Povoado no Equador tem dez vezes mais pessoas centenárias

Vilcabamba, um povoado de 4.000 habitantes localizado no interior do Equador, a 650 quilômetros da capital Quito, apresenta a maior proporção de pessoas centenárias saudáveis. Pessoas de 120 anos que realizam as atividades do dia-a-dia sem enfrentar nenhuma complicação, lendo sem precisar de óculos, conseguindo manter os dentes originais. E não pense que a rotina dessas pessoas longevas seja muito saudável: apesar de comerem pouca carne e do consumo de milho, batata e vegetais, as pessoas fumam, tomam café além do indicado, exageram no sal, bebem álcool e usam drogas alucinógenas. As condições sanitárias do povoado são inexprimíveis. E os homens, contrariando o senso comum, vivem mais que as suas companheiras.

 

Ninguém entende o motivo da longevidade nesse povoado. Alguns a atribuem à água, outros ao ar e ao clima da região, mas nada explica com precisão. O mistério do povoado e seu conseqüente sucesso atraem atenção de pessoas de faixas etárias diferentes e de classes sociais diversas.

No século XXI, a preocupação principal, depois da descoberta dos antibióticos, da freqüente ocorrência de doenças do coração, é com a longevidade.

Apesar dos dados de realidade, o comportamento dos moradores contradiz o que se vê. O uso de drogas alucinógenas parecidas com a maconha e com a cocaína é comum em Vilcabamba, causando perda da memória e fúria.

Atualmente, se um médico diz que algo é ruim ou bom, a tendência é acreditar e seguir a orientação. E normalmente o caminho a ser seguido é ir contra as vontades.

Pode-se mudar o ponto de vista com relação ao envelhecimento, tendo em mente que se trata de um processo natural. Estudos estão sendo feitos para determinar algumas causas moleculares do envelhecimento.

As pessoas em Vilcabamba não ficam muito tempo doentes, não tendo que lidar com o sofrimento prolongado. Enquanto o bem que foi plantado misteriosamente em Vilcabamba não se espalha pelo mundo afora, a solução ainda é a prevenção.

Fonte: Texto extraído da Folha de S. Paulo.

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 351 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento