Acompanhamento terapêutico no envelhecimento, novo campo de atuação?

Tempo de Leitura: 3 minutos

O Acompanhamento Terapêutico (AT) é uma abordagem clínica cada vez mais utilizada para atender idosos, principalmente aqueles usualmente denominados como “fragilizados”. Tema do mini-curso a ser realizado nos dias 17 e 18 pelo Espaço Longeviver.


Este dispositivo é caracterizado por uma flexibilidade de atuação fora dos âmbitos tradicionais de tratamento. Surge como recurso que responde à necessidade de novos dispositivos que visem à saúde mental no envelhecimento, compondo uma rede de cuidados que incida sobre o cotidiano e o espaço social, desde a família até a rua. De acordo com Maíra Humberto Peixeiro, uma das docentes do curso, “pensar a questão da saúde mental como fundamental na área da velhice, configura certamente um desafio, já que significa operar uma subversão das lógicas de cuidado e tratamento vigentes. A figura do Acompanhamento Terapêutico (AT), que há tanto tempo transita pelo campo da saúde mental e que, há alguns anos tem trabalhado no campo do envelhecimento, pode nos oferecer alguns instrumentos para encarar este desafio”.

Frente a um contexto social onde intensos sofrimentos psíquicos se articulam aos processos de envelhecimento, é fundamental que dispositivos como o Acompanhamento Terapêutico ganhem espaço como recurso de intervenção clínica, compondo tanto a formação de profissionais que exercem essa prática como também, no âmbito de organizações públicas e privadas, constituindo uma ferramenta ética para a construção de referências que compõem a rede de saúde mental voltadas para essa população.

Maíra Humberto Peixeiro aponta que o acompanhamento terapêutico no envelhecimento acontece sobretudo em momentos de crise, ligados a entrada na velhice, em que para muitos configura um momento traumático, marcado por acontecimentos que parecem alheios ao sujeito. Segundo ela, é muito comum que uma queda, uma doença, a perda de pessoas próximas de mesma geração, a constatação da fragilidade do corpo, golpeiem de maneira contundente nossa ilusão de imortalidade, apontando para a possibilidade de uma dependência vindoura e da morte. É nestes momentos que, muitas vezes, ocorre uma certa desorganização, bastante perceptível e concreta. Um momento de enlouquecimento súbito.

Além do mais, partindo da compreensão das demências como psicopatologias, Maíra diz ter pensado e verificado na clínica uma articulação entre a impossibilidade de elaborar perdas vividas e a entrada em um processo demencial. Segundo ela, pensar a demência pelo viés das patologias psíquicas, dos sofrimentos da alma abre alguma possibilidade de escuta para estas pessoas.

Curso está com inscrições abertas

Como há um grande desconhecimentosobre este tipo de atuação relacionado ao envelhecimento, o Espaço Longeviver está com inscrições abertas para o Mini-Curso Online: Introdução ao Acompanhamento Terapêutico no Envelhecimento, em que se pretende introduzir as bases fundamentais do AT no envelhecimento e proporcionar alguma aproximação com essa prática clínica.

Conteúdo Programático

Acompanhamento terapêutico: que dispositivo clínico é esse? (aspectos históricos, definição do conceito)

Acompanhamento terapêutico no envelhecimento: abertura de campo e relevância hoje. (representação de velhice hoje e aspectos éticos)

Particularidades do AT no Envelhecimento (noções de contrato, como surge a demanda, como se estabelece o setting, construção de projetos)

Discussão de casos clínicos (aproximação da prática através de vinhetas clínicas)

Serão 6 horas de carga horária, cujas aulas acontecerão online ao vivo nos dias 17/09 (sexta, das 19h às 21h30) e 18/09 (sábados, das 9h às 12h30) na plataforma do Google Meet. As instruções para usar a plataforma e o Manual do Aluno são enviados por e-mail antes do curso começar.

Docentes

O curso será ministrado por Maíra Humberto Peixeiro, psicóloga e psicanalista. Master Recherche en Psychanalyse pela Univ. Paris7. Membro da equipe da Instituição Projetos Terapêuticos. Coordenadora da Tempo – Clínica e Cuidados no Envelhecimento. Autora de diversos artigos na área da psicogerontologia, psicanálise e envelhecimento; e Natália Alves Barbieri, psicóloga e psicanalista. Mestre e doutora em Saúde Coletiva pela Unifesp- EPM. Coordenadora da Tempo – Clínica e Cuidados no envelhecimento e coordenadora do Apoio Psicológico da Escola da Cidade. Autora de diversos artigos na área da psicogerontologia, psicanálise e envelhecimento.

Serviço
Mini-Curso Online: Introdução ao Acompanhamento Terapêutico no Envelhecimento
Data: 17/09 e 18/09
Sexta: 19h às 21h30
Sábados: 9h às 12h30
Carga horária: 6 horas
Público Alvo: Profissionais que trabalham ou tem a intenção de trabalhar com idosos e que se interessam pelos aspectos concernentes à saúde mental no envelhecimento e às práticas do AT.
Inscrições: https://edicoes.portaldoenvelhecimento.com.br/produto/mini-curso-online-introducao-ao-acompanhamento-terapeutico-no-envelhecimento/
Descontos: estudantes, ex-alunos de cursos do Espaço Longeviver, alunos e ex-alunos do curso Fragilidades na Velhice (PUC-SP) e associados da Adecon têm 20% de desconto. Para saber como usar os descontos basta mandar mensagem para o e-mail [email protected] especificando seu caso ou enviar mensagem no nosso WhatsApp (11) 97080-4331

Foto destaque de Andrea Piacquadio/Pexels


https://edicoes.portaldoenvelhecimento.com.br/produto/mini-curso-online-introducao-ao-acompanhamento-terapeutico-no-envelhecimento/

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 3793 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento