Aprendendo com a experiência brasileira

O livro “Educação baseada na comunidade para as profissões da saúde: Aprendendo com a experiência brasileira” conta a experiência da Educação Baseada na Comunidade (EBC) de 17 escolas da área de saúde do Brasil. Seu conteúdo será de grande interesse para docentes, gestores acadêmicos, profissionais e gestores do SUS, além dos representantes de Conselhos Locais e Municipais de Saúde, dada a importância e envolvimento de cada um destes grupos nas discussões e pactuações sobre as atividades de EBC.

Os editores *

 

aprendendo-com-a-experiencia-brasileiraNo início de 2014, a partir da publicação e divulgação do livro “Community- -based Education in health professions: global perspective” um grupo de Fellows do FAIMER Institute (Foundation for Advancement on Medical Education and Research), da Filadélfia, fez repercutir este fato em uma lista de discussão online onde foram apresentados vários relatos de diferentes partes do mundo, sobre o tema. Foram compartilhando os desafios e conquistas destas pessoas na revisão de currículos dos cursos de graduação da área da saúde que implementaram ou ampliaram experiências de Educação Baseada na Comunidade (EBC).

Tal produção, no mesmo período, desencadeou discussão na lista do Instituto Regional FAIMER Brasil, que congrega mais de 200 professores de algumas dezenas de cursos da área da saúde das cinco regiões do país. Foi interessante observar a diversidade e riqueza do contexto brasileiro neste campo.

Pode-se afirmar que, nas últimas duas décadas, o país viveu (e ainda vive), um período de forte estímulo à revisão de currículos, a partir da discussão e publicação das Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs) para os cursos a área da saúde em 2001, além das políticas indutoras da diversificação dos cenários de prática e estímulo à ampliação das atividades educacionais baseadas na atenção básica, especialmente na estratégia de saúde da família.

Ao perceber a riqueza das experiências brasileiras que foram discutidas na lista online brasileira e a escassez de relatos formais, especialmente no que diz respeito aos desafios e fatores facilitadores para a sua implementação, o desafio foi lançado e prontamente aceito. Em maio de 2014, iniciamos oficialmente a organização deste livro, seguindo o mesmo formato daquele publicado em janeiro por colegas do FAIMER Filadélfia.

Primeiramente, os participantes do Programa de Desenvolvimento Docente para Profissionais da Saúde FAIMER Brasil foram convidados a compartilhar suas experiências, sobretudo as lições aprendidas, relatadas nos capítulos deste livro. A resposta do grupo mostrou um produto de alta qualidade técnica, repleto de experiências vividas por vários protagonistas que têm contribuído com a qualificação da educação para os profissionais da saúde no Brasil.

Acreditamos que o conteúdo deste livro será de grande interesse para docentes, gestores acadêmicos, profissionais e gestores do Sistema Único de Saúde (SUS), além dos representantes de Conselhos Locais e Municipais de Saúde, dada a importância e envolvimento de cada um destes grupos nas discussões e pactuações sobre as atividades de EBC. Em suma, espera-se que a discussão em torno da EBC (e seu fortalecimento) impacte positivamente as comunidades atendidas, grande finalidade do trabalho em saúde.

Temos certeza de que a leitura das experiências, generosamente compartilhadas pelos nossos colegas, contribuirá para a reflexão e inspiração das pessoas interessadas neste tema. Este livro foi organizado em dois grandes grupos de capítulos: o primeiro aborda as principais políticas nacionais, responsáveis por induzir a reorientação curricular na direção da educação baseada na comunidade. Em seguida, são apresentados 17 relatos de experiências de importantes escolas e seus cursos da área da saúde, que têm o desafio de formar um profissional qualificado, especialmente tendo ele um forte compromisso com as necessidades da comunidade onde atua.

Temos certeza de que a leitura das experiências, generosamente compartilhadas pelos nossos colegas, contribuirá para a reflexão e inspiração das pessoas interessadas neste tema. Este livro foi organizado em dois grandes grupos de capítulos: o primeiro aborda as principais políticas nacionais, responsáveis por induzir a reorientação curricular na direção da educação baseada na comunidade.

Esta é uma demanda global, e o Brasil mostrou-se sensível, pioneiro e inovador nas ações de aproximação entre a Universidade e o Sistema de Saúde, para além do cenário hospitalar. Este desafio renova-se com a publicação das novas DCNs, em 20144, para os cursos de graduação de medicina. O novo texto reforça o conceito da diversidade de cenários de prática; valoriza a EBC com ênfase nas atividades que envolvem a atenção primária à saúde e destaca o ensino/aprendizagem de urgência e emergência, de saúde mental no contexto do internato médico.

Acesse o livro completo: Disponível Aqui 

* Valdes Robeto Bollela, Ana Claudia Camargo G, Germani Henry de Holanda Campos e Eliana Amaral

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 2611 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento