: promoção da saúde é investimento e não gasto!

São Paulo passa por um rápido processo de envelhecimento populacional e nossos governantes precisam entender que políticas de promoção de saúde de idosos são um investimento e não despesa. O CEDPES dedica-se à saúde das pessoas com mais de 60 anos e não às doenças.

Equipe Multidisciplinar do CEDPES

 

Há 10 anos a Subprefeitura de Pinheiros (SP) reconheceu que sua população residente rapidamente envelhecia, gerando novos desafios aos governantes. A Subprefeitura firmou então um convênio com o Serviço de Geriatria do HC-FMUSP e nasceu o projeto CEDPES – Centro de Desenvolvimento para Promoção do Envelhecimento Saudável.

O CEDPES dedica-se à SAÚDE das pessoas com mais de 60 anos e não às doenças. Funcionamos de 2a a 6a feira com uma equipe multidisciplinar de 17 oficineiros, que coordenam 46 atividades coletivas e abordam aspectos físicos, psicológicos, cognitivos e sociais. Atendemos desde nossa inauguração cerca de 1.600 idosos. Trabalhamos para que os idosos permaneçam não apenas saudáveis, mas também independentes, ativos e protagonistas em suas vidas e na sociedade.

O Serviço de Geriatria do HC-FMUSP é o responsável por gerenciamento técnico do projeto, garantia da qualidade e embasamento científico característicos da Universidade de São Paulo. Conseguimos reduzir o sedentarismo, o número de quedas, controle de doenças crônicas, melhora da depressão e aumento da autoestima, estimulamos ao exercício de trabalho (voluntário e/ou remunerado) e à participação social.

Conquistamos 2 prêmios nacionais: Talentos da Maturidade – Projetos Inovadores em 2009 e Experiência Exitosa pelo VIII Colegiado Nacional de Coordenadores da Saúde da Pessoa Idosa em 2013. Neste ano, fomos escolhidos como um dos projetos para receber financiamento do Fundo Estadual do Idoso.

Tudo isso a um baixo custo, porém a Prefeitura Regional de Pinheiros este ano restringiu progressivamente os investimentos para o CEDPES. Para 2018 foi disponibilizado menos de 30% do previsto para o funcionamento de um ano e para ser recebido daqui 3 meses, e não há previsão sobre o recebimento do Fundo Estadual do Idoso por pendências jurídicas da prefeitura.

O CEDPES acumulou também problemas estruturais, como por exemplo, banheiro interditado, filtro de água vencido, infiltrações de água, problemas com a calha d´água, pichação no muro, falta de pintura das paredes internas e externas, ausência de internet, falta de mais um funcionário administrativo/recepção e ausência de segurança no período diurno. Solicitamos resolução diversas vezes, mas alguns destes problemas já perduram há mais de 1 ano.

A viabilidade do CEDPES está sob risco se mantidas estas condições apresentadas pela Prefeitura Regional de Pinheiros. As atividades estão suspensas há quase 1 mês. As reuniões com a Prefeitura Regional de Pinheiros, com o Prefeito Regional Paulo Mathias, o Serviço de Geriatria da USP, equipe de oficineiros e frequentadores do CEDPES, foram sucessivamente canceladas nas últimas semanas. A única medida tomada até o momento foi, simplesmente, a troca da coordenadora, que há anos luta muito pelo CEDPES e é prezada por todos da equipe.

São Paulo passa por um rápido processo de envelhecimento populacional e nossos governantes precisam entender que políticas de promoção de saúde de idosos são um investimento e não despesa.

São Paulo, 27 de fevereiro de 2018

Equipe Multidisciplinar do CEDPES

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 2387 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento