Cientistas descobrem proteína que leva a perda de cabelos

Tempo de Leitura: 2 minutos

Quem já não se queixou da queda dos cabelos? Quando os fios começam a cair ou a afinar, homens e mulheres se desesperam em busca de cremes, loções, algo que faça interromper esse processo que começa lento, silenciosamente e quando se vê já existem enormes vazios no couro cabeludo.


Mas, talvez possamos nos animar. Um estudo, publicado na revista especializada Science Translational Medicine, indica uma possibilidade de tratamento que levaria a um creme para tratar a calvície. Em análises com homens calvos e ratos de laboratório, os cientistas americanos descobriram uma proteína que leva à perda de cabelos. Os pesquisadores afirmam que drogas que seguem esse caminho já estão em desenvolvimento.

Causa

Como é de conhecimento geral, a maioria dos homens começa a perder os cabelos na meia-idade. Até os 70 anos, 80% dos homens enfrentam alguma perda de cabelo.

Muitos são os fatores envolvidos nesse processo. Podemos destacar principalmente, o hormônio sexual masculino testosterona e os fatores genéticos. Os pesquisadores afirmam que tais fatores provocam a diminuição dos folículos capilares, até que eles se tornem tão pequenos que parecem invisíveis, levando à aparência da calvície.

No estudo realizado pela Universidade da Pensilvânia, os pesquisadores analisaram quais genes são ativados quando os homens começam a perder os cabelos.

Descoberta

Eles verificaram que os níveis de uma proteína-chave chamada prostaglandina D sintetase são elevados nas células dos folículos capilares localizados em áreas calvas do couro cabeludo.

Testes clínicos

Camundongos criados para ter níveis altos da proteína ficaram completamente calvos. Cabelos humanos transplantados também pararam de crescer ao receber a proteína.

A inibição do crescimento do cabelo seria ativada quando a proteína se liga a um receptor nas células dos folículos capilares.

O dermatologista George Cotsarellis, coordenador do estudo, explica: “Essencialmente, mostramos que a proteína prostaglandina era elevada no couro cabeludo calvo dos homens e que ela inibia o crescimento capilar. Então identificamos um alvo para o tratamento da calvície masculina. “O próximo passo será procurar compostos que afetam esse receptor e também descobrir se bloquear esse receptor poderia reverter a calvície ou somente preveni-la. Esta é uma questão que poderá levar um tempo para ser respondida”.

Segundo ele, várias drogas que seguem essa pista já foram identificadas e algumas já estão na fase de testes clínicos.

Resta uma pergunta: a calvície feminina segue os mesmos princípios? As mulheres serão, também, beneficiadas com um possível tratamento ou prevenção? Bem, esperemos que sim!!! Acompanhemos o desenrolar das pesquisas.

Referências

BRIGGS, H. (2012). Pesquisa identifica pista para droga para reverter calvície. Disponível Aqui. Acesso em 17/03/2012.

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3793 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento