A importância da avaliação do contexto no processo de envelhecer

Matriculei-me no curso de Gerontologia buscando inicialmente apenas entrar em contato com um ambiente que me proporcionasse maior conhecimento sobre o idoso e o envelhecer.

Solange Alves *

 

Acredito que o precursor dessa vontade de aprender e trabalhar com idosos foi o meu trabalho de conclusão de curso sobre Qualidade de Vida em cuidadores de idosos com Alzheimer, durante a elaboração desse trabalho me questionava: O que estamos fazendo para enfrentar esse constante aumento populacional? Será que estamos preparados para sermos idosos? Temos profissionais qualificados para entender e lidar com o velho e com a velhice?

Nesse primeiro contato com o curso, os alunos e professores, me vi com um sentimento de pertença muito forte, pois percebi o quanto meus questionamentos estão inseridos no contexto social do envelhecer.

Percebi o quanto preciso aprender sobre algo que sempre vivi, envelhecer a cada dia, e quanto o nosso presente interfere diretamente no nosso futuro, todas as ações que tomo hoje terão interferência no meu envelhecer.

Nesse tempo de curso percebi a importância da equipe multi e interdisciplinar não apenas no cuidado com o idoso, mas também no momento de criarmos estratégias sociais para lidarmos com o envelhecer no contexto social.

Aprendi sobre o corpo e a saúde do idoso, sobre doenças que podem surgir no processo de envelhecer, sobre testes que nos ajudam a avaliar o surgimento ou a progressão de uma demência no idoso.

Consigo entender melhor não apenas a definição do conceito de velhice, mas também o porquê dessa definição ,visualizo hoje várias formas de envelhecer e como nosso corpo e nossa mente responde a elas.

Percebi que para estar na Gerontologia, preciso querer aprender, mas, isso não basta, essa área nos solicita muito mais, ela tem como necessidade dividirmos questionamentos e aprendizados.

Enfim, percebo que estou aprendendo mais e mais a cada dia e que um dos maiores aprendizados foi o poder me questionar sempre, aprender a cada questionamento e me permitir dividir com todos os que estiverem interessados a aprender se questionando.

* Solange Alves Silva Feitosa é psicóloga clínica e organizacional. Atu como psicóloga clínica e realiza orientação vocacional individualmente e em grupo com jovens e adultos. Cursa Especialização em Gerontologia – Módulo I, do VCOGEAE/PUC-SP campus Ipiranga. O relato foi feito na Disciplina: Modalidade de atenção à saúde do idoso: uma visão interprofissional, com o professor: Rogério de Oliveira. E-mail: psicologa.solange.alves@gmail.com

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 2586 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento