Instrumento avalia qualidade de vida relacionada à saúde do idoso

O Perfil de Qualidade de Vida Relacionada à Saúde de Idosos Independentes (Quasi) é um instrumento para a medição da qualidade de vida relacionada à saúde de idosos que frequentam programas ambulatoriais a partir da adaptação de quatro outros produtos amplamente validados: Short-Form Health Survey, Duke-UNC Health Profile, Sickness Impact Profile e Nottingham Health Profile. A avaliação deste instrumento foi resultado da dissertação de mestrado em Saúde Pública na ENSP, por Maria José Barbosa de Lima, que teve como orientadora a pesquisadora da Escola Margareth Portela e resultou no artigo Elaboração e avaliação da confiabilidade de um instrumento para medição da qualidade de vida relacionada à saúde de idosos independentes, publicado no volume 26, número 8, do Cadernos de Saúde Pública da ENSP.

 

O instrumento Quasi contempla cinco dimensões: percepção de saúde, sintomas, função física, função psicológica e função social, envolvendo 45 diferentes itens. A avaliação da confiabilidade foi realizada a partir de entrevistas de 142 idosos, inscritos em programas ambulatoriais no município do Rio de Janeiro. Entre os itens avaliados foram consideradas a autoclassificação do estado atual de saúde do idoso e sua percepção comparada ao de um ano antes da entrevista, as restrições na mobilidade (subir e descer escadas ou usar o transporte público, por exemplo) ou de movimento corporal; a medição do nível de funcionamento psicológico e bem-estar emocional em idosos, além de sua integração com outras pessoas e participação ativa na sociedade.

“Esse estudo centrou-se na proposição e validação de um instrumento de medição de qualidade de saúde a ser aplicado na avaliação de resultados de programas de assistência a idosos. Nesse sentido, foram considerados: revisão da literatura acerca de perfis de saúde; delineamento dos objetivos de programas ambulatoriais de assistência a idosos e da clientela que frequenta esses programas; construção do instrumento a partir da seleção de dimensões e elementos contemplados em instrumentos já existentes e validados na literatura internacional; e avaliação do instrumento construído no que tange à sua confiabilidade”, explicam as autoras.

Passando da consideração do instrumento nas suas características estruturais para a avaliação da sua confiabilidade, indica-se, de forma geral, um padrão satisfatório para o Quasi, sendo muitos dos itens avaliados como ‘excelentes’, no caso das funções físicas e psicológicas, ou ‘muito boa’, no caso da função psicológica.

“A assistência ao idoso envolve uma demanda expressiva de recursos. Como já sabido, a população idosa consome os serviços de saúde em maior proporção do que as outras faixas etárias. Devido à impossibilidade de o sistema de saúde oferecer cobertura total à saúde dos idosos, com a tendência de crescimento desse segmento populacional, torna-se, certamente, necessário selecionar intervenções que sejam efetivas. Por isso, a necessidade de se conhecer níveis de saúde desse grupo populacional resultantes da aplicação de intervenções. Um fato importante, e essencial, é a atenção que se dá atualmente à qualidade da sobrevida, o que com certeza minimiza a demanda pelos serviços de saúde”, concluíram.

Disponível Aqui

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 2332 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento