Ameaças e maus-tratos lideram registros na delegacia do idoso

Tempo de Leitura: < 1 minutos

MANAUS – Ameças e maus-tratos representam a maioria das denúncias registradas na Delegacia Especializada em Crimes Contra o Idoso (Decci). De acordo com a delegada-adjunta Alynne Siqueira, a Decci recebeu 182 ocorrências, desde 27 de junho, quando a delegacia foi inaugurada.

 

 

A Decci, no bairro Parque Dez, zona Centro-Sul de Manaus, atende à pessoas a partir dos 60 anos. Segundo Siqueira, os agressores, geralmente, são filhos, netos ou sobrinhos dos idosos. “Recebemos denúncias de idosos que sofreram ameaças de agressão, morte, e até de serem expulsos da própria casa. Já os maus-tratos se relacionam à negligência em cuidar da saúde, da alimentação e mesmo da higiene do próprio pai, da mãe, dos avós”, disse.

De acordo com a delegada, a apropriação e o desvio de pensões, aposentadorias ou benefícios são outras causas freqüentes de denúncias. O artigo 102 do Estatuto do Idoso (Lei 10.741/2003) prevê pena de reclusão de um a quatro anos para o crime de apropriação ou desvio de benefícios.

A delegada-adjunta disse que, após o registro da denúncia, os familiares dos idosos são chamados para uma audiência na Decci. “Às vezes, os próprios idosos querem falar diretamente com o agressor. Em muitas ocasiões, o relacionamento familiar não é ruim. É o estresse e a falta de paciência, que fazem com que os parentes sejam negligentes”.

Fonte: Diário do Amazonas – SK, Notícias 24 Horas, 17/9/2007. Disponível Aqui

 

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3789 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento