Inscrições abertas para Políticas públicas para o envelhecimento em SP: como acessá-las?

CRAS, CREAS, NCI, CCINTER, SASF, ALIMENTAÇÃO DOMICILIAR, CRECI, CENTRO DIA, ILPI e CENTRO DE ACOLHIDA ESPECIAL PARA IDOSOS etc. Onde estão estes serviços? Como acessá-los? Quem pode ter acesso a estas políticas?

 

Instrumentalizar pessoas interessadas em geral com conhecimentos técnicos sobre o acesso a políticas para o envelhecimento na cidade de São Paulo é o principal objetivo do curso que o Espaço Longeviver está ofertando em dois sábados: dias 19/01 e 26/01, das 9 às 13h, carga horária total de 8 horas. Hoje, quem atua com o segmento idoso tem que saber o que a cidade oferece até mesmo para orientar e acessar um serviço em benefício do idoso atendido. O mesmo vale para a família, a vizinhança…

Os serviços disponíveis para a pessoa idosa na cidade de São Paulo têm muitas siglas que a maioria desconhece. Os profissionais da Assistência Social falam delas o tempo todo, mas a sociedade pouco ou nada sabe sobre o que vem a ser CRAS, CREAS, NCI, CCINTER, SASF, ALIMENTAÇÃO DOMICILIAR, CRECI, CENTRO DIA, ILPI e CENTRO DE ACOLHIDA ESPECIAL PARA IDOSOS etc. Onde estão estes serviços? Quem pode ter acesso? Como acessar estes serviços? O que eles têm a ver com as políticas públicas? E nós, o que temos a ver com isso? E o que isso importa para a nossa velhice?

As perguntas são muitas, mas vamos lá, em primeiro lugar uma política pública precisa assegurar direitos para todo cidadão, especialmente os mais fragilizados. O Portal do Envelhecimento recebe todos os dias perguntas a respeito. Nossa Constituição assegura vários direitos que muitas vezes não são respeitados, muitos deles relacionados à nossa velhice. Há quem diga que o Brasil tem belíssimas leis, mas que elas não são executadas, não são efetivas, porque falta vontade política e também porque falta informação e consequentemente maior fiscalização por parte da própria sociedade.

Exemplos? Daremos dois exemplos que são efetivos e que poderiam inclusive ser exportados para países desenvolvidos: a primeira delas é a política contra o tabaco, que desde 2004 proíbe o ato de fumar em lugares públicos e ambientes de trabalho, visando a proteção de não fumantes dos efeitos nocivos da exposição ao fumo passivo. A segunda tem a ver com o mundo dos pets: quem hoje passear com seu cachorro e não recolher as fezes, além de ser super malvisto pelos demais cidadãos, poderá pagar uma multa. A prática de levar dentro da bolsa uma sacola para retirar as fezes dos seus animais e jogá-las na lixeira já está instituída em grandes cidades, como Rio, São Paulo e Curitiba, onde já existem leis em vigor, que visam garantir aos pedestres mais condições de usar o passeio público sem o incômodo de se deparar com fezes de animais.

Ora, tais políticas hoje estão tão inseridas em nosso cotidiano que todos cobramos do outo sua efetividade. Mas você deve estar se perguntando o que isso tem a ver com a proposta do curso que o Espaço Longeviver está ofertando. Pois bem, o Estatuto do Idoso, que tem praticamente a mesma “idade” da lei antifumo, não tem nem a metade de sua efetividade. Poucos são aqueles, inclusive idosos, que conhecem o que nele está escrito. Por acaso você conhece quais são os direitos dos idosos garantidos na Constituição, no Estatuto do Idoso?

Se eu não conheço meus direitos, não tenho como “brigar” por uma política, muito menos acessá-la. A informação é essencial para que uma política seja conhecida, cobrada e acessada!

Esses dois exemplos explicam o que são políticas públicas, que podem ser conjuntos de programas, ações, atividades, que o poder público desenvolve de forma direta ou indireta.

Envelhecimento e políticas públicas em São Paulo

Você conhece quais políticas públicas existem na sua cidade? E quais delas estão dirigidas ao segmento de pessoas acima de 60 anos?

Em São Paulo, dentre as políticas públicas setoriais, a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social é a que apresenta mais articulação com a rede de atendimento público municipal e estadual, abrangendo a rede socioassistencial em todos os aspectos. A divulgação da ação ainda é pequena e o trâmite administrativo torna-se complexo. Daí a importância de se instrumentalizar com dados e conhecimento teóricos sobre vários serviços disponíveis para a pessoa idosa na cidade de São Paulo.

Por isso o principal objetivo do curso a ser ministrado por Rita de Cássia Monteiro de Lima Siqueira Lima é instrumentalizar com conhecimentos técnicos sobre o acesso a políticas para o envelhecimento na cidade de São Paulo. O curso será ofertado no Espaço Longeviver em dois sábados no período da manhã: dias 19/01 e 26/01, das 9 às 13h, carga horária total de 8 horas.

Rita de Cássia Monteiro de Lima Siqueira Lima é Especialista em Gestão Pública em Assistência Social  e atua na Secretaria de Assistência Social desde 1981. Atualmente está no Gabinete da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social – SMADS SP, como referência na Proteção Básica no segmento pessoa idosa. Ela idealizou, normatizou e implantou o Núcleo de Convivência de Idosos (NCI) na cidade. Normatizou e implantou o Centro de Convivência Intergeracional (CCINTER). Ela monitora e alimenta o plano de metas da cidade de São Paulo referente a Proteção Social Básica.

O curso é dirigido a profissionais graduados e público em geral, além de estudantes, interessados no tema política pública voltada à Assistência Social e áreas afins.

Serviço
Curso “Políticas públicas para o envelhecimento na cidade de São Paulo: como acessá-las?”
Dias:  19/01 e 26/01, das 9 às 13h (sábados)
Docente: Rita de Cássia Monteiro de Lima Siqueira Lima
Investimento: R$ 325,00
Vagas limitadas
Inscrições abertas em: https://edicoes.portaldoenvelhecimento.com.br/livros/politicas-publicas-para-o-envelhecimento-na-cidade-de-sao-paulo-como-acessa-las/
Maiores informações: cursos@portaldoenvelhecimento.com.br

 

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 2531 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento