A Paz Mundial é possível?

Tempo de Leitura: 7 minutos

A Integral European Conference indica que a Visão Integral deve ser difundida como forma de ampliação de consciências e transformação de mentalidades para a paz.


A Paz Mundial é possível? A humanidade nutre o sonho de que a paz planetária prevaleça e muitos de nós já possui compreensão que mostra que isso é possível, o que torna ainda mais difícil entender porque ainda temos guerras na Terra. Independentemente da idade, ou da nacionalidade, mais e mais pessoas almejam a evolução humana em todos os seus aspectos e o convívio respeitoso e colaborativo entre todos, razão pela qual o tema da Integral European Conference realizada recentemente em Budapest, Hungria, foi “A World Peace with the Integral Approuch”.

Congressistas estudiosos da Teoria Integral refletiram sobre a atual guerra na Europa e outros conflitos em andamento em outros países, sob diferentes aspectos e perspectivas da cultura humana, como a política, econômica, ecológica, psicológica e histórica, a fim de chegarem a respostas, ou novas indagações hábeis à ampliação de mentes e consciências.

O tão esperado debate ocorreu nos dias 25 a 29 de maio de 2022, e foi totalmente organizado sob a ótica da abordagem integral.

O que é a Abordagem Integral

Em meu processo de aprendizado ao longo da vida, decidi estudar a Abordagem Integral elaborada por Ken Wilber, em função dos ensinamentos obtidos de Lilian Shibata[1]. Segundo ela:

“A Abordagem Integral surge como um alento para os que transitam neste cenário de complexidades, e sentem que a humanidade está num ponto de inflexão. Ken Wilber com base num poderoso pressuposto conclusivo ‘todos estão certos, porém parcialmente certos’, nos possibilita uma visão ampliadora para caminharmos por este terreno tão circunstancial chamado realidade. Fruto de um intenso e profundo processo de exploração das várias áreas de conhecimento e tradições, Ken Wilber nos concede um sistema operacional Integral, que nos orienta como um Mapa.
E o mapa é o palco que irá permitir a dança dos vários saberes contemplando perspectivas individuais e coletivas expressas de forma subjetiva e objetiva, elegantemente dispostos em quadrantes. Juntamente com os quadrantes, os níveis ou estágios de desenvolvimento, os estados de consciência, tipologia e as diferentes linhas de desenvolvimento irão compor o que chamamos de Modelo Integral, uma proposta inclusiva e transcendente, essencial neste mundo contemporâneo.”

O foco da Conferência foi a guerra na Ucrânia, a mais recente e inquietante no continente europeu. Mas no debate outras zonas de guerra, como a da Síria, Afeganistão e de vários países africanos foram abordadas.

Especialistas Integrais propiciaram aos participantes integralistas a construção de um raciocínio mais aprofundado e abrangente da questão, com vistas à construção de um futuro individual e coletivo onde a paz mundial prevaleça.

Realizada a cada dois anos no continente europeu, a Integral European Conference permite o crescimento do capital humano com base em princípios Integrais, além de fomentar colaborações Integrais internacionais.

Neste ano a IEC 2022 ocorreu no formato híbrido, com a apresentação de 12 palestras e mais de 80 apresentadores líderes integrais que estimularam congressistas integralistas de mais de 50 países ao redor do mundo. Veja alguns dos especialistas da Teoria Integral e respectivos temas abordados:
Paz Mundial com a Abordagem IntegralWILBER, Ken

Paz e Perdão com a Abordagem IntegralGANTI, Bence

The Zelenskyy ChallengeBUCIUNAS, Vytautas

Complexidade e o Dilema da Objetividade em Tempos de GuerraCOENE, Frederik Dr.

Sustentabilidade: você importa mais do que pensaO’BRIEN, Karen

INTEGRAL MOVEMENTIntegral no BrasilCARDOSO, Marcelo – workshop

Global Discussion Forum on War and Peace – mesa redonda

Trauma, Healing, and War Refugees – a Roundtable DiscussionGANTI, Bence, HÁRDI, Lilla Dr., MATÉ, Gabor Dr., YASKO, Kateryna

A Educação Integral para a Paz Mundial, por Ken Wilber

A palestra mais aguardada da IEC 2022 foi a de Ken Wilber, criador da Psicologia Integral, e do Movimento Integral. Sua obra concentra-se basicamente na integração de todas as áreas do conhecimento (ciência, arte, filosofia, espiritualidade). O jornal alemão Die Welt declarou Wilber como “o maior pensador no campo da evolução da consciência”.

Ken Wilber é um pensador visionário e desenvolvedor de uma “teoria de tudo” integral que abraça as verdades de todas as grandes tradições espirituais, científicas e filosóficas do mundo. Ele é o escritor acadêmico mais traduzido nos Estados Unidos, com 25 livros traduzidos para cerca de 30 línguas estrangeiras. Ken Wilber atualmente vive em Denver, Colorado, e ainda atua como filósofo, autor e professor. Também é o fundador do Integral Institute, que é a primeira organização totalmente dedicada ao avanço e aplicação da Abordagem Integral em relação a questões globais contemporâneas.

Em sua fala introdutória, Ken explanou sobre a paz e a completude além de detalhar a estrutura capaz de orientar uma prática para o nosso progresso e fim das situações de guerra: “Wake-up, Grow-up e Show-up”. Por fim enfatizou a sua proposta para que a Visão Integral seja efetivamente difundida na sociedade como forma de ampliação de consciências e transformação de mentalidades para a paz.

“Para conseguir que mais pessoas desenvolvam uma Visão Integral, podemos usar o próprio processo de educação. Muitas faculdades e universidades em particular têm cursos especializados onde os alunos podem aprender sobre a Teoria Integral em um curso opcional. À medida que aprendam esta teoria, e sejam impactados por seus ensinamentos, muitos levarão para áreas de suas profissões – ciências, economia, psicologia, artes, sociologia, medicina, história da guerra, política e até mesmo a própria educação, onde eles poderão criar cursos estruturados na teoria Integral essas áreas, atingindo assim centenas de estudantes. Esta estrutura Integral obtidas pelos alunos concederia a eles a compreensão sobre muitas coisas, como a própria guerra e, acima de tudo, razões para não se envolver nela e maneiras de interrompê-la assim que começar. Quanto mais alunos houver, mais pessoas levarão adiante a Visão Integral. E dado que a porcentagem de pessoas está alcançando um estágio de desenvolvimento Integral, mais pessoas ingressariam neste estágio de desenvolvimento.”

O Dilema da Objetividade em Tempos de Guerra

O Dr. Frederik Coene é um diplomata da União Europeia baseado na Ucrânia e lidera a equipe responsável por todos os programas de desenvolvimento financiados pela UE no país. Suas atribuições anteriores foram no Tajiquistão, Geórgia e Bielorrússia e, antes disso, trabalhou para ONGs humanitárias na Chechênia e na Abkhazia.

Durante o seu discurso, o Dr. Coene provocou a reflexão dos congressistas de modo abrangente sobre muitos dilemas provocados pela guerra da Ucrânia, nos seguintes termos:

A invasão russa da Ucrânia terá consequências para a geopolítica e para a ordem mundial que serão equivalentes ou até maiores do que as do colapso da União Soviética. Se isso destruirá nossa civilização ocidental democrática ou anunciará o início de um novo modelo social dependerá em grande parte do processamento do trauma coletivo da guerra.

Modelos teóricos e conceituais são ótimos tópicos para conferências e princípios espirituais são inspiradores e comoventes durante os retiros, mas eles fazem sentido em tempos de guerra? Devemos ter compaixão pelos russos que apoiam as atrocidades das forças armadas russas? Devemos desejar uma morte rápida ao presidente Putin? Manter a objetividade é contraproducente para vencer a guerra? Devemos nos ater à narrativa em preto e branco da “Ucrânia defendendo a democracia e lutando contra a Rússia maligna”? Estamos apoiando Putin falando sobre interconectividade e sobre a complexidade das raízes da guerra? Devemos integrar o ‘vermelho’ [para entender o significado das cores veja o quadro “AQAL” abaixo], pegando em armas?

Dr. Coene ainda discorreu sobre o dilema de complexidade e objetividade em termos de guerra. Afirmou que o índice de democracia ucraniana não está nem entre os primeiros. Da mesma forma a Ucrânia tem um alto índice de corrupção. Instigou os congressistas a refletirem sobre estas questões: Putin é um psicopata? É perigoso? Quem fez esse diagnóstico? Isso significa que parte dos russos são também?

Como contribuímos coletivamente para a situação que temos agora?

Explicar como chegamos aqui é justificar a guerra? Como integrar o “verde”? Como integrar o “vermelho” durante a guerra? Qual é o futuro de lidar com o “vermelho patológico”? Devemos ter compaixão pelos russos? E sobre o carma? Por que ele teve que deixar a Ucrânia?”

Créditos da arte original em inglês: Formless Mountain

Instituto Integral Brasil – uma experiência para a cura dos traumas coletivos brasileiros

Marcelo Cardoso, fundador do Instituto Integral Brasil, protagonizou uma oficina que sensibilizou todos os participantes para os traumas coletivos do Brasil, tendo como convidado um representante dos povos originários do país, Ubiraci Pataxó.

Por meio de um trabalho de constelação, Marcelo e Ubiraci propiciaram aos presentes uma experiência que permitiu-nos antever como o Brasil pode ter um projeto de futuro inspirado pelas dimensões da integral por meio da cura e transformação dos traumas como um exemplo de Regeneração.

Marcelo Cardoso ocupou posições executivas de alta liderança ao longo dos últimos 25 anos em grandes organizações na América Latina, tendo trabalhado para criar condições para as pessoas e organizações se transformarem. Recentemente publicou o livro – Gestão Integral – onde compartilha seu aprendizado dos últimos 20 anos e lidera a CMI um programa de formação em consultoria e facilitação Integral em parceria com Sean Hargens, Heidi Gunstrat.

Estudo sobre a Abordagem Integral no Brasil

Certamente a oportunidade de refletir e aprender que a Integral European Conference 2022 somou em meu processo de aprendizagem sobre a Abordagem Integral ora em curso, capacitação sob a condução do Professor Ari Raynsford, estudioso, tradutor e divulgador da obra de Ken Wilber há 30 anos, a quem agradeço imensamente.

Nota
[1] Mestre em Psicologia Sistêmica, Consultora e sócia fundadora da Aqal, empresa de consultoria alicerçada na abordagem Integral.

Foto destaque de Porapak Apichodilok/Pexels


https://edicoes.portaldoenvelhecimento.com.br/produto/curso-interdicao/

Silvia Triboni

Repórter, Advogada com MBA em Gestão Pública pela FGV, residente em Lisboa, Portugal, 64 anos. Criou o projeto Across the Seven Seas, cujo objetivo é o desenvolvimento do protagonismo sênior. É palestrante e membro da rede internacional Aging2.0. Faz parte da Consultoria Longevida, especializada na área do envelhecimento. Empreendedora, levou para a nação lusitana o curso brasileiro Repórter 60+ Portugal.

silviatriboni escreveu 8 postsVeja todos os posts de silviatriboni

WhatsApp
LinkedIn
Share
Instagram