Envelhecer bem é tema de encontros da USP 60+

Tempo de Leitura: 3 minutos

Criado em 1994, o programa USP 60+, que a cada semestre disponibiliza milhares de vagas gratuitas em cursos e atividades na USP, fará ainda este ano dois encontros online: Café 60+ e Envelhecer – uma percepção positiva.

Elcio Silva (*)


A USP realiza nos meses de novembro e dezembro mais dois encontros da série Café USP 60+. A iniciativa on-line reúne profissionais de diversas áreas para uma conversa descontraída com o coordenador do programa USP 60+, o médico Egidio Dórea. As lives são realizadas gratuitamente e disponibilizadas com legenda no canal do YouTube do programa. A ação surgiu da necessidade de discutir temas ligados ao envelhecimento com embasamento em diversas especialidades. Para isso, Dórea conversa com convidados sobre áreas variadas, sejam temas culturais, políticos, sociais ou econômicos.

A primeira edição do projeto foi realizada com o escritor Vinícius Neves Mariano, vencedor na categoria romance do Prêmio Male de Literatura em 2019 pela obra Velhos demais para morrer. Na trama, a construção de valores anti-idade são colocados a todo custo para a sociedade. O vídeo com o bate-papo pode ser conferido na íntegra no canal do YouTube do USP 60+.

Em 9 de novembro, às 19h, a iniciativa traz o tema Qualidade de Vida e convida Ana Cristina Limongi-França, professora titular sênior da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da USP. A docente é psicóloga, membra fundadora da Associação Brasileira de Qualidade de Vida e autora dos livros Qualidade de Vida no Trabalho; Práticas de Recursos Humanos: Conceitos, ferramentas e procedimentos; Stress & Trabalho: Uma abordagem psicossomática, entre outros.

No dia 7 dezembro, às 19h, o convidado é o professor Flávio Ferrari, que versará sobre Envelhecer – uma percepção positiva. Ferrari é diretor de inovação e estratégia comercial na CNN Brasil. Engenheiro, especializado em marketing e pós-graduando em filosofia e autoconhecimento, foi CEO do Kantar/Ibope e diretor geral (MD) da Ipsos Connect e GfK. É co-autor do livro “Acumen – The Future Castles` Stones” (2020), entre outros relacionados a marketing, comunicação e pesquisa. Autor do blog Descolapso e colaborador do canal Manual do Tempo no YouTube.

Para Egidio Dórea, discutir esses temas é necessário para entender muitas questões inerentes ao envelhecimento. “A importância do Café USP 60+ é poder discutir com especialistas temas relevantes para todas as pessoas que se interessem pela longevidade, não somente os idosos”.

Segundo o coordenador, é preciso estar preparado para uma vida mais longa. “Discutir assuntos relacionados aos impactos sociais e econômicos dessa revolução da longevidade é uma das principais preocupações para quem quer se preparar para esse curso de vida mais extenso que os avanços médicos, sociais e tecnológicos nos propiciaram”, completa Dórea.

Criado pela professora Ecléa Bosi em 1994, o programa USP 60+, que completou 27 anos de atividades ininterruptas, é uma iniciativa da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da USP. A cada semestre disponibiliza milhares de vagas gratuitas em cursos e atividades na USP. Para saber mais acesse o site extensao.usp.br/usp60/.

Serviço Café 60+

Qualidade de Vida
Quando: 9 de novembro, terça-feira, 19h
Convidado: Professora Ana Cristina Limongi-França, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da USP
Quanto: Grátis

Envelhecer – uma percepção positiva
Quando: 7 de dezembro, terça-feira, 19h
Convidado: Flávio Ferrari, CNN Brasil
Quanto: Grátis

Mais informações em: extensao.usp.br/usp60/

As lives são realizadas online no canal do Youtube do programa USP 60+. Elas contam com legenda e os vídeos ficam disponibilizados posteriormente na plataforma:

YouTube: https://bit.ly/programaUSP60

(*) Elcio Silva – Texto e foto. Assessoria de imprensa da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da USP.


Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3824 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento