Lembranças: de Natal e Final de Ano

A terapia da reminiscência é uma intervenção que possibilita a integração da pessoa idosa com suas realizações e dificuldades vivenciadas em sua trajetória existencial, possibilitando seu reconhecimento pessoal de sua história de vida.

 

Estou com 90 anos, sou solteira e moro numa instituição de longa permanência, sinto falta de meus pais e irmãos que já faleceram. Minhas lembranças dessa época são muito fortes e especiais!!!

As lembranças ou reminiscências representam aquilo que se conserva na memória. O processo de relembrar o passado é uma ocorrência natural na vida e tem como função justapor o passado, o presente e futuro (Butler, 1994), justamente o que faz a senhora residente de uma ILPI no depoimento acima.

Algumas pessoas por desconhecimento acreditam que o ato de relembrar consiste numa prática melancólica e de tristeza. Essa ideia é errônea visto que a atividade de reminiscência coloca no presente as situações do passado, oferecendo a oportunidade para reflexão, sobre quem e o que somos, a fim de considerarmos os distintos meios pelos quais possamos encarar melhor nossa trajetória existencial (Souza,1997).

Estudos, como os de Fernandes, Loureiro (2009) mostram que para as pessoas idosas a prática de recordar pode contribuir para fortalecer ou restituir o senso de identidade e autoestima.

Nesta época do ano, de festas e muito apelo a comemorações, é quase que obrigatório que deixemos de olhar apenas para o presente e olhemos para todo nosso passado, sendo que nossas lembranças possam ser alegres e tristes e nos possibilitem um balanço geral de como foi nosso ano.

Na minha experiência institucional em atendimento em grupo de idosos utilizei a terapia da reminiscência, e constatei que esse tipo de intervenção possibilita a integração da pessoa idosa com suas realizações e dificuldades vivenciadas em sua trajetória existencial, possibilitando seu reconhecimento pessoal de sua história de vida.

Em atendimento individualizado essa prática de recordar as diferentes fases da vida tem um significado especial, pois oferece a oportunidade de expressão, reflexão e aprendizado. Esse exercício pode facilitar mudanças, reflexões sobre quem somos e considerar distintas formas de vivenciar os problemas atuais e na manutenção de nossa integridade existencial.

Que as emoções e lembranças do Natal e Ano Novo sejam carregadas de novas significações em 2018!!!

Referências

Butler, R.N. The life review: an interpretation of reminiscence in the aged. Psychiaty 26: 65-76, 1963.
Souza, E.M. Un nuevo interés por la vida. Salud Mundial. Revista de la Organización Mundial de la Salud, Ginebra; 4:26,1997.
Fernandes, M.G.M.; loureiro, L.S.N. Memória e história oral: a arte de recriar o passado de idosos. A Terceira Idade, v.20, n.45, p.53-66, 2009.

Eliana Novaes Procopio de Araujo

Eliana Novaes Procopio de Araujo

Psicóloga, mestre em Gerontologia pela PUC-SP, especialista em Gerontologia pela SBGG e doutoranda em Ciências da Saúde na Faculdade de Saúde Pública da USP. E-mail: eliananovaespa@hotmail.com

eliananovaes escreveu 11 postsVeja todos os posts de eliananovaes