Idoso dependente: plano de cuidados aos familiares

Escutas: “Meu marido tem 82 anos e está com demência, não temos filhos, sou a cuidadora principal, apesar de ter ajuda de cuidadoras formais, não tenho mais prazer na vida e nem sossego!!!”

 

A dependência é um estado no qual se encontram as pessoas que por razões ligadas à falta ou perda de autonomia física, psíquica ou intelectual, necessitam de uma assistência e ou ajuda de outra pessoa para realizar atos correntes da vida.

A família como sistema enfrenta desafios importantes advindos da velhice (normal ou patológica), especialmente quando há alterações ocasionadas por doenças associadas ao envelhecimento com demência.

A demência é a deteriorização da capacidade intelectual com perda progressiva das habilidades cognitivas e emocionais. Existem vários quadros de demência, a mais conhecida é de Alzheimer e Multi-infarto.

Diante dessa nova realidade, verifica-se que a necessidade das famílias cuidarem de idosos com dependência pode ocasionar efeitos adversos, gerando impactos negativos e sobrecarga de âmbito físico, psicológico, social e financeiro.

Na minha experiência profissional durante 16 anos em uma instituição de longa permanência e de consultório, desenvolvi um apoio terapêutico individualizado aos cuidadores familiares de idosos com dependência.

O plano de cuidados consiste em orientações terapêuticas de suporte emocional e prático para que esse cuidador familiar consiga manter-se bem na busca de qualidade de vida por meio da prevenção dos efeitos adversos de ser o responsável aos cuidados de seu familiar.

Diante dessa nova realidade, percebe-se uma lacuna referente ao binômio: idoso com dependência e cuidador familiar, uma vez que a legislação aponta a família como responsável pelo cuidado de seu idoso com dependência e sem dar um suporte adequado a essas novas famílias. Vamos cuidar desses familiares!!

Saiba mais
BOTTINO, C.M; LAKS, J. ; BLAY, S. L.(2006) Demência e Transtornos Cognitivos em Idosos.Ed. Guanabara Koogan. Rio de Janeiro.
CALDAS, C. P. (2003) Envelhecimento com dependência: responsabilidades e demandas da família. Cadernos de Saúde Pública vol. 19 nº. 3 Rio de Janeiro, June.
CERQUEIRA, A. T. R.; OLIVEIRA, N. I. L. (2002) Programa de apoio a cuidadores: uma ação terapêutica e preventiva na atenção a saúde dos idosos. PSI-USP. 13(1).
FALCÃO, D.V.S. ” Doença de Alzheimer: Um estudo sobre o papel das filhas cuidadoras e suas relações familiares” Tese de doutorado. Universidade de Brasília (2006).

Eliana Novaes Procopio de Araujo

Eliana Novaes Procopio de Araujo

Psicóloga, mestre em Gerontologia pela PUC-SP, especialista em Gerontologia pela SBGG e doutoranda em Ciências da Saúde na Faculdade de Saúde Pública da USP. E-mail: eliananovaespa@hotmail.com

eliananovaes escreveu 5 postsVeja todos os posts de eliananovaes