Brasil ganha editora especializada em envelhecimento

Chega ao mercado brasileiro a editora Portal Edições, especializada na temática da velhice e longevidade, lançada pelo Portal do Envelhecimento. Uma editora onde o leitor faz acontecer, uma vez que parte da proposta inovadora, de leitores-apoiadores. O primeiro livro, já à venda em sua loja virtual é “Vulnerabilidade Humana e Envelhecimento: o que temos a ver com isso”, de Ana Cruz de Araújo. Em processo de produção estão: “Labirintos da memória: quem sou?”, de Vera Brandão, e “Envelhecer com dor Crônica”, de Maria Angélica Schlickmann Pereira Hayar. Chega em boa hora, justamente quando observamos um envelhecimento acelerado e um crescente mercado e trabalho!

Beltrina Côrte *

 

brasil-ganha-editora-sobre-envelhecimentoPortal Edições é uma editora do Portal do Envelhecimento. Surge com uma experiência adquirida e sistematizada ao longo de mais de 10 anos, orientada a publicar trabalhos acadêmicos e práticas na área do envelhecimento, velhice e longevidade – na perspectiva do ser que envelhece -, com qualidade e eticamente comprometida com a construção da cultura da longevidade. Surge para dar mais visibilidade à produção da Gerontologia Social no país, campo do saber que estuda o envelhecimento e analisa sua influência nos indivíduos e seus efeitos nas mudanças da sociedade.

A editora tem como objetivo, portanto, socializar estudos e práticas sobre o impacto das condições sociais e culturais no envelhecimento populacional e as consequências sociais desse processo, publicando estudos e práticas que auxiliem a sociedade de maneira geral a longeviver de bem com a vida.

Nesse sentido, a editora leva aos leitores temas diversos e complexos, como memórias, educação, corporeidade, fenomenologia, espaço urbano, acessibilidade, psicologia, habitação, políticas públicas e sociais, família, relações intergeracionais, violências, saúde, educação continuada, mercado de trabalho, carreiras, negócios gerontológicos, cuidado e cuidadores, mídia, gênero, etnia/raça, inserção social, demografia, subjetividades, identidades, longevidade, bioética, cuidados paliativos, direitos, vulnerabilidades, fragilidade, finitude, cidadania, tecnologias, entre tantas outras questões sobre o envelhecimento, velhice e longevidade.

Editora onde o leitor faz o livro acontecer

O incentivo a uma postura democrática de publicação, que começou no Portal do Envelhecimento, depois em nossa Revista Portal de Divulgação, e agora no Portal Edições, dá mostras de nossa credibilidade quanto ao compromisso com a construção de uma cultura da longevidade.

Assim, o livro sempre será digital, podendo vir a ser impresso, ou não, de acordo com o interesse dos leitores. Portanto, a produção impressa dependerá do Leitor-Apoiador, termo criado por nós, inspirados no conceito Crowdfunding, que é usado quando um projeto é financiado por muitas pessoas de maneira colaborativa e online. Iniciativas de financiamento colaborativas via internet, como a que propomos, estão cada vez mais presentes na cultura brasileira.

Para nós, o Leitor-Apoiador é a pessoa interessada em determinado tema da área do envelhecimento humano capaz de viabilizar a produção impressa de um determinado livro. Na prática, a impressão dos livros depende apenas de pessoas que gostam do livro “como ele é”, caso contrário ele será ofertado apenas em e-book.

Esta é uma alternativa criativa e sustentável encontrada para manter nossa missão social (disseminar conhecimento sobre nosso longeviver) a partir da produção de livros sobre o envelhecimento humano, mais especificamente na área da Gerontologia Social, tendo como base um tripé fundamental: um tema de livro que agregue saber à nossa longevidade (autor); uma editora interessada em concretizar a impressão para aqueles que estão de fato interessados em informações sobre o envelhecimento (nós); e as pessoas que simpatizam com o tema e querem apoiar a fim de o livro ser publicado de forma impressa (todos os leitores).

O apoio dos leitores é o desafio de todo livro do Portal Edições!

Caso o Livro Impresso atinja sua meta (cada livro terá uma meta de número de apoiadores), entra em produção. O leitor poderá acompanhar e torcer, seguindo o marcador online na Loja Virtual.

brasil-ganha-editora-sobre-envelhecimentoLivros no “forno”

“Vulnerabilidade Humana e Envelhecimento: o que temos a ver com isso”, de Ana Cruz de Araújo Pereira da Silva, é o primeiro livro da editora, já à venda online. A vulnerabilidade é um termo cada vez mais presente nos discursos de políticos, dos movimentos sociais, da academia e no Poder Judiciário. Termo que tem marcado o destino prioritário de atenções do Direito. No entanto,

“por mais que esteja na moda, não é, contudo, vocábulos de precisão, servindo para designar segmentos muito variados”, diz a autora. Segundo ela, “dizemos com certa consensialidade que são vulneráveis os idosos, os deficientes, as crianças; aceitamos, com alguma reflexão, que sejam também vulneráveis as mulheres, as coletividades tradicionais, os negros, as camadas mais pobres; poderemos admitir ainda na categoria os doentes crônicos, os pacientes terminais, os obesos, os subnutridos, os imigrantes, os expatriados, os apátridas, os narcóticos, os alcoolistas, os desempregados, os subempregados, talvez os empregados assediados, talvez os empresários falidos…”. Após fazer uma reflexão profunda sobre o tema, a autora formula um conceito, único no país, para vulnerabilidade. Um livro imprescindível para quem é da área do Direito, do Serviço Social, da Gerontologia, especialmente.

brasil-ganha-editora-sobre-envelhecimentoO segundo livro, em processo de produção é “Labirintos da memória: quem sou?”, de Vera Brandão, que trata do tema memória, considerado como uma questão fundamental do ser humano. Ele é abordado de diferentes perspectivas, inicialmente na perspectiva neurobiológica, lembrando que a década de 90 foi dedicada aos estudos do cérebro por cientistas pesquisadores do mundo todo, e o tema memória, a ele vinculado, foi objeto de pesquisas, estudos e debates. Foram inúmeras as descobertas sobre funcionamento do cérebro, na compreensão de como são formadas as memórias, nas possibilidades de intervenção e tratamento frente a algumas doenças. Vera Brandão pergunta: será a Memória um assunto só para neurobiólogos? Afinal, o que é a Memória? E a memória autobiográfica? É nesse memória que a autora vai se deter, afinal, é ela quem define quem somos.

“Envelhecer com dor Crônica”, é o terceiro livro a ser publicado, de Maria Angélica Schlickmann Pereira Hayar, também em processo de produção, que ao tratar do processo de envelhecimento de mulheres com dor crônica, mais especificamente fibromialgia, coloca a mulher em condição de vulnerabilidade, tema, aliás, de nosso primeiro livro. A fibromialgia é uma doença com características peculiares, que acomete principalmente as mulheres e provoca como sintoma mais importante uma dor que vai se cronificando com o tempo e permanece.

A autora estuda o impacto dessa patologia nos âmbitos físico, pessoal e social, agregado às alterações dele decorrentes, a partir de uma abordagem multidimensional e interdisciplinar, com ênfase nos aspectos psicossociais, culturais, socioeconômicos e sociodemográficos. Um tema de extrema relevância para o campo das Ciências Sociais, em especial para o Serviço Social e para Gerontologia.

De acordo com a Hayar, “as doenças e os sofrimentos delas decorrentes trazem impactos negativos para a vida cotidiana das pessoas, comprometendo a capacidade de desenvolver atividades rotineiras e também aquelas relacionadas ao trabalho. Portanto, é muito difícil padecer de uma enfermidade como a fibromialgia sem sofrer com os transtornos que tomam conta de todos os âmbitos da vida”. Hayar assinala que que a “dor, quando não controlada, torna-se crônica e vai assumindo a forma como que de uma ‘entidade’, que toma conta do corpo e da alma de forma lenta e insidiosa, transformando atividades rotineiras em verdadeiros desafios a serem enfrentados”.

Construindo a cultura da longevidade

A editora entende que estudos, assim como práticas gerontológicas sistematizadas, são realizações conjuntas entre o autor da obra e a editora, a fim de divulgar e socializar saberes acessíveis ao leitor sobre o longeviver. Alguns livros poderão ser mais formais, atendendo à uma demanda mais técnica, também necessária. Outros carregarão “a alma” em suas páginas, e serão dirigidos a um público mais geral. Mas ambos estarão voltados ao leitor, ao mesmo leitor que acompanha o Portal do Envelhecimento desde 2004.

* Beltrina Côrte é jornalista, mestre em Desenvolvimento Regional e doutora em Ciências da Comunicação pela USP. É docente desde 2001 no Programa de Estudos Pós-Graduados em Gerontologia da PUC-SP e atual coordenadora. Desde 2004 é diretora de conteúdos do Portal do Envelhecimento. Coordena o grupo de pesquisa, certificado pelo CNPq, Longevidade, Envelhecimento e Comunicação. É membro da Redip – Red Ibero-americana de Psicogerontologia e da RIIIES – Red Iberoamericana de Investigación Interdisciplinar en Envejecimiento y Sociedad. Email: beltrina@portaldoenvelhecimento.com

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 2629 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento