Atendimento: UPA, UBS, SAMU, aonde ir?

Tempo de Leitura: 3 minutos

Você sabe aonde ir quando sofrer uma fratura? Ou aonde levar um parente infartado? Ou ainda quando tiver febre muito alta? Sabe o que cada unidade de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS) faz? Saiba aonde ir quando sintomas desagradáveis aparecerem ou em casos de urgências, como acidentes, fraturas, infartos e AVCs. A rede de urgência e emergência do país foi estruturada e organizada pela Política Nacional de Urgência e Emergência, com o objetivo de integrar a atenção às urgências.

Blog da Saúde(*)


Mais conhecidas como postos de saúde, as Unidades Básicas de Saúde (UBS) atendem os problemas de saúde mais comuns, o dia a dia da saúde e os exames de rotina. O objetivo desses postos é atender até 80% dos problemas de saúde da população, sem que haja a necessidade de encaminhar aos hospitais. Já para os casos de agravo, urgências, como acidentes, fraturas, infartos e AVCs, o paciente será encaminhado para alguma Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h).

As Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Equipes de Saúde da Família constituem a atenção básica, enquanto o nível intermediário de atenção fica a encargo do SAMU 192 (Serviço de Atendimento Móvel as Urgência), das Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24H), e o atendimento de média e alta complexidade é feito nos hospitais.

UBS

As UBS são locais onde os usuários do SUS podem receber atendimento médico para diagnóstico e tratamento de cerca de 80% dos problemas de saúde dos usuários. É nessas unidades que a população tem acesso a medicamentos gratuitos e vacinas, faz atendimento pré-natal, acompanhamento de hipertensos e diabéticos e de outras doenças como tuberculose e hanseníase. As UBS são a porta de entrada do SUS, contribuindo para o aumento da qualidade de vida e para a redução dos encaminhamentos aos hospitais. Fazem parte da estratégia da Atenção Básica. Tal estratégia é desenvolvida pelas equipes de Saúde da Família (eSF) e outras modalidades de equipes de atenção básica, pelos Núcleos de Apoio as equipes de Saúde da Família (NASF), pelas equipes dos Consultórios na Rua e as de Atenção Domiciliar (Melhor em Casa). Todas assumem a responsabilidade sanitária e o cuidado com as pessoas de determinada região, priorizando as necessidades de saúde mais frequentes.

UPA

As Unidades de Pronto Atendimento (UPA) funcionam 24 horas por dia, sete dias por semana e podem resolver grande parte das urgências e emergências, como pressão e febre alta, fraturas, cortes, infarto e derrame. É um serviço da alta-complexidade e está diretamente ligado ao SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Na UPA, o paciente será apenas estabilizado, pois não é uma unidade de internação. A estrutura simplificada, com raio-X, eletrocardiografia, pediatria, laboratório de exames e leitos de observação, colabora para a diminuição das filas nos prontos-socorros dos hospitais. Quando o paciente chega às unidades, os médicos prestam socorro, controlam o problema e detalham o diagnóstico. Nas localidades em que estão em pleno atendimento, as unidades têm capacidade para atender sem necessidade de encaminhamento ao pronto-socorro hospitalar mais de 90% dos pacientes.

SAMU

Ao discar o número 192, o cidadão estará ligando para uma central de regulação que conta com profissionais de saúde e médicos treinados para dar orientações de primeiros socorros por telefone. São estes profissionais que definem o tipo de atendimento, ambulância e equipe adequado a cada caso. Há situações em que basta uma orientação por telefone. O SAMU/192 atende pacientes na residência, no local de trabalho, na via pública, ou seja, através do telefone 192 o atendimento chega ao usuário onde este estiver.

(*) Blog da Saúde, acesse Aqui

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3746 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento