Lasanha de berinjela, fonte de nutrientes

Tempo de Leitura: 4 minutos

Que tal fazer e saborear uma boa lasanha de berinjela, um legume rico em nutrientes que ajudam a combater os efeitos malignos do envelhecimento?


Falar da berinjela é sempre muito bom, pois é um alimento muito apreciado no mundo todo por ser saboroso e conter baixas calorias (cerca de 25 kcal por 100g) e por ser fonte de alguns nutrientes. A berinjela é um legume rico em ferro, fósforo, cálcio, potássio, magnésio, proteínas e contém quantidades significativas de vitamina A, B1, B2, B5, C. É famosa por ajudar a prevenir diabetes e alguns tipos de câncer, melhorar o intestino e até ajudar a emagrecer, além de combater o colesterol, porque possui um pigmento chamado antociania, responsável pela coloração escura e capaz de reduzir a oxidação do LDL, prevenindo, também, infecções do trato urinário.

Graças à vitamina B5 e suas fibras, a berinjela também protege a pele e auxilia os processos do sistema nervoso e digestório. Como se não bastasse, ela ainda auxilia na coagulação sanguínea, formação dos ossos e dentes e construção muscular, em razão da presença dos sais minerais mencionados. É rica em betacaroteno, pigmento que previne os efeitos do envelhecimento, melhora a visão noturna e reforça o sistema imunológico. O suco é utilizado em inflamações da pele, reumatismo, gota e artrite…

Várias pessoas gostam de berinjelas não importando seu preparo, mas observamos que as de forno são as favoritas. Mas pode ser consumido de diversas formas: cozido, assado, frito, grelhado, em conserva, recheado e refogado. Assim, resgatamos uma receita de Lasanha de Berinjela, pois além  de ser rica em proteínas e consistência, é muito saborosa.

A berinjela é o fruto da planta Solanum melongena, uma solanaceae arbustiva, anual, originária da Índia, mas que se popularizou por volta do século 13 ao chegar à Europa, graças aos árabes da Península Ibérica. É considerada de fácil cultivo nos trópicos, e pertence à mesma família do pimentão, jiló, tomate e batata.

Foto de arquivo da Sabor&Saber

Vamos à receita?

Ingredientes
– 4 berinjelas (se for tipo japonês melhor tem menos sementes)
– 3 litros de água
– 1 colher de sopa de sal

Modo de preparo
– Corte em fatias de 1cm as berinjelas. Deixe de molho em água e sal por 30 minutos.
– Deixe escorrer e seque com papel toalha.
– Grelhe em frigideira grossa – Reserve

Para o Molho Especial

Foto de arquivo da Sabor&Saber

– 2 colheres de sopa de azeite de oliva
– 1 cebola grande picada
– 3 dentes de alho
– 1 cenoura média
– Sal
– Pimenta e orégano a gosto
– 1 ½ kg de tomates maduros ou 3 latas de tomates pelados. 
– 1 amarrado de ervas
– Opcional salsa, e/ ou manjericão
– 400g de queijo muçarela
– 70g de queijo parmesão ralado grosso
– Azeite para regar.

Modo de preparo
– Coloque em panela grande o azeite, a cebola e o alho para fritar, acrescente os tomates picados e cortados em 4 partes ao meio, o orégano, a pimenta e a cenoura picada em cubinhos, o amarrado de ervas.
– Deixe ferver por 20 min.
– Bater no liquidificador e coar em peneira fina. Se quiser salpique salsa ou manjericão no final e regue com fio de azeite.

Montagem
– Em refratário, que irá servir, coloque em camadas: molho, berinjela grelhada e muçarela, berinjela e molho. Repetir.
– A última camada é de molho e queijo parmesão
– Leve ao forno por 30 minutos.

Sirva quente! Regando azeite de oliva.

Dica para congelar:
Monte em porções que você irá consumir, faça a montagem até a cobertura de queijo parmesão e congele em embalagem melhor de vidro, coloque tampa ou papel filme plástico passado por 2 vezes e escreva o nome e data que fez.  Para descongelar, melhor tirar do freezer 1 dia antes do consumo, deixar na geladeira, aqueça em forno temperatura média baixa até gratinar

Foto destaque de Anna Guerrero no Pexels


envelhecimento

Este curso pauta-se pela necessidade cada vez maior de lidarmos com aspectos ligados ao processo de envelhecimento que nos são caros, quer sejamos profissionais da área da saúde ou leigos. Aqui nos referimos ao corpo do idoso, sua corporeidade, seu “estar físico” no mundo, com tudo o que isto implica – não apenas suas limitações e dificuldades físicas e motoras, mas também e principalmente, suas potencialidades de vida, seu bem-estar, sua qualidade de vida e o que é possível ser feito para a otimização e melhora.

Ana Maria Ruiz Tomazoni

Ana Maria Ruiz Tomazoni

Ana Maria Ruiz Tomazoni - Doutora em Educação (PUC-SP), Mestre em Gerontologia Social (PUC-SP) e Pós-Graduada em Hotelaria e Eventos pelo Senac SP. É fundadora e Diretora Pedagógica da Escola de Gastronomia Sabor & Saber. Atua como docente, educadora alimentar, pesquisadora, escritora e palestrante. É avó de 7 netos e uma eterna aprendiz. E-mail: amrtomazoni@gmail.com. Site: www.saboresabergastronomia.com.br. Facebook Sabor & Saber Gastronomia. Instagram: saboresabergastronomia

anatomazoni escreveu 7 postsVeja todos os posts de anatomazoni