Carta a meu neto Pedro

A esperança está nos jovens como você, meu neto, interessados no estudo, na pesquisa e na participação política! Querido, conservo seu sorriso, seu amor e sua perseverança na alegria desse contato com jovens do mundo todo. Vai em frente! Continue! Sobretudo seja feliz!

Célia Morato Gagliardi (*)


Querido Pedro,

Estou fazendo uma coisa muito antiga, escrevendo uma carta!

Em plena época dos mais modernos meios de comunicação tenho imenso prazer em escrever-lhe como não se faz mais hoje em dia.

Também quase não se conversa mais pois a pressa comanda e não perde tempo. Não sou contra a tecnologia! Longe disso! Só acho que pouco nos encontramos e muito menos dialogamos.

Tenho uma alegria imensa de vê-lo aí na Universidade Columbia e no estágio na ONU. Aproveite muito e seja sobretudo feliz, pois a felicidade é o aroma penetrante das nossas realizações. O pouco contato que tenho com você já me deixa muito contente. Logo você estará com mestrado e doutorado prontos e defendidos. Tenho certeza.

Vai em frente querido!!! O conhecimento é a arma mais democrática do mundo e só ela proporcionará melhores condições de vida para todos!

É muito bom ter família grande como a minha e também amizades que cultivo com amor. Cheguei aos 82 anos! Que bom! Gosto muito de ser velha, ter saúde e condições de viver bem. Tenho me envolvido bastante em estudos de gerontologia e feito vários cursos e oficinas no Espaço Longeviver, aberto recentemente por gerontólogas da PUC extremamente competentes. Ontem mesmo passei a tarde em “Jogos Teatrais para Velhos” aprendendo novas possibilidades de comunicação alegre, divertida e interessante. Na semana passada participei de encontros sobre “Inovação”, ótimo!

Celia junto a alguns colegas do PAI em um workshop do Espaço Longeviver

O mundo está aí vivendo a contradição “pobreza x riqueza” que temos de superar por caminhos ainda não conhecidos. Aprendi com um pensador uruguaio, Eduardo Galeano, que a utopia que tanto queremos para um mundo melhor está no caminho para o alvo a ser conseguido. Só que há pedras, algumas enormes, nesse caminho a ser percorrido como está acontecendo com a política brasileira. Que horror!!! Bolsonaro coleciona asneiras e besteiras no governo. São tantas as barbaridades que não dá para lhe contar. Ele está aí na ONU e distribuindo dissabores, brigando com a Merkel e Macron. Que mundo estamos vivendo com Trump, Maduro, Bolsonaro e outros! Que caminho difícil! Mas estão aparecendo vozes jovens e inteligentes como a Tabata Amaral, o Felipe Rigoni e outros.

Leio atentamente a “Folha” todo dia e assisto um ou dois noticiários para comparar tendências. Tudo difícil, muito difícil… A esperança está nos jovens como você, interessados no estudo, na pesquisa e na participação política. Às vezes vou na minha coleção de “recortes” de jornal para mandar para você, mas desisto! Todo dia muda!

Querido, conservo seu sorriso, seu amor e sua perseverança na alegria desse contato com jovens do mundo todo. Vai em frente! Continue! Sobretudo seja feliz!

Beijos, com carinho Célia

(*) Célia Morato Gagliardi – Professora de História, aposentada, que adora ser eterna aprendiz.


Inscrições para o curso Intergeracionalidade do Espaço Longeviver: https://edicoes.portaldoenvelhecimento.com.br/produto/intergeracionalidade-potencias-de-um-conceito-inexplorado/

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 2625 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento