Aula aberta de Tai Chi Chuan para o público de 60+

Conhecido como “meditação em movimento”, o Tai Chi Chuan traz benefícios comprovados para o corpo e a mente dos seus praticantes. Os movimentos ao mesmo tempo lentos, suaves mas vigorosos melhoram a flexibilidade das articulações e dão firmeza aos braços e pernas, auxiliando na questão do equilíbrio, reduzindo o risco de quedas, e, consequentemente, de fraturas.

Jennifer Monteiro (*)

 

“Viver, e não ter a vergonha de ser feliz
Cantar (e cantar e cantar) a beleza de ser um eterno aprendiz
eu sei que a vida devia ser bem melhor e será
mas isso não impede que eu repita
é bonita, é bonita e é bonita…”  (Gonzaguinha)

Estamos vivendo mais. É o que está em todos os jornais, capas de revistas, programas de TV, portais da internet: Os 60 são os novos 50; os 50, os novos 40; e por aí vai. A grande pergunta é: já que viveremos mais, como desfrutar plenamente dessa grande benesse que é a longevidade?

As respostas englobam muitos aspectos de nosso dia a dia, mas um, com certeza, se destaca: precisamos nos manter ativos, física e mentalmente. Nesse contexto, o milenar Tai Chi Chuan surge como uma excelente opção. Conhecido como “meditação em movimento”, ele traz benefícios comprovados para o corpo e a mente dos seus praticantes.

Os movimentos ao mesmo tempo lentos, suaves mas vigorosos do Tai Chi melhoram a flexibilidade das articulações e dão firmeza aos braços e pernas, auxiliando na questão do equilíbrio, reduzindo o risco de quedas, e, consequentemente, de fraturas. Concentração, respiração, pressão arterial, memória, artrite e artrose também têm efeitos positivos com a prática. O estresse e a ansiedade não resistem a uma sessão de Tai Chi Chuan, um dos exercícios mais adaptáveis a qualquer idade e condição do praticante.

A instrutora de Tai Chi Chuan Valéria Sanchez vem, há mais de 20 anos, dedicando-se a divulgar os benefícios dessa arte oriental – notadamente o estilo tradicional da Família Yang – para os mais diversos públicos. Sua experiência com alunos de uma faixa etária superior aos 60 anos tem se mostrado bastante positiva, com ganhos significativos na qualidade de vida dessas pessoas.

Aula aberta e gratuita

No próximo dia 13 de junho Valéria Sanchez promoverá, em São Paulo, uma aula aberta e gratuita para aqueles que quiserem experimentar na prática as vantagens que o Tai Chi Chuan pode proporcionar à sua saúde. O evento será composto por uma breve palestra e oficina de Tai Chi Chuan e Chi Kung. Finalizando, um chá da tarde e bate-papo informal com a instrutora para tirar dúvidas. Trata-se de uma do Supremo Centro de Tai Chi Chuan & Cultura Oriental – Núcleo Representativo da SBTCC (Sociedade Brasileira de Tai Chi Chuan), Escola Afiliada Internacional da Família Yang.

Para participar, os interessados devem confirmar presença pelos telefones (11) 3862-5762 e 98288-2772 ou pelo e-mail supremo@supremotaichi.com.br. Não há qualquer pré-requisito. No dia, recomenda-se o uso de roupas confortáveis e tênis.

Serviço
Data: 13.06.2018 (quarta-feira).
Horário: das 14h30 às 15h30.
Local: Rua Cuxiponés, 114 (travessa da Av. Pompéia, altura do número 2300. A duas quadras do Metrô Vila Madalena). São Paulo – SP.
Informações adicionais: (11) 3862-5762 e 98288-2772 ou supremo@supremotaichi.com.br.
Site: https://www.supremotaichi.com.br
Twitter: www.twitter.com/supremotaichi
Facebook: www.facebook.com/supremotaichi

 

(*)Jennifer Monteiro, do Supremo Centro de Tai Chi Chuan & Cultura Oriental. www.supremotaichi.com.br. Foto: Aula de Tai Chi Chuan com a instrutora Valéria Sanchez. Créditos: Mar Franz Rocha.

 

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 2418 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento