Ensinar a lembrar

Tempo de Leitura: 2 minutos

Esquecer nome de pessoas é normal? Não se lembrar de dar um recado é comum? E repetir várias vezes o mesmo assunto? Essas e outras queixas sempre trazem muitas dúvidas na distinção do que é normal e do que é representativo de uma doença.

 

 

ensinar-a-lembrarCom certeza, distinguir não é uma tarefa fácil.

É o que apontam os autores do livro “Ensinar a lembrar”, de Gislaine Gil e Alexandre Leopold Busse, editado pela Casa Leitura Médica. Trata-se de um guia, escrito para ajudar a reconhecer, por meio de uma testagem rápida, pessoas que supostamente possam ter queixas de memória patológica.

Segundo os autores, o guia ajudará a criar estratégias cognitivas para contornar ou minimizar os problemas de memória decorrentes de várias doenças ou mesmo devido ao envelhecimento normal.

A obra assinala que cuidar de quem cuida também faz parte do sucesso na melhora da qualidade de vida da pessoa com problemas de memória. Muitas enfrentam ansiedade e angústia em relação ao futuro, ou pela vigilância que devem manter sobre a pessoa com comprometimento. Logo, mudanças comportamentais serão sugeridas para o cuidador saber o que fazer em situações em que a pessoa que está sendo cuidada repete várias vezes a mesma pergunta ou resposta. O cuidador será levado a preencher uma breve escala para verificar se seu estresse é patológico e receberá informações sobre como melhorar sua qualidade de vida.

Não foram deixados de lado na obra temas como doença de Alzheimer e o estágio que a precede, que é o comprometimento cognitivo leve. Foram abordados exames para diagnóstico, tratamento e dúvidas se a pessoa com Alzheimer pode dirigir. Ao final, o guia traz uma visão otimista nos estudos de neuroplasticidade, que é a matéria-prima atual das neurociências, para a criação de novas estratégias no tratamento de pessoa com dificuldade de memória.

Autores

Gislaine Gil é neuropsicólogapelo Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (IPq-HC-FMUSP), titulo de especialista em Neuropsicologia pelo Conselho Regional de Psicologia (CRP), integrante da equipe do check-up da Maturidade do Fleury e do Instituto de Geriatria do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, mestranda em Gerontologia Social pelo Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). É autora do livro “Memória: tudo que você gostaria de saber, mas esqueceu de perguntar” e idealizadora e coordenadora do Vigilantes da Memória (Disponível Aqui).

Alexandre Leopold Busse, doutorado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Geriatra do Serviço de Gerontologia do Hospital Sírio-Libanês. Médico Assistente do Serviço de Geriatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Pesquisador do Ambulatório de Memória do Idoso do Serviço de Geriatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Titulo de Especialista em Geriatria e em Gerontologia pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Diretor Clínico da Clínica Cuidar de Você (Disponível Aqui).

Maiores informações podem ser obtidas com Gislaine Gil pelo e-mail: [email protected]

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3746 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento