Grávidas, idosos e pessoas com deficiência passam a ter prioridade em Portugal

Restaurantes, supermercados, lojas ou qualquer entidade de atendimento público ou privado passa a estar obrigada por lei a dar atendimento prioritário às pessoas com deficiência ou incapacidade, pessoas idosas, grávidas e pessoas acompanhadas de crianças de colo.

Ricardo Shimosakai *

 

gravidas-idosos-e-pessoas-com-deficiencia-passam-a-ter-prioridade-em-portugalNova lei entrará em vigor dentro de quatro meses e não obriga a sinalética. Grávidas, idosos e pessoas com deficiência têm sempre prioridade.Nova lei entrará em vigor dentro de quatro meses e não obriga a sinalética. Grávidas, idosos e pessoas com deficiência têm sempre prioridade.

Restaurantes, supermercados, lojas ou qualquer entidade de atendimento público ou privado passa a estar obrigada por lei a dar atendimento prioritário às pessoas com deficiência ou incapacidade, pessoas idosas, grávidas e pessoas acompanhadas de crianças de colo.

O novo decreto-lei, aprovado em Conselho de Ministros esta quinta-feira, deverá entrar em vigor quatro meses depois da sua publicação em Diário da República. A partir de então, quem não cumprir, será alvo de processo contraordenacional que pode levar à aplicação de multas até 2000 euros.

Os estabelecimentos, sejam públicos ou privados, singulares ou colectivas, não são obrigados a colocar sinalética a avisar quem tem atendimento prioritário, mas todos têm que cumprir a lei.

“Esta legislação seria desnecessária se conseguíssemos aplicar no nosso dia-a-dia uma coisa simples que se chama bom senso”, afirmou a secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes.

* Ricardo Shimosakai é responsável pelo blog Turismo Adaptado. Matéria reproduzida do Expresso. Acesse Aqui 

 

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 2612 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento