Carta Aberta à população brasileira sobre a necessidade de Cuidados Paliativos

Tempo de Leitura: 3 minutos

Produzida coletivamente durante o I Encontro Brasileiro de Serviços de Cuidados Paliativos na cidade de São Paulo, espera-se que a Carta chegue às mãos de todos os profissionais interessados na área, bem como das pessoas e entidades gestoras da saúde no Brasil, a fim de se fomentar a evolução dos Cuidados Paliativos em nosso país.

Coletivo Cuidados Paliativos *

 

Os participantes do I Encontro Brasileiro de Serviços de Cuidados Paliativos, da III Jornada de Cuidados Paliativos e do V Ciclo de Cinema e Reflexão “Aprender a Viver, Aprender a Morrer”, realizados na Cinemateca Brasileira em São Paulo/SP entre 3 e 7 de setembro de 2012 pelo Saber MAIS/Hospital Premier, com os apoios da Academia Nacional de Cuidados Paliativos, Faculdade de Medicina de Itajubá, Instituto Paliar, Oboré Projetos Especiais em Comunicações e Artes, Cinemateca Brasileira e Câmara Municipal de São Paulo, trazem a público a

Carta Aberta à População Brasileira sobre a Necessidade de Cuidados Paliativos.

A Organização Mundial de Saúde define que Cuidado Paliativo é uma abordagem que promove a qualidade de vida de pacientes e seus familiares, que enfrentam doenças que ameaçam a continuidade da vida, através da prevenção e alívio do sofrimento. Requer a identificação precoce, avaliação e tratamento da dor e outros problemas de natureza física, psicossocial e espiritual.

Considerando

Que a qualidade de morte no Brasil foi classificada entre as piores do mundo (38º lugar dentre 40 países) pela The Economist Intelligence Unit em 2010;

Que é sabido que as pessoas necessitam de atenção adequada ao final da vida e no curso de doenças crônicas, progressivas e limitadoras da vida, para garantir conforto e qualidade de vida, respeitando suas individualidades e dignidade;

Que os serviços de Cuidados Paliativos existentes no Brasil são insuficientes para atender as necessidades da população brasileira;

Que a expectativa de vida da população brasileira vem aumentando e, com isso, favorecendo um maior número de doenças crônicas, progressivas e limitadoras da vida;

Que nos casos de doença incurável e pacientes em fase final de vida, muitos tratamentos oferecidos não trazem melhoria e agravam o sofrimento de pacientes e familiares;

Que Cuidado Paliativo é o tratamento adequado a todas as pessoas e seus familiares, desde o diagnóstico até o período do luto, no contexto de sofrimento causado por doenças que ameacem a continuidade da vida;

Que o Cuidado Paliativo está indicado em conjunto com os tratamentos que busquem a cura da doença;

Que o Cuidado Paliativo é realizado em equipe com vários profissionais, e inclui conhecimentos nas áreas de saúde, sociais e humanas;

Que conselhos profissionais, órgãos legisladores e outras entidades oficiais recomendam o Cuidado Paliativo no Brasil, e que estes temas estão emergindo na mídia e na sociedade, mas ainda não há uma política pública nacional de CP.

O coletivo dos profissionais, serviços, e entidades envolvidas com os princípios, pressupostos e práticas dos cuidados paliativos elaborou o presente documento propondo:

1. Contribuir para a consolidação de uma política pública de Cuidados Paliativos;

2. Contribuir para o estabelecimento de uma rede integrada, incluindo uma linha de cuidados no domicílio, ambulatórios (atenção básica) e leitos diferenciados (atenção secundária e terciária), para proporcionar assistência integral às pessoas com necessidades de cuidados paliativos;

3. Contribuir para gerar mecanismos de acesso a medicamentos, materiais e serviços;

4. Contribuir para a adaptação dos currículos de graduação e pós-graduação incluindo conteúdo específico de cuidados paliativos na formação de profissionais de áreas afins – saúde, social e humanas;

5. Elaborar uma estratégia de comunicação da temática de cuidados paliativos com a sociedade e governos.

6. Acionar autoridades e lideranças políticas, sociais, religiosas e profissionais para o debate e a inclusão dos cuidados paliativos nas agendas e respectivas mídias.

Ao inserir seus dados no link a seguir, você confirma sua intenção de assinar a “Carta aberta à população brasileira sobre a necessidade de Cuidados Paliativos”, permitindo a divulgação do seu nome e instituição como subscritor deste documento.

Para assinar a carta e colaborar com esta iniciativa, basta clicar no link Aqui e preencher os seus dados.

Sua participação é de enorme importância!

As pessoas que necessitam de Cuidados Paliativos em nosso país agradecem!

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3793 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento