Casa do Ancião conquista mais qualidade de vida para os idosos

Porto Velho – A Secretaria Estadual de Assistência Social (SEAS) iniciou um programa de revitalização e humanização do atendimento na Casa do Ancião São Vicente de Paula, em Porto Velho.

 

A Casa é um instituto estadual de longa permanência, vinculada à SEAS, para abrigar os idosos a partir dos 60 anos que passam por abandono ou maus-tratos. Atualmente acolhe 28 internos, 23 homens e cinco mulheres.

De acordo com a titular da SEAS, Cláudia Moura, ao assumir a secretaria no início de janeiro recebeu a Casa do Ancião com problemas, especialmente de ordem administrativa, além de escassez de recursos humanos qualificados nas áreas de saúde e de assistência e um quadro reduzido de cuidadores, aquém do que é estabelecido na Resolução Federal 283/2005 que define normas de funcionamento para instituições de Longa Permanência para Idosos.

Um exemplo claro acontecia no período noturno e fins de semana, quando não havia nenhum cuidador de plantão”, informou a secretária.

Segundo Cláudia, providências de curto prazo já foram tomadas, entre elas a exoneração de funcionários comissionados e o afastamento de alguns servidores de carreira sem qualificação ou habilidade para o cargo e contratação de mais cuidadores em cumprimento à legislação pertinente, além de uma psicóloga para o acompanhamento periódico aos idosos.

“Hoje a Casa já disponibiliza cuidadores 24 horas, inclusive aos sábados e domingos e foram realizadas rigorosas mudanças no quadro funcional, em especial no setor de alimentação e saúde”, afirma a secretária.

A diretora da Casa, Daniela Braga, no cargo desde 12 de janeiro, comemora os primeiros resultados. “Com o apoio da nossa secretária e da nossa gerência conseguimos apresentar em apenas um mês uma organização satisfatória, ao ponto de recebermos elogios quando da visita da Promotoria do Idoso a este Instituto”, frisa Daniela.

Segundo Cláudia Moura o grande objetivo da SEAS é melhorar a qualidade de vida dos idosos abrigados. “Queremos uma casa mais cheia de vida, mais alegre e agradável, aberta à participação da comunidade”, acrescenta.

Um programa que incluirá parceiros da sociedade civil começará a ser colocado em prática com o intuito de revitalizar o ambiente e contará com a participação das pessoas que queiram colaborar para a alegria dos idosos.

Fonte: Rondonoticias.com.br, 04/02/11. Disponível Aqui

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 2454 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento