Despedida após negar-se a tingir o cabelo

Tempo de Leitura: 2 minutos

Houston (EUA) – Sandra Rawline, de 52 anos, de cabelos grisalhos, foi despedida da imobiliária em que trabalhava após negar-se a tingir o cabelo para parecer mais jovem, conforme sugeriu sua chefe. Sandra, que começou sua carreira no setor imobiliário como recepcionista, gerenciava a empresa Capital Title desde 2003 e garantiu que antes de ser despedida jamais havia recebido queixa por seu trabalho.

 

 

Ao contrário. Foi premiada como ‘empregada do ano’ em 2004 e 2005.

Seu trabalho consistia em fechar transações imobiliárias, o que exige negociação e coordenação entre compradores, vendedores, financiadores, companhias de seguros e corretores de imóveis.

Esse fato ocorreu em Houston em agosto de 2009, mas foi recentemente que Sandra Rawline entrou com uma denúncia de discriminação e retaliação por parte da imobiliária Capital Title, na corte federal em Houston, conforme notícia divulgada pelo jornal Houston Chronicle, no início deste mês.

Sandra disse ainda que sua ex-chefe sugeriu a ela que se vestisse com roupas mais jovens, usasse jóias e se ofereceu para tingir o cabelo da funcionária. A chefe ainda argumentou que, com a mudança da empresa para um local mais central na cidade, os empregados deveriam cultivar uma imagem “mais exclusiva”.

Sandra negou-se a tingir o cabelo por considerar que ele formava parte de sua personalidade já que há mais de 20 anos ela os usava assim. Uma semana depois, porém, estava despedida e, em seu lugar, a chefe “compreensiva” colocou uma outra mulher, dez anos mais jovem.

“Eu não acho que ninguém deve ser constrangido ou humilhado por envelhecer”, disse Robert “Bigs” Dowdy, o advogado que representa Rawline.

Fonte: Extraído do Houston Chronicle, July 7, 2011. Texto de L.M. Sixel e Foto de Patrick T. Fallon. Disponível Aqui

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3184 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento