Espaço Longeviver, portas abertas para a vida!

Atividades artísticas permitiram o encontro e troca de saberes entre gerações no evento Portas Abertas promovido pelo Portal do Envelhecimento/Espaço Longeviver. Evento que permitiu tecer e alimentar afetos.


Foi exatamente no dia 01 de junho de 2019, ao final da Oficina Práticas Culturais para Idosos: como e quais propor, coordenada por Celina Azevedo e Rosângela Barbalacco, que o evento Portas Abertas foi gerado no Espaço Longeviver. A ideia era abrir literalmente o Espaço para atividades artísticas que envolvessem diversas gerações, como acontece em quase todas as atividades que propomos.

A mentoria foi de Celina Azevedo, sua experiência e saber foi fundamental para a realização e qualidade do evento. Dhara Lucena assumiu a curadoria e Carol Lucena a gestão e divulgação. Combinação intergeracional perfeita.

E não é que seis meses depois chega o dia, 07 de dezembro. Convite geral, sem inscrição, afinal estamos falando de abrir as portas. Convites enviados para quem já passou pelo Espaço, espalhado nas redes sociais do Portal do Envelhecimento e de amigos. Mas nessa época do ano, muito difícil as pessoas terem tempo para alimentar relações, a não ser aquelas de confraternizações do mundo do trabalho e de amigos. Era uma incógnita, e a pergunta antes de sair de casa era, será que vai alguém?

A resposta está contida nas imagens abaixo, imagens que narram o que foi nosso encontro, nossa festa, nosso sentido de vida. Elas falam por si e contam um pouco o que foi nosso Portas Abertas, que recebeu gente de Manaus, de Belo Horizonte, de Campinas, de São Sebastião, de todas as regiões de São Paulo.

Agradecimento especial aos que promoveram as artes do dia e consequentemente permitiram o encontro de gerações: à Vera Brandão pela arte da palavra e do encontro presencial de experiências e saberes; ao escultor e ceramista Luciano Almeida, que esculpiu um rosto durante todo o evento e envelheceu a metade dele; a Midria da Silva Pereira, do Slam USPerifa, e seus convidados, que deram a conhecer o que é um Slam (batalha de poesia), suas regras e dinâmica, com poesias de resistência e muita potência, uma pequena amostra do que esta jovem geração promete; à Banda Rosa Camaleão, composta só de meninas, e que  nos encantou com suas vozes; à Claudia Soares de Oliveira que apresentou histórias bordadas do grupo Teia de Aranha; e à Cristiane Pomeranz e Dhara Lucena que promoveram a roda de conversa a respeito da exposição Retratos da Velhice com autoretratos das senhoras com demência que participam do Faça Memórias do Mube, entre elas as queridas Icléia e Elvira.

Não poderia deixar de agradecer ao saboroso café de Garça e Região, o Bella Donna Café, produzido por mulheres especiais do Brasil, como Ana Cristina Satiro, que afetuosamente o encaminhou direto de sua fazenda para o Espaço Longeviver. Agradecer também ao Wilson, parceiro de Celina, que apoiou com o barro e com a impressão das camisetas usadas por Dhara, Carol e Mário.

E, claro, não poderia deixar de agradecer ao parceiro de toda a vida, Mário, e às filhotas Carol e Dhara Lucena que embarcaram nesse “trem do longeviver” e que estão fazendo acontecer a vida, dando sentido à minha existência e de muitas outras velhices espalhadas por aí.

Finalmente, agradecer a presença de todos que por ali estiveram física e virtualmente. Presenças que dão esperança e que alimentam relações, afinal, como nos lembra o escritor e poeta João Cabral de Melo Neto em Tecendo a manhã, “um galo sozinho não tece uma manhã, ele precisará sempre de outros galos”.

Obrigada pelos afetos nestes afazeres do longeviver!

Beltrina Côrte

Beltrina Côrte

Jornalista, Especialização e Mestrado em Planejamento e Administração do Desenvolvimento Regional, Doutorado e Pós.doc em Ciências da Comunicação pela USP. É docente da PUC-SP. Coordena o grupo de pesquisa Longevidade, Envelhecimento e Comunicação. CEO do Portal do Envelhecimento, Portal Edições e Espaço Longeviver. Integrou o banco de avaliadores do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – Basis/Inep/MEC até 2018. Integra a Rede Iberoamericana de Psicogerontologia (Redip) e a Red Iberoamericana Interdisciplinar de Investigación en Envejecimiento y Sociedad (RIIIES). E-mail: beltrinac@gmail.com

beltrinacorte escreveu 46 postsVeja todos os posts de beltrinacorte