2018 – Amanhã, um lindo dia

“Amanhã! Apesar de hoje, será a estrada que surge, pra se trilhar.” Ah, mas não deixe de lado o passado. O hoje é tecido pelo ontem, mesmo que triste ou difícil, e é dele que resultará o futuro. Somos a trama de um ontem, elaboradamente idealizada por forças que sequer imaginamos, uma história sua, apenas sua.

 

Se as coisas são inatingíveis…
Não é motivo para não querê-las…
Que tristes os caminhos, se não fora
A presença distante das estrelas!

Mario Quintana

 

O que poderia te inspirar para 2018? Já pensou? Pois é, passa o Natal e não faltam vídeos, mensagens, imagens dos mais diversos votos de “Feliz Ano Novo”, mas… um ano parece tanto… Cada dia, uma surpresa ou a monotonia, ou tudo ao mesmo tempo. Nem saberia dizer, dá um medinho do iminente, do incontrolável até do inimaginável e desejável fragmento de felicidade.

Sendo assim, entrei no túnel do tempo, algo em torno de 1977, vasculhei minhas lembranças e encontrei uma música que fez parte da minha juventude – “Amanhã” de Guilherme Arantes, além de marcar, dois anos depois, um momento muito especial, quando conheci “o meu amor”.

Então, fica para você meu colóquio pessoal sobre o amanhã ou l’avenir:

O que está por vir

“Amanhã! Será um lindo dia, da mais louca alegria que se possa imaginar.”

Porque amanhã todos os Deuses estarão reunidos, em sua homenagem, vibrando pelo amor dos dias. Será a hora dos doces, dos encantos e encantamentos, das uvinhas da sorte e dos pulinhos pelas ondas do mar.

Amanhã! Redobrada a força, pra cima que não cessa, há de vingar.”

E nessa hora, os bravos cavaleiros de Arthur, direto do Reino de Camelot, empunharão suas espadas mágicas em defesa de seu futuro, de suas realizações – seguindo a ordem da Senhora do Lago, a Grande Mãe da magia das coisas.

“Amanhã! Mais nenhum mistério, acima do ilusório, o astro rei vai brilhar.”

E quando 2018 clarear, todas as equações serão solucionadas, o pensamento encontrará seu caminho e as ideias surgirão, por que o dia seguinte será sempre um outro dia.

“Amanhã! A luminosidade, alheia a qualquer vontade, há de imperar, há de imperar!”

A escolha será sua, mesmo com pernas e braços já cansados e um remo pesado pelo duro fardo da labura diária, o sol estará lá, calmo e tranquilo, como Deus assim o fez.

“Amanhã! Está toda a esperança, por menor que pareça, existe e é pra vicejar.”

Porque enquanto esperançamos, vivemos o melhor de nós mesmos. Porque esperançar é o alimento da alma, é aquela uvinha sempre de plantão, pronta para as delícias da vida.

“Amanhã! Apesar de hoje, será a estrada que surge, pra se trilhar.”

Ah, mas não deixe de lado o passado. O hoje é tecido pelo ontem, mesmo que triste ou difícil, e é dele que resultará o futuro. Somos a trama de um ontem, elaboradamente idealizada por forças que sequer imaginamos, uma história sua, apenas sua.

“Amanhã! Mesmo que uns não queiram, será de outros que esperam, ver o dia raiar.”

Não esqueça: se pelo menos um desejar, esse será a difrença, o grão de areia que delicadamente se juntará a muitos outros. Basta um.

“Amanhã! Ódios aplacados, temores abrandados, será pleno, será pleno!”

Mas, olha, se te faltar a uva ou a onda do mar, pense que tudo, exatamente tudo está em você.

Por esta imensidão, é que desejo a todos um 2018 repleto de todos os “bem me queres, os bem te queres e os bem nos queres”, mesmo que na esteira destes bens surjam os males inoportunos ou os intrusos indesejáveis.

Lembrem-se que as pétalas das margaridas sempre estarão lá, a sua espera.

Trailer “Amanhã”: https://www.youtube.com/watch?v=jh8QnOEl5eU

Luciana Helena Mussi

Luciana Helena Mussi

Engenheira, psicóloga, mestre em Gerontologia pela PUC-SP e doutora em Psicologia Social PUC-SP. Editora-executiva da revista Kairós Gerontologia. Coordenadora da Coluna Filmografia do Portal do Envelhecimento. Professora do Curso de Especialização em Gerontologia (Cogeae-PUCSP). E-mail: lucianahelena@terra.com.br.

lucianamussi escreveu 54 postsVeja todos os posts de lucianamussi