Centro-dia do idoso fragilizado. Um processo em construção

Esperamos que as pessoas possam ter uma ideia de como funciona o nosso Centro Dia. A nossa experiência, o conhecimento adquirido, estamos disponibilizando como forma de agradecimento à todos que tenham interesses sobre o estudo do envelhecimento e que possam fazer alguma coisa pelos idosos, no nosso caso fragilizados.

Associação dos Familiares e Amigos dos Idosos – AFAI

 

centro-dia-do-idoso-fragilizado-um-processo-em-construcaoNão estamos dizendo faça assim, estamos dizendo que é assim que nós fazemos, se quiserem usar o exemplo; acender ideias…

Centro-dia é um programa de atenção às pessoas idosas, que por suas carências familiares e funcionais, não podem ser atendidas em seus próprios domicílios ou por serviços comunitários; o CDI proporciona o atendimento das necessidades básicas, mantém o idoso junto à família, reforça o aspecto de segurança, autonomia, bem-estar e a própria socialização do idoso.

Caracteriza-se por ser um espaço para atender idosos que possuem limitações para a realização das Atividades Básicas de Vida Diária (ABVD), que convivem com suas famílias, porém, os familiares não dispõem de tempo integral para ficarem no domicílio junto com o idoso. Pode funcionar em espaço especificamente construído para esse fim, em espaço adaptado ou junto a um programa de um Centro de Convivência desde que este disponha de pessoal qualificado para o atendimento adequado.

Como tudo começou

Para a implantação de qualquer projeto precisa-se saber: Como o mesmo se manterá financeiramente? Quais os custos e recursos1? Quem mantem e como?

Neste tipo de equipamento apresentado, familiares de idosos fragilizados encontraram uma alternativa para cuidarem de seus idosos em período diurno, idosos que nesta etapa de seu envelhecimento, 85 anos em média, estão com doenças degenerativas, as quais não permitem aos idosos , que façam sozinhos as suas atividades básicas de vida diária.

Consequentemente os familiares cuidadores por necessitarem continuar suas vidas, realizando seus trabalhos e sociabilização, procuraram alternativas de serviços públicos diurnos de cuidados ao idoso fragilizado, os quais não existem.

Os familiares resolveram associar-se em torno de um problema comum e mobilizaram-se no intuito de mostrar à todos, sociedade e poder público, que é possível a sociedade civil criar um equipamento, que atenda de direito à uma parcela da população envelhecida, demonstrando, através de uma associação familiar, que é possível cuidar de idosos fragilizados, oferecendo alternativas de cuidados, que não seja o de asilamento.

Neste tipo de equipamento apresentado, os familiares dos idosos do Centro Dia do Idoso Fragilizado são os principais mantenedores, contribuindo financeiramente com custos e recursos planejados através de mensalidades pré-estabelecidas, prestando serviços gratuitos voluntários, fazendo captação de recursos junto a terceiros, auxiliando no que for possível nas necessidades do CDI.

Os familiares, para poderem estar dentro de uma situação legal, constituíram uma empresa privada sem fins lucrativos com o nome AFAI – Associação dos Familiares e Amigos dos Idosos, para prestarem serviços de assistência e cuidados no período diurno, das 7h00 as 18h00 de segunda à sexta-feira. O Idoso fica com a família durante a noite e aos sábados e domingos.

O Centro Dia do Idoso tem uma capacidade física para abrigar 15 idosos em média por dia. O cadastro de frequentadores é de 20 idosos. Nem todos comparecem todos os dias, podendo o idoso vir de 2 a 5 dias por semana. O foco é na área social e um olhar orientativo de saúde para a família e seu idoso.

A modalidade Centro-Dia é um serviço de proteção social, que oferece atendimento multiprofissional ao idoso, desenvolvendo promoção e proteção à saúde, assim como, incentivando a socialização de seus frequentadores. O Centro-Dia é destinado à permanência diurna de idosos com dependência parcial nas atividades básicas de vida diária e que necessitam de assistência multiprofissional (Franciulli, 2007).

Dessa forma esta modalidade de prestação de serviço é um exemplo inovador e de excelência de atenção ao idoso fragilizado e a sua família.

Saiba mais lendo o documento na íntegra: Aqui

 

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 2500 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento