Grupo Comolatti doa espaço e chá no Terraço Itália para Casa Simeão

Tempo de Leitura: 3 minutos

Mantida pela Associação Reciclázaro, a Casa Simeão, é um centro de acolhida especial com capacidade para atender 180 idosos do sexo masculino, em situação de rua e vulnerabilidade social e que tem como objetivo, preparar os idosos para a autonomia pessoal e social.

Alessandra Anselmi

 

O evento, criado por iniciativa do Grupo Comolatti que há mais de 30 anos já beneficiou cerca de 400 instituições, através da doação do espaço e do chá no Terraço Itália – um dos cartões postais da cidade, teve um total de 150 convites vendidos e lotou a Sala Panorama, com uma das vistas mais esplêndidas da metrópole.

Antes do início do Chá, o Padre José Carlos Spinola (foto) falou da importância de eventos como esses para a sustentação dos projetos que a Reciclázaro desenvolve em toda a cidade de São Paulo. A Associação tem mais de uma década de atuação apoiando a populações em situação de risco social. São mais de 900 pessoas que passam diariamente pelas unidades da Reciclázaro, espalhadas em vários pontos da cidade, como Butantã, Belém, Lapa.

Ao total, são nove projetos mantidos pela Associação que passa também, em parceria com o OLHE – Observatório da Longevidade Humana e Envelhecimento, a oferecer o curso de cuidador de idosos. Ingrid Mazeto (na foto, ao lado do padre), presidente do OLHE e coordenadora geral do Programa Cuidar é Viver, do qual o curso faz parte, disse que este Programa foi idealizado pelo OLHE em conjunto com a Support – empresa do Grupo Danone -, um programa de apoio e formação para cuidadores de idosos. Até o momento já foram capacitadois 160 cuidadores e atualmente estão sendo capacitados mais 80 cuidadores, todos na Instituição SBA – Sociedade Beneficente Alemã.

O Padre José Carlos Spinola disse que “Por conta do aumento do envelhecimento da população, a procura pelo curso de cuidador de idosos tem se intensificado muito, é uma solicitação muito frequente das pessoas da minha comunidade e também fora dela e, a intenção de formar esta parceria com o OLHE, foi a de poder capacitar adequadamente as pessoas para oferecerem um tratamento digno aos idosos. Acredito que essa parceria com o Observatório da Longevidade vai trazer inúmeros resultados, porque o OLHE tem um olhar diferenciado nesse aspecto do cuidado”. O que foi confirmado por dona Nair Payoli e Maria José Furlan (na foto ao lado do padre), voluntárias na Associação Reciclázaro.

Após os agradecimentos a todos pela presença no evento e a oportunidade de colaborar com projetos significativos para a população, o Padre José Carlos Spinola fez uma oração e deu início então, ao evento.

Para dona Nair do Santos Salvador Morante (foto), 67 anos de idade, voluntária há 14 anos no CVV e há 22 anos, na Santa Casa, “Eventos como esses sempre me emocionam, me faz lembrar das minhas próprias motivações de quando eu comecei a trabalhar como voluntária. Trabalho há mais de 30 anos em duas instituições e sei o quanto o nosso trabalho é difícil, mas também é ao mesmo tempo, fonte de imensas conquistas, aprendizado e alegrias.”

Foi uma tarde enfim, de muita diversão, descontração e união.

Quem disse que as segundas feiras não podem ser divertidas, fazendo doações e apreciando uma das vistas mais deslumbrantes de São Paulo?

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3746 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento